Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Rubio conta ou não?! Para mim, conta!

Ando há uns dias para falar nisto.

Estamos com dificuldades na frente de ataque. Isso é inegável.

Slimani, nos últimos dez jogos em que foi utilizado apenas fez dois golos.

Montero não tem sido opção mas também não fez muito melhor quando o foi. Três golos nos últimos dez jogos.

Tanaka tem sido quase sempre uma opção de recurso aos dois anteriores mas tem números semelhantes a Montero e Slimani se considerarmos os últimos dez jogos em que teve minutos em quantidade aceitável (também três golos nos últimos dez jogos em que fez mais do que dez minutos).

Vou incluir nesta equação Diego Rubio. Bem sei que aufere um vencimento de cerca de 700 mil euros anuais, bem fora dos valores ideais e que, para agravar a situação, o vencimento dispara com a utilização na equipa principal. Como tal, neste momento, está fora de questão a utilização na equipa principal e, apesar de ser da minha vontade que renove contrato, assinando por valores mais modestos e adequados à nova realidade do clube não sei se isso virá a acontecer.

A verdade é que Diego Rubio, sem ter feito pré-temporada no clube (a temporada na Noruega terminou em Novembro) e sem qualquer tipo de rotinas com os companheiros de equipa, chegou, viu e marcou. Foram já nove golos em apenas onze jogos na equipa B e um na Taça da Liga (este, vindo do banco).

Isto quando, em termos comparativos com os colegas da equipa principal, acredito que tem até um melhor índice de eficácia (rácio oportunidades/golos).

Numa altura em que tudo aponta para que Slimani seja vendido no final da temporada (opção que me agrada pois, apesar de ser um jogador com algumas qualidades, não é um goleador e, ainda por cima, tem mercado) e se encontra num fraco momento de forma, acho que devíamos já tentar a renovação com Rubio (se for possível, claro) e intergrá-lo de imediato na equipa principal, aproveitando desde já o pé quente do chileno e preparando a temporada seguinte.

Admitindo Montero como um '10', partiríamos para 2015/2016 com uma frente de ataque composta por Rubio, Tanaka e uma contratação de valor e, de preferência, com experiência e provas dadas (bem sei que são características difíceis de contratar com o nosso parco orçamento).

Deixo uma tabela comparativa das nossas quatro opções de ataque para atestar com números aquilo que defendo.

Comparativo avançados.png

Artistas e goleadores

Actualizo hoje as estatísticas quanto a golos, assistências e influência na equipa principal do Sporting.
Recordo que os números apresentados englobam todas as competições em que a equipa principal participa.
De frisar também para os que pela primeira vez a acompanham que os pontos que dicidem qual o jogador mais influente são calculados da seguinte forma: golo (1 ponto); assistência (0.5 pontos)

MELHOR MARCADOR

Nani / Freddy Montero / Slimani 10 golos
André Carrillo / Carlos Mané 7 golos
João Mário 6 golos
Junya Tanaka / Adrien Silva 5 golos
Paulo Oliveira 3 golos
Jefferson / Jonathan Silva / Ryan Gauld / Tobias 2 golos
William / Capel / A. Martins / Sarr / Heldon / Dramé 1 golo

 

MELHOR ASSISTENTE

1º  André Carrillo 12 assistências
Jefferson 10 assistências
Nani 7 assistências
Tanaka 4 assistências
Slimani / João Mário / William Carvalho  3 assistências
Montero / Adrien / Carlos Mané / Capel / Cédric 2 assistências
Jonathan Silva / A. Martins / Esgaio / Wallyson 1 assistência

 

O MAIS INFLUENTE

Nani 13.5 pontos
Carrillo 13 pontos
Slimani 11.5 pontos
Freddy Montero

11 pontos

Carlos Mané 8 pontos
João Mário 7.5 pontos
Jefferson / Tanaka 7 pontos
Adrien Silva 6 pontos
Paulo Oliveira 3 pontos
10º Jonathan Silva / William Carvalho 2.5 pontos
11º Capel / Ryan Gauld / Tobias 2 pontos
12º André Martins 1.5 pontos
13º Cédric / Sarr / Heldon / Dramé 1 ponto
14º Ricardo Esgaio / Wallyson 0.5 pontos

 

De Slimani a Reus

Desde sábado que tive coisas mais importantes para falar, mas não posso ignorar o 'assunto' Slimani.

Foi dado a conhecer través de um comunicado, que pode ser lido aqui, que Islam Slimani será reintegrado hoje nos trabalhos da equipa principal.

Esta é uma situação que me desagradou e que tenho opinião formada desde o início.

Slimani partia para esta época com o estatuto de titular indiscutível e parte importante do sucesso a curto prazo da equipa de futebol do Sporting Clube de Portugal, mas a ilusão dos €, toldou a razão do argelino, que depressa informou a direcção que queria ganhar mais dinheiro ou, caso contrário, saíria para onde lhe pagassem mais.

Assinada a nota de culpa por parte do argelino, restam dois caminhos (na minha opinião):

1º (e é este que eu defendo) - vender o avançado argelino a qualquer clube que pague 10M€

2º (se ninguém der os 10M€) - que fique por Alcochete a treinar até terminar o contrato pois, por mim, não é digno de vestir a camisola do Sporting!

Mas...não sou eu a decidir. Se a solução encontrada for a reintegração na equipa (competitivamente falando), para mim, parte como 3ª opção para o ataque (mesmo que tenha valor e características para pegar de estaca no onze). Prove que está comprometido com o clube e com os colegas de equipa e faça por merecer oprtunidade de jogar novamente. A acontecer, será como uma segunda vida e uma oportunidade que não pode desperdiçar.

Entretanto, já hoje, foi emitido novo comunicado (aqui) divulgando o destino profissional de Rúben Semedo e Vítor (o Reus, de Espanha).

Rúben Semedo está sob alçada disciplinar e não está autorizado a frequentar as instalações do clube, pelo que este empréstimo sem opção de compra, válido até ao final da presente época, com os custos com o atleta suportados pela equipa espanhola tem os seguintes objetivos:

- Dar a Semedo um banho de humildade, que lhe poderá ser útil, se quiser ter futuro no clube

- Terapia de choque para um atleta que tem vindo a demonstrar falta de profissionalismo, mascarado de rebeldia

Como resultado final, vamos obter uma de duas coisas (e recordo que Semedo renovou recentemente contrato com o Sporting):

- Semedo aprendeu alguma coisa em Espanha e volta mais profissional e focado no Sporting e no seu futuro

- Semedo prova que é um caso perdido e deverá ser encontrada uma solução para o seu futuro que não passe pelo Sporting

Quanto a Vítor, será cedido a título definitivo aos espanhóis. O Sporting ficará com 25% de uma futura mais-valia de uma venda acima dos 300.000€. Estranho esta opção do jogador, que me parece que tinha mercados mais apelativos (até mesmo em Portugal), mas desejo-lhe sorte para o seu futuro e que, a entrada no mercado espanhol, possa valer uma transefência para a 1ª Liga do país vizinho (cenário perfeito para o jogador e para o Sporting).

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal