Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Problema resolvido

Shika.png

O Sporting Clube de Portugal chegou a acordo com o Zamalek Sports Club para a transferência a título definitivo do atleta Shikabala, por um valor de 650 mil Dólares (aproximadamente 735 mil euros), ficando a Sporting SAD com 15% numa futura transferência.

O que pensam os egípcios do 'craque' Shika?

Bem, nem era para falar nisto. Mas ao passar pela caixa de comentários de um dos posts de hoje no facebook do Sporting Clube de Portugal, deparei-me com um adepto egípcio preocupado...

Shika.dib

 

É só um adepto, mas talvez o estado de graça de Shikabala no seu país, onde era rei e senhor, tenha os dias contados...

Comunicado sobre Shikabala

"A Sporting SAD vem repudiar as declarações do suposto representante em Portugal do jogador Shikabala, Paulo Faria, proferidas a 3 de Setembro ao programa Bola Branca, da Rádio Renascença. Shikabala é atleta do Sporting e tem cumprido até ao momento com as suas obrigações com o Clube de forma profissional.

 Relativamente ao episódio que reteve o atleta na recente deslocação ao Egipto, por falta de um documento das autoridades locais que lhe permitisse viajar, o mesmo encontra-se em processo de averiguações por parte da Sporting SAD.

A Sporting SAD espera que as declarações em causa não se tratem de uma manobra de desestabilização do atleta que incitem o mesmo a tomar alguma atitude que desvirtue o seu comportamento, até ao momento, com o Sporting ou, no sentido de forçar a sua saída, criando condições favoráveis para o suposto representante do atleta, num eventual negócio envolvendo o jogador."

 

Não há fumo sem fogo

Tal como há alguns meses já tinha dito, estava por saber se a sitação do atraso de Shikabala, aquando da deslocação do Sporting ao Egipto para um jogo particular, tinha sido ou não provocada pelo próprio.

A falta de oportunidades na equipa principal e o facto de treinar regularmente com a equipa B levava-me a querer que não seria por acaso.

Hoje saiu a lista de inscritos para a Champions e a não inclusão do egípcio era um forte indício de que a porta de saída estará aberta para Shika.

A confirmação definitiva chega-nos através da Rádio Renascença, mais concretamente nas palavras de Paulo Faria (o seu representante em Portugal) ao programa Bola Branca. Transcrevo abaixo a notícia à pouco publicada no site da RR.

"O representante de Shikabala em Portugal divulga, numa entrevista exclusiva a Bola Branca, que o Sporting não conta com o avançado egípcio, que o clube leonino o colocou na lista de dispensas, mas que a saída de Alvalade está a ser dificultada pelo próprio atleta e pelo seu agente egípcio.
Paulo Faria, que trabalha com o principal empresário do jogador de 28 anos como elo de ligação do atleta, no nosso país, revela que, fora das contas de Marco Silva e da SAD verde e branca, Shikabala rejeitou mudar-se para um clube grego, a título de empréstimo. O agente questiona, de forma dura, a atitude do africano, cuja carreira tem sido marcada por vários episódios de indisciplina.
"Tínhamos a proposta para o Shikabala sair, chegámos a acordo com esse clube grego e com o Sporting. Era um empréstimo de um ano para ele poder jogar. A uma hora do fecho do mercado, o Shikabala desligou o telefone e o agente dele no Egipto diz que o jogador não tem interesse em ir para lado nenhum e que ele queria ficar no Sporting. (...) Ele pensava que ia ficar e que ia jogar. Eu disse-lhe que ele não ia jogar, nem na equipa 'A' nem na equipa 'B'. As pessoas querem vê-lo fora dali", afirma Paulo Faria.
Com o cenário helénico encerrado, "pode haver agora a possibilidade" de Shikabala rumar ao Egipto, para voltar a representar o Zamalek. Mas até este processo está em suspenso.
"Pode haver agora a possibilidade do mercado do Egipto, aberto até amanhã [5 de Setembro]. Há a possibilidade de o Shikabala regressar ao Zamalek, mas as coisas não estão muito fáceis. A opção de não sair para a Grécia foi uma tontice. As coisas estavam todas certas, não houve entraves da parte do Sporting e agora estamos a aguardar. A intenção do Shikabala é regressar ao Egipto ou ir para a Arábia. São as duas hipóteses que estão em cima da mesa", explica, de forma desiludida, projectando uma definição quanto ao futuro de Shikabala "até hoje ou amanhã".
Ora, perante os problemas que Shikabala já terá provocado como jogador verde e branco - com a detenção em Alexandria à cabeça - Paulo Faria deixa um agradecimento à paciência que os dirigentes do Sporting têm tido com o atleta que representa.
"Tenho que agradecer ao presidente do Sporting [Bruno de Carvalho] e ao Augusto Inácio, que facultaram todas as condições para o Shikabala brilhar. O Sporting teve um comportamento correcto e já tolerou muitas coisas ao Shikabala", admite.
Por fim, o agente egípcio de Shikabala também não escapa à esfera de críticas de Paulo Faria. "O representante do Shikabala no Egipto acha-o um fora de série. A mensagem que ele lhe passa é que o Shikabala não precisa de trabalhar para ser um fora de série. Mas isto, aqui, é a Europa e o Shikabala ainda não provou, na Europa, que é um grande jogador", conclui o empresário madeirense.
Contratado em Janeiro deste ano ao Zamalek, Shikabala registou apenas 13 minutos com a camisola da equipa principal do Sporting, na época passada. Esta temporada, não disputou qualquer partida oficial ao serviço dos leões.
O fim da linha desta ligação entre verde e brancos e o internacional egípcio estará, por isso, muito perto."

Entretanto, o MaisFutebol acrescenta:
«Esteve um ano e meio sem competir e veio para o Sporting com o comboio a meio, o que não é fácil. Mas depois não conseguiu apanhar o comboio e ainda faz toda a porcaria. Isto é gozar com as pessoas que trabalham com ele e com as pessoas do clube»

O empresário português fala em concreto do episódio em que Shikabala ficou retido no Egito, quando o Sporting ali disputou um jogo particular, por causa de um documento relativo ao serviço militar. 
«Não pediu o papel e já sabia que ia ficar dois ou três dias de férias no Egito, durante os quais não atendeu o telefone à entidade patronal, o que não se faz», começou por revelar. «Ele sabe que provocou isso. Estamos a falar de uma equipa que luta para ser campeã, e se todos os jogadores achassem que são vedetas e que podem ter este tipo de comportamento íamos ver onde é que o clube ia parar»

 

O talento de Shikabala para o futebol é inegável, mas o seu profissionalismo é nulo. Eu era um dos sportinguistas que acreditava muito no que o egípcio poderia acrescentar ao futebol do Sporting, mas neste momento perecebe-se que a sua inteligência não acompanha a magia dos seus pés.

Assim sendo, no Sporting não se brinca ao futebol, por isso, adeus Shika! Tinhas no Sporting uma oportunidade única de seres alguém fora do teu país e apenas por tua culpa, voltarás a redizir-te à tua dimensão local.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Posts mais comentados