Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Viktoria Plzeň 2-1 SPORTING CP: Deu para "ser Sporting" sem que o "karma" nos caísse em cima

 "Não sei o que disse Jesus depois do jogo mas eu não fiquei satisfeito com a produção da equipa e, consequentemente, com o resultado, que em nada nos descansa. A ausência de William e Coates na segunda mão só me deixam mais nervoso e inseguro, com medo de um daqueles dias em que "o Sporting resolve ser Sporting".

 

Foi assim que terminei a minha análise ao jogo da primeira mão. Fi-lo de forma consciente e o jogo de ontem provou que o estado de alma que partilhei fazia sentido. Por sorte, o "karma" que sempre nos acompanha não nos castigou, mas avisou. Nós sabemos que ele está aí ao virar da esquina e já nos metemos a jeito vezes de mais.

 

Precisamente por antever um jogo difícil, num campo complicado, com pouco tempo de descanso e uma viagem pelo meio é que me custou que a equipa tenha preferido gerir o resultado na primeira mão, em vez de o avolumar.

O jogo de ontem valeu pela passagem aos quartos-de-final e por ver que Patrício continua num excelente momento de forma. É o único que merece nota positiva pela exibição. Os restantes vão do "assim-assim" ao "mau".

Passámos a eliminatória porque o adversário era fraco e suportámos os momentos em que se agigantou.

Falhámos inúmeras oportunidades para marcar golos e resolver a eliminatória mas estivemos péssimos a finalizar, tendo desperdiçado umas cinco ou seis boas ocasiões.

 

Sobre o jogo não há muito mais a dizer mas sobre as declarações de Jorge Jesus no final do jogo há.

Aceito alguns dos motivos apresentados para tão fraca e sofrida prestação mas não aceito bazófia, muito menos sustentada numa mentira.

 

O prestígio que Jorge Jesus e o plantel do Sporting se estão a esforçar por devolver ao clube não é, nada mais, nada menos do que aquele que o mesmo Jorge Jesus e os anteriores plantéis por ele liderados lhe retiraram.

Ao contrário do que disse Jesus, o Sporting não estava na posição "cinquenta e tal" do ranking da UEFA aquando da sua chegada.

No final da época 2014/15 o Sporting era 33° no ranking de clubes da UEFA e foi o senhor Jorge Jesus e as campanhas europeias seguintes da equipa que levaram o clube à tal posição "cinquenta e tal" (40º no final de 2015/16 e 57º no final da época passada).

Por isso, veja se mete a viola no saco pelo menos até efectivamente melhorar aquilo encontrou quando chegou (que já não era bom). Para o fazer, ainda não lhe chegará passar às meias--finais, tarefa que não será fácil quando três dos quatro possíveis adversários vieram da Champions (Atlético de Madrid, CSKA Moscovo e Leipzig), outro das pré-eliminatórias da prova máxima da UEFA (Salzburg) e os restantes são o Arsenal, o Marselha e a Lazio.

 

Um merecido aplauso aos bravos que se deslocaram à República Checa para apoiar o nosso Sporting.

 

Agora é descansar bem, que espera-nos uma verdadeira final frente ao Rio Ave, antes da pausa para os compromissos das selecções nacionais.

 

No outro jogo da noite, os nossos leões do ténis de mesa não resistiram ao poderio dos bi-campeões europeus e perderam por 0-3, tendo uma tarefa praticamente impossível para a segunda mão, na Rússia. 

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil