Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Hoje joga o Sporting

Quando pareciam reunidas as condições para que a final da taça de Portugal se pudesse disputar dentro da normalidade possível, Bruno de Carvalho voltou falar.

Peço apenas a todos os que nos representarão em campo que façam o melhor pelo Sporting, por eles e por nós, adeptos, que não temos culpa e somos impotentes para travar tudo o que se tem passado.

Ganhem a taça, festejem com os que estiverem no Jamor (que lá vão pelo Sporting e por vocês) e confiem que tudo se resolverá pelo melhor.

A tranquilidade regressará. 

Força! Sporting Sempre!

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Jamor, espera por nós

Voltaremos a pintar o Jamor de verde-e-branco. No dia 20 de maio estaremos novamente no palco mítico que desde 1945/1946 acolhe a final da Taça de Portugal. Será a nossa 28ª final, sendo que tentaremos vencer o 17º título.

 

Muitas vezes apontei o dedo à gestão de Jesus e à qualidade do nosso jogo mas nunca questionei a vontade, compromisso, união, garra e ambição deste grupo de jogadores.

"Homens de barba rija", com "carácter", "alma" e que têm a "sintonia e o compromisso ideal para nos fazer felizes". Usei as expressões entre parêntesis ao longo da temporada, várias vezes, nem todas na hora da vitória.

No final do jogo, Jesus reiterou tudo isto, puxando dos galões para defender os que lidera, após mais uma pergunta "venenosa". "Os jogadores são o mais importante", disse ele. É verdade!

Ninguém precisa fazer um esforço de memória para saber quem marcou os golos mais decisivos nas vitórias mais emblemáticas ou quem fez aquele corte ou defesa que, acreditamos, nos pode ter valido um jogo ou um título. Os momentos mais épicos da história de um clube ficam ligados a quem os protagonizou no terreno; o cantinho do Morais em Antuérpia, o bis do André Cruz em Vidal Pinheiro, o poker do Manel no 7-1, o Iorda na final da Taça, o Jardel em Setúbal, o Montero no Jamor... Podia ficar aqui dias a relatar momentos destes, todos eles eternizados na nossa memória colectiva.

 

O jogo e o resultado de ontem foi obra do trabalho dos jogadores, do seu empenho e da sua vontade de vencer. Vitória justa da equipa que melhor controlou os momentos de decisão e que voltou a não falhar nenhum dos cinco pontapés de penalti.

Foram vários os jogadores que se exibiram a um nível muito elevado, pese embora o forte desgaste. Mesmo os que não jogaram assim tão bem, compensaram com um inabalável espírito de sacrifício em prol do objectivo colectivo. Pelo golo mas não só, para mim, Coates foi o melhor em campo.

Foi um jogo com alguns pontos de contacto com a eliminatória frente ao Benfica, em 2015/16, que ganhámos no prolongamento. Essa temporada não terminou como deveria, até mesmo na taça de Portugal. Quem sabe, este ano não se faz justiça.

Criança Sporting.jpg

A imagem escolhida para ilustrar o jogo e a nossa crença e amor inabalável pelo Sporting tinha de ser esta.

Um miúdo que nunca viu o Sporting ser campeão a chorar um golo marcado. A viver o Sporting com emoção. Curiosamente conheço o pai dele, enorme leão que soube fazer aquilo que o meu pai e muitos outros milhares fizeram nos últimos 40 anos; passar Sportinguismo. Puro e alicerçado apenas no amor e na crença inabalável que os nossos valores preconizam. Esforço, dedicação e devoção que na maior parte das vezes resultou apenas em esperanças renovadas mas nem por isso menos apaixonadas.

É por meninos como estes que somos os melhores adeptos do Mundo. Confesso, arderam-me os olhos quando vi esta imagem, após o golo do Coates.

Isto só acontece porque nos passaram Sportinguismo e não canecos numa vitrina. Nós temos feito o mesmo que fizeram connosco e isso vale mais do que muitos títulos que, felizmente, também ganhámos mas nenhum destes miúdos viu.

Isto é a certeza de que temos passado aos nossos miúdos o que é o Sporting. E o Sporting é muito mais do que aquilo que se vê no nosso museu!

 

Venha o Boavista, que este campeonato ainda tem muito para jogar.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Clássico é clássico. É jogo de emoções fortes, que ninguém quer perder. Este anuncia-se como uma segunda parte de 90 minutos, onde o Porto vem com vantagem de um golo.

Não importa se jogaste dois jogos numa semana ou apenas um. Todos os disponíveis estarão aptos, motivados e concentrados para fazer o melhor. É uma final que está em jogo e ninguém quer falhar a tarde mágica que sempre se vive no Jamor.

Na nossa última visita ao Estádio Nacional fomos felizes e queremos todos voltar a sentir essa felicidade.

 

Jogue quem jogar, seremos um. Coesos, solidários e ambiciosos, sabendo que teremos de correr atrás e marcar pelo menos um, para levar a eliminatória ao desempate.

Nem um possível prolongamento nos pode assustar. Estamos mais desgastados mas teremos a mesma vontade. Provavelmente estaremos mais lentos mas iremos ainda mais juntos. 

Desde os onze que joguem de início, passando pelos sete do banco, os milhares na bancada e os milhões em todo o Mundo, todos lutaremos por mais uma tarde no Jamor, entre bifanas, grelhados, muita cerveja e o desejo de deixar mais uma taça no Museu.

 

Eu acredito!

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

FC Porto 1-0 SPORTING CP: Em desvantagem ao "intervalo"

Jesus abordou o jogo com a premissa de que não seria ontem que se decidiria a eliminatória. Não deixa de ser verdade mas o Sporting deixou para daqui a dois meses aquilo que podia ter feito ontem, apostando todas as fichas na se segunda mão, em Alvalade.

Alinhando sem William e Bas Dost, regressou Gelson. Do lado dos portistas foram Danilo e Aboubakar os ausentes. Tudo jogadores fundamentais em posições exactamente iguais. Soares justificou a aposta, Doumbia pareceu sempre perdido em campo.

 

Jesus apostou então no conservadorismo de um sistema de três centrais, alinhando com Ristovski e Coentrão nas alas e Gelson próximo de Doumbia. 

Aparte das questões tácticas, que nem me pareceram as mais importantes para marcar diferenças de rendimento entre ambas as equipas emerge um dos pontos fortes do Porto que o Sporting nunca conseguiu equilibrar; os duelos a meio-campo e a reacção à perda da bola. O Porto foi sempre mais agressivo nos duelos, mais incisivo na procura da bola e nunca deixou o Sporting construir sem uma oposição forte.

Ainda assim, não era intenção do Sporting comandar o jogo com bola. A tal abordagem "à italiana" que Jesus tem falado não entusiasma mas poderia até ter sido mais eficaz com outro critério no passe. O Sporting teve várias oportunidades de atacar de forma rápida e o último passe nunca foi o melhor. Os poucos minutos acumulados por Doumbia ao longo da temporada fazem com que pareça um corpo estranho após sete meses decorridos e a capacidade de passe de Bruno Fernandes (muito desgastado) já viu melhores dias.

Gelson, mesmo não decidindo sempre bem foi sempre o mais esclarecido dos elementos da frente e o que mais procurou desestabilizar o último reduto portista.

 

A eliminatória está em aberto mas a série de resultados em que nos encontramos, mesmo com um troféu conquistado pelo meio, não é nada animadora. Ver um onze "espremido" semana após semana não augura nada de bom para um mês intenso de competição.

Urge encontrar soluções e agitar as coisas. Jogar sempre com os mesmo tem efeitos negativos a todos os níveis, nos que jogam (porque se desgastam em demasia e acomodam) e nos que nunca ou raramente são opção (que acabarão por não se sentir parte da solução).

Não vivemos um momento fácil.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Hoje é dia de futebol em dose dupla. 

Às 17 horas os juniores jogam na Áustria a continuidade na Youth League, frente ao Red Bull Salzburg, detentor do troféu e mais tarde, às 20:15 horas, a equipa principal mede forças com o Porto, no Dragão, num jogo a contar para a primeira mão da meia-final da Taça de Portugal.

 

Tiago Fernandes já escolheu o onze que vai defrontar os austríacos e a novidade é o regresso de Rafael Leão à competição, após várias semanas de ausência, fruto de uma lesão num jogo da equipa B, diante do Benfica.

Luís Maximiano, João Oliveira, Tiago Djaló, João Goulart, Thierry Correia, Daniel Bragança, Bruno Paz, Miguel Luís, Tomás Silva e Elves Baldé farão companhia ao já mencionado Leão.

A eliminatória disputa-se em 90 minutos, com possibilidade de desempate através da marcação de grandes-penalidades.

 

Jesus não abriu o jogo para mais logo e lançou uma convocatória com 24 nomes, onde fica no ar o espectro do regresso de Gelson Martins às opções. O importante é não apressar as coisas, pois vêm aí objectivos muito importantes e tudo o que não precisamos é de uma recaída do extremo da nossa "cantera".

Claro que o jogo de hoje é importante mas nada se decide nestes 90 minutos. É fundamental sair do Porto com a eliminatória em aberto para que depois tenhamos a possibilidade de fechar o apuramento em nossa casa. Não perder é fundamental e só uma goleada fará do Jamor uma miragem. 

Eu acredito numa vitória pela margem mínima.

 

Quanto ao histórico na Taça de Portugal, quase dá empate técnico.

37 jogos, 12 vitórias, 12 empates, 13 derrotas. 50 golos marcados e 53 sofridos.

Foram mais as vezes que fomos eliminados do que as que passámos à eliminatória seguinte (fora as finais, onde há duas vitórias para cada lado) mas o equilíbrio é evidente, com a realização de sete jogos de desempate, quer em eliminatória a uma ou duas mãos ou mesmo em finais.

 

Há depois, também, o factor anímico. O Porto empatou dois dos últimos três jogos e o empate com o Sporting acabou por ditar o afastamento da Taça da Liga. Já o Sporting só venceu um dos últimos cinco jogos, apesar de ter conquistado um troféu pelo meio.

Uma vitória hoje, para qualquer dos lados, dará um ligeiro ascendente psicológico e quebrará uma série de empates entre ambas as equipas nesta temporada.

Vamos lá, leões!

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Cova da Piedade 1-2 SPORTING CP: Dost in the wind

Tensão inesperada num jogo de Taça que tinha tudo para ser tranquilo.

Foi necessário recorrer à artilharia pesada porque se voltou a montar um onze com demasiados jogadores acomodados, sem "rasgo" e fora de forma.

Bas Dost, que tão bem disposto estava no primeiro tempo (ficou no banco de suplentes) acabou o jogo a pedir explicações aos colegas. Ele precisava de descansar. Não era jogo para ter de ser ele a decidir. Em vez disso, foi obrigado a arregaçar as mangas e resolver o problema que, em campo, outros criaram, frente a um adversário que defendeu em bloco muito baixo, explorando apenas o contra-ataque (estratégia que, por pouco, não lhes deu dois golos ainda antes do intervalo).

O matador holandês trouxe poeira onde, até então, apenas tinha havido vento.

A verdade é que Bruno Fernandes e Bas Dost, apenas dois jogadores, mostraram a toda uma equipa que a atitude não era aquela e que era preciso mais empenho e dedicação para se seguir o caminho da felicidade.

No final, apesar das dificuldades, seguimos em frente e esperamos agora pelo resultado do jogo entre o Moreirense e o Porto para conhecer o adversário das meias-finais.  

Muito tinha eu a dizer sobre o jogo e sobre alguns jogadores e o treinador mas vou optar por digerir isto de outra forma. Pelo menos desta vez, vou deixar assentar a poeira.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

CP vs SCP.png

Este é o onze que eu escolheria para a visita de hoje a Setúbal, casa emprestada do Cova da Piedade. Não menosprezando o adversário, o essencial é não alterar em demasia o sector defensivo, por forma a não comprometer o equilíbrio da equipa.

 

Jesus não mexeu demasiado nas opções habituais, onde apenas Gelson e William ficam de fora por gestão, visto que Piccini e Mathieu estão com problemas físicos.

Não há que ser hipócrita. Somos muito melhores que o Cova da Piedade, tanto individual como colectivamente. O essencial é não descurar a entrega, atitude, comprometimento e entreajuda, por forma a equiparar uma equipa que estará hiper-motivada para fazer história, visto que nunca esteve nas meias-finais da taça de Portugal.

 

Espero mesmo ver Palhinha, Podence, Iuri e Doumbia em campo, pois precisam de jogar e ganhar também motivação para o que aí vem a partir de fevereiro. Se algum deles estiver perto de sair, servirá para os ver em acção numa das últimas oportunidades.

Se tivermos a mesma vontade de ganhar que o Cova da Piedade, espera-nos um duplo duelo com Porto ou Moreirense.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Cova da Piedade no caminho para o Jamor

Este era o meu palpite, só que achava que jogaríamos em casa. Mais uma vez, não nos podemos queixar da sorte, que nos colocou no caminho um adversário acessível, de um escalão inferior.

 

Fiquem com o sorteio completo:

1/4 Final

Cova da Piedade vs SPORTING CP
Moreirense vs FC Porto
Caldas / Académica vs Farense
Rio Ave vs Desp. Aves

1/2 Final (a duas mãos, sendo a primeira em Moreira de Cónegos ou no Dragão)

Rio Ave / Desp. Aves vs Caldas / Académica / Farense
Moreirense / FC Porto vs Cova da Piedade / SPORTING CP

 

Até no emparelhamento das meias-finais as coisas correram como eu gostava, sendo que prefiro uma eventual disputa com o Porto a duas mãos do que em apenas um jogo.

Para já, venha o União da Madeira, depois de amanhã, para a Taça da Liga.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Uma quarta-feira perfeita

Jesus apresentou um onze quase totalmente diferente do que defrontou o Boavista e apenas Bruno César repetiu a titularidade, embora à esquerda, ao contrário do que tinha acontecido no fim-de-semana.

A equipa demorou a encontrar-se e a primeira parte viveu de fogachos, sendo que os mais contundentes vieram dos pés de Iuri Medeiros (que, mesmo assim, não fez metade do que sabe), sempre ajudado por Ristovski.

Acabou por ser Alan Ruiz (que continua a irritar toda a nação leonina) a descobrir o homónimo Bryan no coração da área, que desviou para defesa difícil do guardião de Vila Verde. A bola ficou a centímetros da linha de baliza, à mercê de Doumbia, que encostou para o 1-0 mesmo em cima do intervalo.

Importa realçar que o Vilaverdense ainda conseguiu esticar o jogo e visar a baliza de Salin um par de vezes, algo que não voltou a acontecer durante os segundos 45 minutos.

 

À hora de jogo Jesus tirou a dupla de "Ruizes" e a coisa começou a ganhar jeitos de goleada, com perfume de bom futebol, sobretudo graças a Gelson Martins (entrou junto com Daniel Podence), que fez aquilo que fazem os grandes jogadores. Não olhou para o adversário, respeitou-o e tratou de marcar as reais diferenças entre ambos os conjuntos. Quatro minutos volvidos e à segunda bola de golo oferecida aos colegas, Doumbia bisa, numa jogada que começa em Podence.

Outra vez Gelson. Bola em Ristovski e hat-trick de Doumbia, que haveria de assistir Gelson para o fecho de contas, após uma "cavalgada" que vincou bem a diferença de andamento entre os dois conjuntos.

Houve festa da Taça mas não houve tomba-gigantes. O Sporting segue para os quartos-de-final, ao contrário do Benfica, que tratou de nos dar a última alegria da noite, graças à eliminação aos pés do Rio Ave, com o nosso Chico em bom plano.

Com dois jogos por realizar, são já conhecidos cinco dos possíveis adversários: Rio Ave, Moreirense, Desp. Aves, Cova da Piedade e Farense.

 

Mas o Sporting não é só futebol e em Braga jogavam-se hoje dois jogos também importantes.

No Pavilhão Flávio Sá Leite, casa do ABC, o Sporting apresentava-se com a certeza que pelo menos um dos rivais directos perderia pontos.

O Sporting derrotou os bracarenses por contundentes 25-33, enquanto que o Porto derrotou, também de forma confortável, o Benfica (30-23).

Assim sendo, o Sporting assume a liderança isolada, com Porto e Benfica a dois pontos de distância.

 

Também em Braga mas com stick e patins, a equipa de Paulo Freitas derrotou sem grandes sobressaltos o Hóquei Clube de Braga.

O resultado final cifrou-se em 2-6, sendo que o Sporting beneficiou da derrota do Porto em Barcelos (3-2) e do empate da Oliveirense em Viana do Castelo (4-4).

A liderança é agora repartida apenas com o Benfica, que também venceu mas ocupa a segunda posição dada a menor diferença entre os golos marcados e sofridos. O Sporting continua a ser, de longe, a melhor defesa da prova, com apenas oito golos sofridos em outros tantos jogos.

 

Para o quadro de resultados do dia ficar completo, realço a vitória dos juvenis B em andebol, na recepção ao Colégio São João de Brito (27-22), enquanto que a equipa de seniores B de hóquei em patins perdeu em Alverca com o Alenquer e Benfica por 2-3, em jogo antecipado da jornada 7.

A equipa B de pool português, derrotou em casa o SS CGD por 9-4 e aproxima-se assim da liderança da zona sul da 2ª divisão. 

No primeiro evento de ontem, os sub-12 venceram, na Malásia, o FF South Australia por 4-0. Depois, João Vital não foi além de um 32º lugar nos 400m livres dos Europeus de piscina curta, a disputar em Copenhaga.

 

Hoje, de manhã, entram em acção Alexis Santos, nos 200m livres e João Vital, desta vez os 400m estilos e à hora de almoço é a vez da equipa de futebol de praia se estrear no Mundialito de Clubes, frente ao Lokomotiv Moscow, no Brasil.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

SPORTING CP 2-0 Famalicão: O "maestro" entrou e a banda afinou

Objectivo cumprido, sem ponta de brilhantismo.

Jesus apresentou um onze esquisito, com Coentrão e Bruno César como extremos e um meio-campo formado por Petrovic e Battaglia. Tobias teve uma oportunidade, ao lado de Coates e Podence no acompanhamento a Bas Dost.

Voltei a sentir a falta de Iuri mas Jorge Jesus tratou de queimar o jogador no final do encontro, mais ainda do que o tem feito ao longo dos últimos dois meses. Insinuou que o jogador não treina bem e, se isso é um problema que o próprio Jorge Jesus devia assumir e enfrentar internamente (a bem do jogador e do Sporting, que se encontra carenciado em posições onde o açoriano pode ajudar), trazê-lo para a praça pública serve apenas para descartar responsabilidades e complicar uma possível venda ou empréstimo no mercado de Janeiro. Se no nosso campeonato todos estarão ávidos para receber Iuri de braços abertos, quem é que lá fora vai dar os ditos milhões que por aí se falam por um jogador que não se aplica?

Apenas para rematar este assunto, que muito me incomoda, digo apenas que jogadores como o Mattheus Oliveira ou o Petrovic devem treinar muito bem, para que continuem a ser-lhes concedidas as tais "oportunidades" que Jesus referiu, mencionando o brasileiro (já nem falo no Alan Ruiz). Isto mesmo que 5 minutos de jogo não sejam bem uma oportunidade, mesmo que Jesus ache que é.

 

A primeira parte foi muito fraca. Sem ligação entre sectores, vivemos de uma ou outra arrancada de Podence, na esperança de ver Bas Dost abraçá-lo. Não aconteceu e os primeiros 45 minutos serviram sobretudo para motivar o adversário, que até entrou melhor que nós na segunda parte.

Percebia-se que seria necessário recorrer a alguém mais capaz para dar qualidade àquele meio-campo, onde Petrovic e Battaglia estiveram muito mal, sobretudo no capítulo do passe e se o argentino ainda se deu ao jogo, o sérvio passou uma hora a esconder-se dele.

Jesus, bem, lançou Bruno Fernandes para o lugar de Petrovic e, sem puxar em demasia dos galões, o internacional português deu ao jogo o abanão necessário para fazer a diferença. Com Gelson algo trapalhão e Podence a decidir pior à medida que o tempo passava, bastou dar a bola ao Bruno que ele fez o resto.

Assistiu Coates, que marcou na sequência de um pontapé de canto e serviu Bas Dost para aquele abraço, já depois de Rui Patrício nos ter salvado uma ou duas vezes de um aperto maior.

 

Mais negativa do que a exibição do Sporting, só a exibição do árbitro da partida. Sem vídeo-árbitro, Hélder Malheiro seguiu as directrizes "papais" e deu a missa como devia ser. Desde uns fora-de-jogo mal assinalados, passando por um penalti por assinalar e outro mal assinalado, na sequência de um "offside" ignorado, Malheiro de tudo fez para nos complicar a vida.

 

Gigante salva de palmas para Patrício, que está novamente num grande momento de forma e para Bruno Fernandes, que saltou do banco para resolver o jogo. Podence pede mais minutos, que talvez tenham de lhe ser dados a partir de uma ala, onde não abundam alternativas a Gelson, o único extremo disponível com verdadeiras características e capacidade para acrescentar algo a partir das faixas (sendo que até ele não passa por um grande momento).

Pena a lesão do Jonathan que, espero, não seja nada de grave (sobretudo por saber da fragilidade de Coentrão, que ontem cumpriu os 90 minutos).

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

O adversário mais modesto não retira importância alguma ao encontro desta noite. É Taça, a eliminar, e num jogo tudo pode acontecer.

O Famalicão, da Ledman LigaPro, virá a Lisboa sem qualquer responsabilidade para além de fazer o melhor possível, sabendo que os seus profissionais tudo farão em campo para se superarem, por forma a dificultar a vida aos jogadores do Sporting.

Os famalicenses, que no passado fim-de-semana estiveram em bom número na recepção ao Cova da Piedade (vitória por 3-0), estarão também representados no Estádio José Alvalade. Espera-se um milhar de adeptos vindos do norte do país, de onde um comboio totalmente lotado trará metade deles.

Desportivamente, o Famalicão atravessa um bom momento. Vem de três vitórias consecutivas (duas delas fora de casa) e ocupa o 5º lugar do segundo escalão português.

 

A comunicação social anuncia um Sporting sem grandes poupanças mas eu acho que Jesus poupará algumas peças importantes para o também decisivo jogo de quarta-feira, para a Liga dos Campeões. Este é um bom jogo para dar algumas oportunidades e confiança a alguns jogadores com menos minutos que, assim, poderão mostrar-se disponíveis e preparados para o que aí vem.

Jogue quem jogar, com seriedade, entrega e união, a qualidade virá à tona e colocará certamente o Sporting na fase seguinte da prova "rainha".

 

Historicamente, Sporting e Famalicão encontraram-se oito vezes para a Taça de Portugal (5 fora e 3 em casa) e os leões saíram sempre vencedores, verificando-se um "score" arrasador de 29 golos marcados e apenas 3 sofridos.

O "Fama" nunca marcou em casa do Sporting para a Taça e em três confrontos sofreu 17 golos (um dos confrontos foi na década de 40 e acabou com uma goleada por 11-0, num jogo em que Peyroteo só marcou por duas vezes).

Nas oito edições em que as duas equipas se encontraram, o Sporting acabou na final da competição por cinco vezes, vencendo o troféu em três delas.

 

O jogo é às 20:30h no Estádio José Alvalade, tem transmissão em directo na Sport TV 1, mas espero que os Sportinguistas que possam não faltem à chamada e vão apoiar a equipa.

 

Nota final para a Agenda Leonina do dia de hoje, com outros motivos de interesse:

 

⏱️ 11:30h : PADEL / VASCO PASCOAL; João Bastos vs Álvaro Cepero; Aday Santana (1/4 Final do Europeu de Duplas)

⏱️ 11:30h : PADEL / FILIPA MENDONÇA; Ana Catarina Nogueira vs Sandrine Testud; Sara Celata (1/4 Final do Europeu de Duplas)

⏱️ 11:40h: TÉNIS DE MESA / ARUNA QUADRI vs Chun Ting Wong (1/16 Final do World Tour Open da Suécia - Individual)

⏱️ 14:50h: TÉNIS DE MESA / ARUNA QUADRI; DIOGO CARVALHO vs Masataka Morizono; Yuya Oshima (1/16 Final do World Tour Open da Suécia - Pares)

⏱️ 18:30hPADEL / PORTUGAL (VASCO PASCOAL) vs Suécia (1/4 Final do Europeu de Equipas)

 

📺 TV: Os jogos de padel têm o acompanhamento da TVI24, sendo que a página do European Padel Championships no facebook (link) tem transmitido a maioria dos encontros em directo. O ténis de mesa tem transmissão em directo online, na ITTV (link).

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting: Entre a Europa e a festa da Taça

Antes de Oleiros receber a festa da Taça, o futsal e o ténis de mesa terão a honra de disputar mais um jogo europeu cada, por forma a prestigiar o Sporting internacionalmente, claro está, mostrando que somos dos melhores da Europa.

 

No futsal, depois da vitória contundente de ontem por 5-1, diante do campeão ucraniano e estreante na competição, segue-se hoje o crónico campeão letão, que no ano passado esteve presente na ronda de elite.

Mesmo que seja um adversário habituado a estas andanças, é evidente a diferença de forças entre ambos os conjuntos. O Nikars perdeu ontem frente à equipa da casa, o Ekonomacs, por 2-1 e joga hoje a cartada final na luta pelo apuramento.

Há que ter isso em conta mas o mais natural é que o Sporting se imponha e por números expressivos, até porque a época na Letónia começou há bem pouco tempo e o Nikars, depois de vencer a Supertaça apenas fez ainda um jogo para o campeonato.

O jogo é às 17 horas e tem transmissão em directo na IP Sports Media (Link).

 

Da Sérvia para Portugal, mais concretamente para a estreia do Sporting e do Pavilhão João Rocha em jogos em casa para a Liga dos Campeões de ténis de mesa.

O adversário é o Darton Bogoria, da Polónia, 3º classificado do seu campeonato no ano passado. Os polacos vêm de uma derrota na ronda inaugural frente aos russos do Fakel Gazprom, por 3-0 e têm uma vitória e uma derrota no campeonato polaco. 

Os perigos maiores virão do japonês Yoshida, actual nº 22 mundial. No entanto, o polaco Gorak e o checo Sirucek têm capacidade para, num dia bom, complicar a vida aos nossos atletas. A surpresa dos polacos pode vir da parte do chinês Han Chuanxi, de apenas 22 anos, que não foi utilizado na primeira jornada mas tem dado boa conta de si no campeonato polaco.

Todo o apoio é pouco e espero que possa estar uma boa moldura humana no Pavilhão João Rocha, mesmo sabendo que a hora do encontro (19 horas) acabará por coincidir com a hora do futebol (malta de Lisboa e arredores, é o Oleiros e isto é a Champions!!). A transmissão estará a cargo da Sporting TV mas também online, em Laola1 TV (link).

 

Para o final do dia fica então guardada a festa da Taça, que se espera que aconteça apenas fora de campo.

Oleiros vestiu-se de gala para receber o Sporting e prometeu às suas gentes um dia inesquecível. O espírito da Taça já se vive no distrito de Castelo Branco há pelo menos uma semana e este promete ser um dia que perdurará por muito tempo na memória dos habitantes de Oleiros, sobretudo os Sportinguistas.

Depois das polémicas, alimentadas de fora, o Sporting confirmou que iria a Oleiros com todo o prazer, rejeitando condições diferentes das que teria qualquer adversário menos categorizado. Para além disso, em vez de, como outros, oferecer a receita ao adversário, optou-se por ajudar os bombeiros locais, tão massacrados com os incêndios deste verão.

O jogo? O jogo será aquilo que o Sporting quiser fazer dele. Espero que o encaremos com seriedade e atitude, por forma a mostrar ao Oleiros que, mesmo com uma equipa secundária, somos de outro campeonato. 

O encontro tem início marcado para as 20:15 horas e a transmissão será responsabilidade da Sport TV 1.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

2 de Dezembro de 1995, 4ª eliminatória da Taça de Portugal. Foi a única vez que o Sporting se deslocou a Chaves para jogar uma eliminatória da Taça de Portugal. O contexto era bem diferente do de hoje. O Sporting era segundo, a 5 pontos do Porto de Bobby Robson (só de pensar nisto, coro de raiva).

Ao intervalo o Sporting perdia 1-0, mas um bis de Paulo Alves em dois minutos virou o resultado à hora de jogo. Pedro Barbosa viria a dar outro conforto ao resultado e o Sporting acabaria na final do Jamor, após eliminar Boavista, Campomaiorense, Olhanense e Porto. No jogo decisivo, acabámos por não vencer o Benfica, num jogo marcado pelo incidente mais triste de sempre registado em estádios portugueses. Rui Mendes faleceu, vítima do arremesso de um very light, vindo dos adeptos do Benfica. O resultado era o menos importante.

 

Hoje, tal como nessa época, o Chaves poderá estar na caminhada rumo ao Jamor mas o contexto desportivo é-nos mais desfavorável que o da altura.

Vimos de jogos menos bem conseguidos, com resultados a condizer com o "cinzentismo" do futebol apresentado.

Só uma série de vitórias consecutivas poderá embalar a equipa para uma boa segunda metade da época e seria o ideal começar já hoje.

 

A maioria preferirá vencer confortavelmente. Eu tenho o coração bem treinado e aguento bem um 2-4, no prolongamento, com um hat-trick de Bas Dost e um penalti cobrado pelo Adrien (a ver se ele tira aquela cara de enterro).

Suspeito de uma inclusão de Palhinha no meio-campo, num 4-3-3 mais clássico. O resto, seria a equipa mais óbvia. Beto (embora ache que será Patrício a jogar), Esgaio, Coates, Paulo Oliveira, Jefferson, Palhinha, William, Adrien, Gelson, Bruno César e Bas Dost.

 

Ganhar mantêm a fezada que estaremos no Jamor e dará importante alento para a deslocação à Madeira.

SPOOOOOOOOOOOOOOOORTING!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Vitória FC 0-1 SPORTING CP: Taça é RUUUUUUUUUUI, Rui é Taça

São três, as taças de Portugal que Rui Patrício venceu ao serviço do Sporting e, como um dos mais titulados jogadores de sempre do Sporting nesta competição (admito que possa haver um ou outro com quatro, dada a proximidade das vitórias nas décadas de 40 e 70), não deixou os créditos por mãos alheias e fechou a baliza ainda antes de Bas Dost carimbar o passaporte para os quartos-de-final.

 

O jogo foi difícil, como se esperava e o Vitória Futebol Clube vendeu cara a passagem à fase seguinte da prova. 

Os sadinos entraram bem no jogo, com o nosso Ryan Gauld em grande evidência. Grande qualidade do escocês, a mostrar a Jorge Jesus que podia perfeitamente fazer parte do plantel às suas ordens. Pena os comentários que o nosso treinador fez sobre o escocês no final do jogo, pouco ou nada encorajadores ao seu regresso.

Quem também entrou bem ao serviço dos sadinos (talvez enganado pelos tempos que passou ao serviço do Vitória) foi Rúben Semedo que, de forma algo "dormente" começou por ameaçar que estava "naqueles dias" e mais tarde ofereceu ao adversário a sua primeira oportunidade do jogo.

 

RUUUUUUUUUUUUUI!...ouviu-se no Estádio do Bonfim. Patrício estava lá para se assegurar que o #RumoAoJamor é para levar a sério.

 

Aos 15 minutos, penalti por assinalar a favor do Sporting. Mais uma braço na bola, dentro da grande área que não é sancionado e já perdi a conta aos penaltis por assinalar esta temporada em lances de mão/braço na bola.

Cinco minutos volvidos e mais um penalti, desta vez assinalado, sobre Bas Dost. Chamado à conversão, Adrien não bateu Trigueira e na recarga, com a baliza escancarada, acertou em cheio no redes sadino. Inacreditável!

 

Adrien ensaia remate ao ângulo mas Trigueira volta a dizer "presente" com uma bela defesa para a fotografia. 

Quem voltou a ficar bem na foto foi o nosso Rei; Gauld ganha uma segunda bola à entrada da nossa grande área, aparece frente a Rui Patrício e, adivinhem...

 

RUUUUUUUUUUUUUI!...parecia ainda o eco da primeira defesa. Patrício segura o nulo e volta a avisar que o jogo é para ganhar.

 

Intervalo e o Sporting regressa para o segundo tempo mais decidido, focado e concentrado.

Não foi um jogo com muitas oportunidades claras criadas mas felizmente Bas Dost teve a eficácia que faltou no último jogo.

O Sporting controlou muito melhor o jogo a meio campo e dominou o encontro nos segundos 45 minutos. Vitória justa e parabéns ao Vitória, que foi um digno vencido. Pena a lesão de Gauld, que forçou a sua substituição. Espero que não seja nada de grave.

O caminho para o Jamor continua e espero receber o Benfica em Alvalade na próxima eliminatória.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje há sorteio

Às 15 horas, no auditório 1 da Cidade do Futebol, serão sorteados os oitavos-de-final da Taça de Portugal.

Surpreendentemente, são tantos os clubes da 1ª Liga como os dos escalões inferiores. Sporting, Benfica, Estoril, Chaves, Braga, Tondela, Vitória FC e Vitória SC são os representantes do principal escalão. Académica, Leixões, Penafiel e Covilhã são os militantes na 2ª Liga e Real, Sanjoanense, Torreense e Vilafranquense são os clubes resistentes do 3ª escalão nacional.

 

Colocado entre a ida ao Estádio da Luz e a recepção ao Braga, espero que tenhamos a sorte de jogar em casa frente a um adversário o mais fácil possível. Permitirá rodar a equipa e manter os principais jogadores a cem por cento para os jogos do campeonato.

 

Esta é, portanto, a eliminatória ideal para o "sistema" colocar a bola quente do nosso lado. Espero receber a Sanjoanense mas quase aposto numa ida a Guimarães ou Tondela.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Quero lá saber se o adversário é o Praiense! O Sporting vai jogar e eu já não penso em mais nada. Como diz a música, fico "louco da cabeça, nada me interessa".

A convocatória parece-me equilibrada e de forma a permitir algumas oportunidades.

Acredito que Adrien, Bruno César e até Schelotto possam jogar de início, dado que não competiram no período de paragem para as selecções e, no caso específico de Adrien, parece-me que precisa de minutos para consolidar a sua forma e explanar o seu futebol.

Se tudo correr bem, nenhum dos habituais titulares fará mais de 45/60 minutos, tendo em vista o jogo da Champions, frente ao Real Madrid.

Matheus deve finalmente ser titular e pode ser que Meli tenha uns minutos, num jogo que pode ser mais uma oportunidade para observar com atenção Petrovic, Douglas e a dupla de avançados. Por mim, Alan Ruiz jogava na ala oposta a Matheus.

Seja como for, é para ganhar e com muitos golos.

Nunca mais são 20:15h!

SPOOOOOOOOOORTING!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Amanhã é dia de sorteios

Amanhã, ao meio-dia, sorteia-se a 4ª eliminatória da Taça de Portugal enquanto que, meia hora mais tarde, se define o emparelhamento para os jogos da Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup, que o Sporting jogará em casa.

Eis os qualificados na Taça de Portugal:

Liga NOS: Sporting CP, FC Porto, Benfica, Nacional, Vitória FC, Paços de Ferreira, Tondela, Estoril, SC Braga, Boavista, Vitória SC, Marítimo, Feirense e Chaves;

Ledman LigaPro: Penafiel, Sp. Covilhã, Olhanense, Santa Clara, Cova da Piedade, Vizela, Varzim, Leixões, Académica e Gil Vicente;

Campeonato de Portugal: Torreense, Aljustrense, Real, Benfica de Castelo Branco, Praiense, Vilafranquense, Oriental e Sanjoanense.

A minha veia de Zandinga diz-me que jogaremos em casa com uma equipa da 2ª Liga. Qual? Arrisco no Penafiel.

 

Quanto à UEFA Futsal Cup, depois de seleccionados os clubes anfitriões, é certo que o Sporting evitará o Kairat Almaty (KAZ), o Nacional Zagreb (CRO), o Brezje Maribor (SVN) e o Real Rieti (ITA). Os primeiros três organizarão os restantes grupos da ronda de elite e os italianos não nos poderão defrontar novamente.

Estes são os clubes apurados e o seu estatuto no sorteio, que serão emparelhados em quatro grupos, dois com um cabeça-de-série, dois vencedores dos grupos e um segundo classificado e os outros dois com um cabeça-de-série, um vencedor dos grupos e dois segundos classificados (os anfitriões manterão o seu estatuto no sorteio):

Cabeças-de-série: Ugra Yugorsk (RUS, detentor do troféu), Kairat Almaty (KAZ)*, Inter FS (ESP), FC Dynamo (RUS)

Vencedores dos grupos na fase principal: Győri ETO (Grupo 1, HUN), Araz Naxçıvan (2, AZE), Nikars Riga (3, LVA), Ekonomac Kragujevac (4, SRB), Sporting CP (5, POR)*, EP Chrudim (6, CZE)

Segundos classificados na fase principal: Brezje Maribor (1, SVN)*, FC Feniks (2, KOS), Hamburg Panthers (3, GER), Nacional Zagreb (4, CRO)*, Real Rieti (5, ITA), City'US Târgu Mureş (6, ROU)

Assim sendo, volto a soltar o Zandinga que há em mim e, desta vez, é mais um desejo que uma premonição: Ugra Yugorsk (RUS), Sporting CP (POR), FC Feniks (KOS) e Hamburg Panthers (GER).

 

Quentes ou não, saltem as bolas e revelem os nossos adversários.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Famalicão 0-1 SPORTING CP: Dia de greve

Para os menos atentos, explico que hoje foi dia de greve...dos enfermeiros.

Solidários, alguns dos jogadores do Sporting julgaram trabalhar no Serviço Nacional de Saúde e faltaram ao trabalho.

Felizmente, apareceram outros que asseguraram os serviços mínimos e, assim, não morreu ninguém no serviço de urgência.

 

O dia passou-se mas, amanhã (3ª feira), é um novo dia e os pacientes prometem dar mais trabalho. Se alguém folgar, vai dar merda.

A parte boa é que se poupou a mão de obra mais qualificada, que não poderá decretar apenas serviços mínimos no próximo dia de trabalho. Assim, sabemos que podemos exigir e esperar o máximo empenho de todos os profissionais.

 

Boa noite a todos e o que interessa é que o Sporting ganhou. Objectivo cumprido.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Começa hoje, em Famalicão, o caminho que, espero, leve o Sporting mais uma vez à decisão no Estádio do Jamor.

Jorge Jesus garantiu ontem "uma equipa de qualidade" no ataque à 3ª eliminatória da Taça de Portugal e é isso precisamente que espero: uma equipa suficientemente boa, que marque a diferença evidente entre ambos os conjuntos.

 

Arredado há mais de 20 anos da primeira categoria nacional (onde só esteve presente em seis temporadas), o "Fama", actual 18º classificado da Ledman LigaPro, tem aquilo que é mais importante num clube; adeptos. Em Vila Nova de Famalicão mora o clube da 2ª Liga que mais adeptos leva em média ao seu estádio (2443), média essa que é superior à de cinco equipas a militar no primeiro escalão.

A percentagem de ocupação média no Municipal de Famalicão (73%) é mesmo a quarta mais elevada dos campeonatos profissionais, apenas suplantada por Marítimo, Benfica e Sporting, o líder da tabela deste dado estatístico (89%).

Espera-se uma casa perto da lotação máxima e um ambiente efervescente, 50/50 entre os da casa e a já habitual onda verde, que não deixa que o Sporting jogue fora em nenhum estádio deste país.

Ulisses Morais deixou o comando técnico dos famalicenses há 3 dias e será Rui Silva (o treinador ajunto) a comandar a equipa frente ao Sporting.

O plantel do Famalicão é muito experiente mas pouco rodado na principal Liga portuguesa, pelo que se espera que as diferenças óbvias de qualidade não se deixem esbater por estados anímicos ou motivacionais, que os da casa terão certamente no máximo.

 

O Sporting apresentar-se-á no norte do país com muitas alterações mas com uma equipa que promete ser competitiva, por forma a não falhar a passagem à fase seguinte de um dos objectivos da época.

Com Azbe Jug, Ricardo Esgaio e Matheus Pereira a juntarem-se à equipa B, em Budapeste, na inauguração do novo estádio do MTK, é certo que as opções passarão por um misto entre habituais titulares (uma minoria) e as habituais segundas linhas.

Mais do que quem joga, é importante que os que tenham o privilégio de representar amanhã o Sporting o façam com a intensidade, concentração e qualidade que deles se espera.

Sendo já um dado adquirido a estreia de Beto com a camisola do Sporting e tendo também em perspectiva o jogo de 3ª feira com o Dortmund, arrisco um quarteto defensivo composto por João Pereira, Douglas, Paulo Oliveira e Jefferson. No meio campo devem actuar dois entre Petrovic, Bruno Paulista e Marcelo Meli (assumo que gostava de ver jogar Paulista e Meli) e, no ataque, Markovic e Campbell devem acompanhar Alan Ruiz e André.

De facto, um onze de qualidade mas sem rotinas, pelo que será importante manter índices competitivos elevados, por forma a evitar surpresas.

 

Uma 5ª feira anormalmente cheia de Sporting, que começa com o futsal, às 17 horas, continua com a inauguração do novo estádio do MTK, às 20 horas, e termina com a visita a Famalicão, às 20:15 horas.

Relembro que o futsal (vs FP Halle-Gooik, da Bélgica, que ontem empatou 2-2 com o Real Rieti, de Itália) tem transmissão online, em http://www.realrietichannel.tv/, e na SportingTV (aconselho o link, visto que a SportingTV se limitará a difundir a transmissão online via TV), sendo que o jogo da Taça de Portugal passará em directo na SportTV1. Mais em cima das 20 horas, para os mais curiosos, tentarei arranjar um streaming para o jogo na Hungria e tratarei de o difundir através das redes sociais.

Que seja mais um dia de leão!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal