Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Viagem ao Cazaquistão no caminho do Sporting

#NãoHáDesculpas

 

Pese embora a viagem e o frio, em termos desportivos dificilmente teríamos um sorteio mais vantajoso. O Astana era uma das equipas teoricamente mais fracas do pote 2 e, se formos sérios e empenhados, a nossa qualidade tratará de nos colocar nos oitavos-de-final.

 

Feito o sorteio, é cedo para pensar nesta eliminatória.

Até lá teremos oito partidas para a Liga NOS, das quais cinco serão em casa. Entre as três deslocações, teremos uma ida à Luz, no início de 2018 e saídas ao Bonfim e à Amoreira (Vitória FC e Estoril ocupam duas das últimas três posições da Liga).

Pelo meio destes jogos na competição mais importante teremos duas eliminatórias da Taça de Portugal. O primeiro jogo disputa-se já depois de amanhã, frente ao Vilaverdense, em casa.

Além disto vai ainda jogar-se tudo o que resta da Taça da Liga, que já tem marcada para Braga a final-four, entre os dias 20 e 27 de janeiro.

 

Como é fácil de perceber, há mais em que pensar antes de abordar a viagem ao Cazaquistão e a eliminatória com o Astana, que foi segundo (com 10 pontos) num grupo que tinha como adversários o Villarreal, o Maccabi Tel Aviv e o Slavia de Praga. Importa realçar que os cazaques fizeram mais pontos fora do que em casa (6 vs 4).

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil