Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

A Gala e o aniversário do nosso Grande Amor

A Gala cumpriu o seu propósito. Homenageou os que tão bem nos serviram, entretiveram "qb" quem a viu e apresentou os equipamentos para a época 2017/18, mais uma novidade relacionada com Yazalde, trazida por Marius Niculae.

 

Comecemos pelos homenageados da noite, com o Galardão Honoris Sporting:

 

FUTEBOL

Treinador do Ano: Nuno Cristóvão (Seniores Femininos)
Equipa do Ano: Seniores Futebol Feminino
Jogadora Revelação do Ano: Inês Pereira (Futebol Feminino)
Jogadora do Ano: Solange Carvalhas (Seniores Femininos)
Jogador Revelação do Ano: Daniel Podence (Seniores Masculinos)
Jogador do Ano: Bas Dost (Seniores Masculinos)

MODALIDADES

Equipa do Ano: Andebol (Seniores)
Atleta Revelação do Ano: Edgar Varela (Futsal)
Atleta Feminina do Ano: Patrícia Mamona (Atletismo)
Atleta Masculino do Ano: Carlos Ruesga (Andebol)
Treinador do Ano: Hugo Canela (Andebol)
Dirigente do Ano: Jorge Sousa (Andebol)

UNIVERSO SPORTING

Iniciativa do Ano: Fundação Sporting (Heróis de Portugal)
Funcionário do Ano: José António: Departamento de Sócios
Núcleo e Delegação do Ano: Núcleo do Sporting Clube de Portugal de Famalicão (N.º 261, fundado a 1/12/2014)
Sócio do Ano: Vítor Araújo (sócio n.º 2487, desde 1964)
Parceiro do Ano: ROFF (Futsal)
Escola Academia Sporting: Escola Academia de Algés

CATEGORIAS ESPECIAIS

Prémio Saudade: Mário Moniz Pereira e Manolo Vidal
Prémio Carreira: Olga Alves (Ginástica)
Prémio Classe Honra: Visconde de Alvalade

 

Seguimos com os equipamentos e a novidade que homenageia Yazalde:

Equipamentos 17-18.png

Equipamentos 17-18 1.png

 

Equipamentos 17-18 2.png

 

Continuo com os parabéns ao Sporting Clube de Portugal, por mais um ano de vida e de história. São já 111, com muito para contar.

Deixo-vos um vídeo realizado pelo pessoal da Rapaziada 1906 e o Mapa da Rota de Leão, que pode preencher o dia de hoje de todos os Sportinguistas:

 

Rota de Leão.png

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

01-07-1906

Há anos, a data não me dizia nada. Aprendi a amar o Sporting como qualquer criança, sem prestar atenção ao detalhe, sem viver esta paixão no dia a dia, que por vezes nos consome.

 

O Sporting era vivido todos os dias, com uma bola nos pés, imitando aqueles que uma ou duas vezes por semana faziam na TV aquilo que eu sonhava fazer um dia.

 

Era viver longe, sem as vivências do estádio, com equipamentos feitos em casa, posters colados no quarto e relatos feitos na rua, muitas vezes jogando sozinho. Marcando sempre que o Sporting tinha a bola e fazendo o pior possível sempre que era o 'adversário' que a conduzia.

 

Um amor alimentado pela força do Oceano, a técnica do Balakov e a frieza do Cadete. Ídolos do passado que se acumulariam com o passar dos anos. Um presente já lingínquo que se alimentava do passado, vivido nas leituras de um livro com a história do Sporting, gasto de tantas vezes lido.

 

Um amor que cresceu num vazio de títulos, numa terra de rivais. Onde poucos eram do Sporting e onde quase nenhuns entendiam o porquê de eu o ser.

 

Nasce-se Sportinguista. Ajudou ter um pai e um avô que me souberam mostrar a força de um leão, que me disseram que este nunca desiste e está sempre pronto para se levantar outra vez. Mas só com o 'berço' se explica um amor que nasce e cresce no meio do insucesso repetido, do desespero e da tristeza a cada título perdido.

 

Só um amor inigualável explica a esperança renovada a cada nova época. Cada jogo vivido com a mesma intensidade, independentemente da classificação e das hipóteses de sucesso.

 

As alegrias, também as vivi. Não tinha, infelizmente, a maturidade para as entender, viver e encaixar como aquilo que representaram. Uma noite colado à TV a ver a festa que eu nunca fiz. Um mar verde e branco de norte a sul de Portugal que impressionou mesmo que vivido à distância.

 

Hoje este amor é diferente, á prova de tudo, consciente. Algo que só a maturidade e a experiência ajudam a vivenciar.

 

Hoje, meu amor, passados todos estes anos, as esperanças continuam a renovar-se a cada ano, com a certeza que os melhores momentos da tua história ainda estão para vir e que eu estarei cá para os viver.

 

Parabéns, meu amor! Parabéns, Sporting! E obrigado por tudo!

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Parabéns, Carlos Lopes!

É o homem que nos colocou no mapa do desporto mundial e uma figura incontornável do desporto nacional e do Sporting Clube de Portugal!

Hoje, aproveito para recordar o "Nomes que brilham", programa da Sporting TV que se estreou precisamente com o grande Carlos Lopes.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Posts mais comentados