Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Hoje joga o Sporting

Hoje é um dia importante para muitos atletas do Sporting, em duas modalidades históricas e habitualmente vitoriosas.

Em Braga, disputa-se o primeiro Meeting S. João de atletismo, englobado nos festejos populares da cidade. Esta prova está inserida no circuito nacional de meetings, disputar-se-á no Estádio 1º de Maio e tem como principal objectivo ajudar os atletas nacionais a fazer as melhores marcas possíveis com vista aos campeonatos da Europa em pista, a disputar a partir de 7 de agosto, em Berlim.

A prova tem início às 19 horas e disponibilizo abaixo os horários e atletas do Sporting envolvidos em cada prova.

 

Meeting S João.png

 

19:00h | 100m barr (Final) - Catarina Karas

19:00h | Salto Altura M (Final) - Tiago Boucela; Francisco Barreto

19:00h | Triplo Salto F (Final) - Anabela Neto

19:00h | Lançamento Dardo M (Final) - Luís Almeida

19:15h | 100m F (Elim.) - Carla Gama; Catarina Karas; Carina Pereira (Final às 21:10h)

19:35h | 100m M (Elim.) - Carlos Nascimento; Francis Obikwelu; Ricardo Ribeiro (Final às 21:20h)

20:00h | 400m F (Série) - Andreia Crespo; Patrícia Lopes; Cíntia Silvestre

20:10h | 400m M (Série) - Jardim Andrade; Martim Faustino

20:20h | 800m M (Série) - António Rodrigues; Filipe Magalhães

20:30h | Lançamento Peso M (Final) - Marco Fortes

20:30h | 5000m F (Série) - Susana Godinho; Ana Ferreira; Catarina Guerreiro; Sara Duarte; Salomé Rocha; Catarina Ribeiro

20:30h | Salto Comprimento M (Final) - Bruno Costa; Marcos Caldeira; Francisco Barreto

20:50h | Lançamento Disco F (Final) - Jéssica Inchude

20:50h | Salto Altura F (Final) - Anabela Neto

21:30h | 400m F (Série) - Dorothé Évora; Filipa Martins; Carina Pereira

21:40h | 400m M (Série) - Ricardo Ribeiro; Soufiane Bouhadda; Tiago Horta

21:55h | 1500m F (Série) - Beatriz Rodrigues; Sandra Teixeira: Lília Martins

22:05h | 1500m M (Série B) - Martim Monteiro; Jorge Moreira

22:15h | 1500m M (Série A) - Paulo Rosário; Rúben Sousa; Luís Monteiro

22:30h | 5000m M (Série A) - Miguel Marques; Tiago Costa; Andralino Furtado; Hugo Correia; Bruno Albuquerque; Rui Pedro Silva; Hélder Santos; Fernando Serrão; Rúben Pessoa

 

* * *

 

No futsal disputa-se hoje o jogo 2 da final da Liga SportZone. Vencendo o jogo de hoje daremos um passo gigante rumo ao tri-campeonato, obrigado assim o Benfica a vencer dois jogos no Pavilhão João Rocha para poder roubar o título aos leões.

A esta hora não foi ainda divulgada a convocatória mas não é expectável que o Sporting possa contar com os atletas lesionados (Diogo, Dieguinho e Cardinal). Baixas de peso que retiram profundidade à nossa equipa mas não diminuem drasticamente as nossas possibilidades de vitória, dada a competência e qualidade dos restantes elementos.

Nuno Dias, que já viu confirmada publicamente por Miguel Albuquerque a sua continuidade no clube, certamente saberá surpreender os encarnados e assim inclinar a final para o nosso lado.

 

SLB vs SCP.png

 

Força, leões! Que seja um grande #DiaDeSporting.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Destaques do fim-de-semana

SENIORES MASCULINOS SÃO TRI-CAMPEÕES NACIONAIS DE JUDO POR EQUIPAS (SÉTIMO TÍTULO NOS ÚLTIMOS OITO ANOS)

Foto de Anri Egutidze.

 

ATLETAS DO SPORTING SOBEM AO PÓDIO UMA DEZENA DE VEZES NAS SUPER-FINAIS (TRAMPOLINS) DE GINÁSTICA

Foto de Sporting Olympics - Gabinete Olímpico do Sporting Clube de Portugal.

DIOGO ABREU e DIOGO GANHINHO campeões nacionais elite, em trampolim sincronizado
DIOGO ABREU campeão nacional elite, em trampolim individual
ANDRÉ NUNES vice-campeão nacional sénior, em trampolim individual
RAFAEL DOMINGUES vice-campeão nacional elite, em duplo mini trampolim (DMT)
INÊS MARTINS vice-campeã nacional elite, em DMT
MIGUEL MAGALHÃES e DUARTE FERNANDES 3º lugar em trampolim sincronizado - elite
BRUNA LI e TATIANA LI 3º lugar em trampolim sincronizado - elite
JOÃO DUARTE campeão nacional juniores elite, em trampolim sincronizado
BRUNA LI 3º lugar sénior, em DMT
DIOGO MARTINS e AFONSO FERNANDES campeões nacionais seniores, em trampolim sincronizado

 

EVELISE VEIGA E EDUJOSE LIMA CONQUISTAM TRÊS MEDALHAS NOS CAMPEONATOS DO MEDITERRÂNEO, EM ATLETISMO

Veiga Lima.png

EVELISE VEIGA (Medalha de ouro no salto em comprimento e Medalha de prata no triplo-salto)
EDUJOSE LIMA (Medalha de bronze no lançamento do disco)

 

INICIADOS SÃO CAMPEÕES NACIONAIS DE FUTEBOL

Image result for sporting campeão iniciados

 

JUVENIS SÃO BI-CAMPEÕES NACIONAIS DE FUTSAL (6º TÍTULO NACIONAL CONSECUTIVO, A CONTAR COM AS 4 TAÇAS NACIONAIS ENTRE 2013 E 2016)

Foto de Sporting Clube de Portugal - Futsal.

 

CADETES FEMININAS SÃO CAMPEÃS NACIONAIS DE JUDO, POR EQUIPAS

Foto de Judo Sporting Clube de Portugal.

 

SUB-14 MASCULINOS VENCEM A TAÇA DISTRITAL DE BASQUETEBOL

Foto de Sporting Clube de Portugal - Basquetebol.

 

TRÊS PÓDIOS NOS NACIONAIS INDIVIDUAIS DE JUDO, EM CADETES

Foto de Judo Sporting Clube de Portugal.

NINI VARZDUKASHVILI (-63kg) - Medalha de Prata
EDUARDO SIMONETTA (-60kg) - Medalha de Bronze
MARIA VITÓRIA (-44kg) - Medalha de Prata

 

LUÍS COSTA SOBE DUAS VEZES AO PÓDIO NA SUIÇA, EM PROVAS C1 DA UCI (2º NO CONTRA-RELÓGIO INDIVIDUAL E 3º NA PROVA EM LINHA, EM H5)

Foto de Luis Costa - Paraciclista.

 

DIOGO RIBEIRO VENCE PROVA DE CICLISMO - JUNIORES - DO LVIII CIRCUITO SAN ANTONIO DE BOLLULLOS PAR DEL CONDADO, EM HUELVA (ESPANHA)

 

SALOMÉ AFONSO BATE O SEU RECORDE PESSOAL DOS 800M, NO MEETING IBEROAMERICANO DE ATLETISMO, EM HUELVA (ESPANHA)

Salomé Afonso.png

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Juvenis do Sporting são bi-campeões nacionais de futsal

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Resultados do fim-de-semana (futsal e futsal feminino)

Resultados 6.png

Resultados 7.png

Resultados 8.png

SENIORES

BENJAMINS

BENJAMINS B

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Resultados do fim-de-semana (futsal e futsal feminino)

Resultados 5.png

Resultados 6.png

Resultados 7.png

SENIORES

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Destaque a quem o merece

Sexta taça de Portugal de futsal da história do Sporting Clube de Portugal. Sétimo título nacional em dez possíveis, nas últimas três temporadas e hegemonia na modalidade (resumos - 1/4 final1/2 final / final).

 

Segunda época desde o regresso do futebol feminino / cem por cento dos títulos conquistados.

Este fim-de-semana a equipa orientada por Nuno Cristóvão carimbou o passaporte para mais uma final da Taça de Portugal, com um esclarecedor 1-6, em casa do Estoril (resumos - link1 / link2).

 

Sub-14 Campeões.jpg

O Sporting é o novo campeão distrital de iniciados C1 (sub-14) e sucede ao Sacavenense, campeão na época passada.

Importa realçar a excelência desta geração, que tem vencido todas as competições onde entrou, competindo no escalão sub-14 com um grupo totalmente composto por atletas sub-13.

Com duas equipas a disputar duas das quatro séries, o Sporting venceu ambas com 59 vitórias e uma derrota em 60 encontros.

Este fim-de-semana, na impossibilidade de apresentar as duas equipas na fase final, o plantel que se apresentou na disputa do título venceu a Escola Academia Sporting do Turcifal, por 4-0, na meia-final e a Escola de Futebol "Os Belenenses" de Odivelas na final, por 2-0.

Este título sucede à conquista no mediático torneio internacional da Pontinha.

 

As nossas infantis femininas terminaram a temporada neste fim-de-semana e obtiveram a décima vitória em vinte e quatro encontros, num projecto ímpar em que competiram num campeonato masculino.

A época terminou com uma vitória espectacular em casa do Oriental (2-4), terceiro classificado que até este fim-de-semana tinha apenas três derrotas em toda a competição.

As nossas meninas terminaram em oitavo lugar num conjunto de treze equipas e deram um passo importante rumo a um futuro brilhante.

 

* * * * *

 

Estes são os meus quatro destaques deste fim-de-semana que, no geral, não foi positivo para o clube mas que, felizmente, nos permite sempre exultar com conquistas.

Relativamente ao futebol sénior, nem uma eventual conquista da taça de Portugal ameniza mais uma época falhada. Era mais importante o segundo lugar do que levantar o caneco no Jamor.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Notas soltas do fim-de-semana

Começando pelo futebol; não estamos na fase da época em que me preocupem as exibições. É importante ganhar, com maior ou menor dificuldade.

Estamos na fase decisiva e já passou há muito o tempo de exigir boas exibições com resultados a condizer. É tempo de nos contentarmos com o resultado, sabendo que a equipa está muito desgastada, deu tudo e conseguiu, mesmo que a custo, o objectivo.

Impressionante a capacidade de Bruno Fernandes, que resolveu o encontro com dois golos de excelente execução, não ao alcance de qualquer um.

O fim-de-semana futebolístico quase esteve para ser muito bom, não fosse aquele golo de Marega no final do encontro na Madeira. Seja como for, temos o segundo lugar na nossa mão e compete-nos garantir essa posição, ganhando os dois encontros que restam do campeonato, que estará entregue. Parabéns ao Porto que, a confirmar-se, será um justo campeão.

 

As vitórias no futsal, andebol, hóquei em patins e futebol feminino mantêm as equipas na frente e na luta pelos títulos nacionais, enquanto que a derrota do voleibol adiou a decisão para amanhã, no Pavilhão João Rocha.

Prestação meritória, embora inglória dos nossos judocas no Europeu de Judo, em Tel Aviv, com resultados interessantes mas que certamente não deixaram alguns dos atletas satisfeitos. Podemos fazer melhor mas a concorrência é sempre forte neste tipo de eventos.

 

Tentarei fazer o post com os resultados até final do dia. Este fim-de-semana foi puxadinho e a família, desta vez, teve mesmo de estar primeiro.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais uma vez a um passo do sonho

Ainda não foi desta que erguemos a UEFA Futsal Cup. O Inter Movistar foi mais forte e venceu por 5-2, num jogo em que o Sporting correu sempre atrás do prejuízo.

À terceira não foi de vez e depois da quinta presença em meias-finais, o Sporting não foi além do segundo lugar e igualou o Dínamo de Moscovo e o Inter em finais perdidas a um jogo (3). Os russos ainda perderam mais duas, numa fase em que a final se disputava em duas mãos.

 

Confesso que estava extremamente confiante na vitória e na capacidade da nossa equipa. Estou triste pela derrota mas conformado. O Inter foi melhor e mostrou estar ainda um furo acima de nós. Podemos equilibrar um jogo com o campeão espanhol, podemos até ganhar (como se viu na Masters Cup) mas o resultado mais normal ainda é o que se verificou.

O nível de eficácia em momentos de decisão que o Inter apresenta coloca-os num patamar acima de todas as equipas de Europa e mostra o porquê de serem tetra-campeões da liga espanhola e, agora,bi-campeões europeus.

A entrada a perder no encontro foi um banho de realidade e um sério aviso à equipa liderada por Nuno Dias. Os espanhóis mostraram que não iam facilitar e que iam atirar a contar sempre que pudessem. 

O golo do empate devolveu-nos alguma esperança e nem o segundo golo do Inter abalou a nossa confiança, embora tenha demonstrado mais uma vez que eficácia é o nome do meio dos madrilenos.

O terceiro golo já colocou a fasquia mais elevada e deu para perceber que levar de vencido o campeão europeu seria uma tarefa muito complicada.

Não conseguir passar para a frente do marcador foi o maior entrave ao nosso sucesso. Era esse ascendente no marcador que permitiria retirar ao Inter o conforto no jogo. Para sermos felizes, teriam de ter sido eles a correr atrás do resultado.

 

O frango de Marcão logo no início da segunda parte podia, no entanto, ter deitado por terra a confiança da equipa. Facilmente acabaríamos desmoralizados e tudo poderia terminar como na época passada.

Mas não...a equipa não se resignou e partiu para uma grande segunda parte, que até podia ter tido dois minutos finais de incerteza no resultado, se Dieguinho tem concretizado um lance cara-a-cara com o guarda-redes espanhol. Nesta fase, o Sporting perdia por 4-2, fruto de um golo de Diogo, já a jogar em 5x4. O lance de Dieguinho poderia ter feito o 4-3 e relançaria o jogo para os minutos finais.

O Inter acabaria por marcar o último golo a segundos do final, retirando alguma justiça ao resultado. O Sporting não merecia ter perdido por três golos de diferença mas isso também não é importante. Uma derrota é uma derrota, independente dos números.

Não foi suficiente para dar os parabéns à nossa equipa mas o orgulho em todos os jogadores mantém-se. Temos um grande plantel, liderado por um dos melhores treinadores do Mundo e a nossa hora chegará.

Todos merecem ser campeões da Europa de clubes um dia, mas há uns a quem a sorte já devia ter sorrido. João Matos, Pedro Cary, Caio Japa e Djô já mereciam este título, depois de terem estado em todas as final-four que o Sporting disputou. Deo só falhou uma final-four (estava na Rússia) e esteve em todas as finais perdidas. Divanei e Cardinal estiveram em duas das três finais perdidas. Nuno Dias e a sua equipa técnica estiveram em três das cinco final-four e também eles mereciam mais do que dois segundos lugares e um terceiro.

 

Uma coisa é certa; não devemos desistir de perseguir este objectivo e espero que para o ano consigamos voltar a estar nos momentos de decisão.

Em 2018/2019 e prova passará a ter nova designação e, quem sabe, a nossa sorte mude. Venha de lá a Champions!

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Hoje fui buscar um atlas, antes dos miúdos acordarem. O mais velho só tem quatro anos mas percebe a importância do Sporting para mim. Respeita essa paixão e tenta cultivar nele o mesmo amor. Fá-lo para me agradar, mas um dia sentirá por este Clube uma paixão desmedida, capaz de mover montanhas para tocar o céu. Uma paixão que o deixará eufórico nas maiores alegrias e deprimido nas maiores adversidades. A paixão que o guiará, se ele quiser, por toda uma vida de fervor leonino que valerá tanto ou mais a pena do que a de todos nós.

Pois bem, ele acordou e eu mostrei-lhe o atlas, com a perfeita noção de que é inteligente o suficiente para reter um conjunto de coisas que lhe farão crescer o "bichinho".

 

"Filho, isto aqui é a Europa e cada um destes espacinhos é um país. Hoje, o Sporting pode vir a ser o melhor da Europa, em futsal. Basta ganhar um jogo e seremos os melhores de todos estes países."

"Vamos ganhar! Vou gritar tão alto que eles vão correr mais, saltar mais e marcar mais golos"

 

Ele sabe que nós somos importantes. Sabe que a nossa força define a força com que os nossos lutam em campo. Sabe que nós não vamos só ver... vamos apoiar!

Sabe que a nossa voz, esteja ela em que parte do Mundo estiver, servirá de alimento à força daqueles que, em campo, lutam por um Sporting melhor, maior, vitorioso.

Sabe isto tudo com a noção que há mais do que um resultado possível mas eu, eu sei que hoje o resultado só pode ser um.

Porque vocês, mais do que ninguém, merecem ser os melhores de todos aqueles países. Merecem atingir o céu ao serviço do Sporting e mostrar a estes miúdos que o Sporting não é apenas tão grande como os maiores da Europa mas pode, também ele, ser o maior, o melhor!

 

Hoje não seremos cinco, catorze, vinte e um e muito menos três milhões e meio. Hoje seremos um e vamos lutar com todas as nossas forças e fazer o nosso melhor para chegar ao topo da Europa.

 

Foto de Sporting Clube de Portugal - Futsal.

 

O Sporting não é só futebol mas hoje também há futebol. Num fim-de-semana que tem decorrido dentro das melhores previsões, com vitórias catadupa, resta terminar em beleza, com uma vitória no voleibol, que nos coloque na frente da final, mais três pontos no futebol feminino, que nos aproximem do bi-campeonato, o tão desejado título europeu de futsal, que há tanto tempo perseguimos e uma vitória com o Boavista, que nos mantenha na luta por todos os objectivos no futebol.

 

Parece pedir muito, mas ontem a equipa de voleibol mostrou que vale mais do que aquilo que havia mostrado no Pavilhão do Benfica, devolvendo o 3-0 do primeiro jogo.

No Estoril, as nossas leoas do futebol feminino terão de mostrar uma capacidade superior para ultrapassar um adversário que nos colocou dificuldades há oito dias, na primeira mão da meia-final da taça de Portugal.

Em Saragoça, teremos pela frente o campeão europeu, que no ano passado nos goleou na final. Nada disso vai pesar e acredito plenamente que este ano a taça vai ser nossa. Somos fortes, coesos, temos qualidade e preparámo-nos convenientemente para nos apresentarmos nesta fase da época na melhor forma possível, com a melhor equipa possível. Hoje podemos escrever mais uma página dourada da nossa história, que poderá gravar na memória o dia 22 de abril como mais um dia de afirmação europeia do grande Sporting Clube de Portugal.

No José Alvalade enfrentaremos o Boavista e o cansaço, sabendo que depois da tempestade vem a bonança. Os nossos leões souberam ultrapassar esta fase de maior volume competitivo com dignidade e competência, carimbando a final da taça de Portugal sem deixar cair as esperanças em fazer melhor na Liga Portuguesa. Vencer hoje continuará a garantir que só dependemos de nós para lutar pela Champions, alimentando o sonho do título.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

É lutar, é trabalhar nos limites e conseguirmos!

O vídeo é do início da caminhada, que queremos que termine como nunca antes terminou. Eu acredito!

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais coisas que nos orgulham e fazem de nós grandes

A 26 de janeiro deste ano o Sporting apresentou a sua 55ª modalidade; o futsal para surdos. A parceria foi feita com a Associação de Surdos do Porto e o protocolo é válido até 2021.

Desde o dia do anúncio da parceria, nem uma notícia se soube sobre esta equipa e estes atletas. Hoje apanhei algo por acaso, que vou partilhar com todo o universo leonino.

 

Antes disso, convém lembrar que a relação entre o Sporting Clube de Portugal e a Associação de Surdos do Porto já remonta a 2013, altura em que, no âmbito de uma iniciativa da Fundação Sporting, a equipa sénior de futsal do Sporting se encontrou com a sua congénere surda para um encontro amigável no Multidesportivo do Estádio José Alvalade. O objectivo foi a simples troca de experiências entre atletas que praticam a mesma modalidade e a mesma paixão pelo futsal mas o vivem e disputam em condições diferentes

Entre 29 de janeiro e 3 de fevereiro deste ano o Sporting e a AS Porto disputaram a primeira competição em conjunto, tendo participado na 5ª Liga dos Campeões de Futsal para surdos. 

A nossa equipa perdeu todos os jogos da fase de grupos, onde defrontou, entre outros, aqueles que viriam a ser os dois finalistas da competição. Na fase final, vencemos os dois jogos que nos colocaram em 17º lugar entre 20 equipas.

Feita que está a retrospectiva, vamos ao que me levou a este assunto. No passado dia 10, os nossos jogadores receberam a equipa de juvenis da Juventude Desportiva de Gondomar para um encontro de preparação. Fiquem com o agradecimento dos gondomarenses aos nossos atletas...

Futsal Surdos.png

28951286_1885855514823510_6399228862739251200_n.jp

São "leões" há pouco tempo mas dignos representantes das nossas cores. Obrigado e força, rumo ao tri-campeonato para a AS Porto, que será o primeiro do Sporting no futsal para surdos.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Grandes? Enormes!

Ninguém duvida que é o futebol que move multidões, que é o grande motor do nosso Clube mas, no fim de contas, é apenas uma pequena (embora significativa) percentagem daquilo que é o Mundo Sporting.

O nosso grande Clube tem 55 modalidades, 13 delas de desporto adaptado. Temos um gabinete olímpico que apoia e integra mais de 70 atletas em 10 modalidades distintas. Um projecto ambicioso que tem melhorado as condições dos nossos "olímpicos" com vista à obtenção de melhores resultados desportivos que preencham o currículo dos atletas e orgulhem e prestigiem toda uma nação leonina.

 

Temos atletas top 10, 20, 30 mundial. Todos sentem o Sporting, todos o vivem dia após dia. A maior parte dá ao clube mais títulos do que aqueles que temos festejado no futebol mas, ainda assim, nem sempre se sentirão apoiados e acalorados pela nossa massa adepta, que é fantástica mas pode sempre fazer melhor.

Temos na nossa história, no futebol e nas modalidades atletas que são autênticas lendas, exemplos de competidores natos que ainda hoje inspiram gerações, umas a seguir às outras.

 

Temos neste momento a competir pelo clube alguns atletas de topo mundial nas suas disciplinas. Pessoas que se esforçam e dedicam, obtendo resultados mesmo que defrontem os melhores do Mundo em cada prova que disputam.

Muitos deles não têm a sorte de apanhar uns "clubes pequenos" pelo caminho, não disputam provas de regularidade, não têm margem de erro, é sempre ganhar ou perder. Mesmo assim, obtêm resultados.

 

Exemplos como temos no atletismo, no judo, como a nossa equipa de futsal, ténis de mesa ou goalball, entre outros.

Aos que acompanham sobretudo o futebol, experimentem ver algumas competições de outros atletas, de outras modalidades. Vejam as dificuldades que enfrentam e os bons resultados que obtêm, mesmo que estejam sempre no fio da navalha.

No atletismo, excepto nas provas de fundo, são escassos os minutos (por vezes segundos) que um atleta tem para mostrar o que vale e o mesmo vale para a natação ou para a canoagem. No judo tudo se pode ganhar ou perder em apenas quatro minutos...

 

Bem sei que a indústria paga aos seus intervenientes algo equivalente àquilo que o espectáculo gera. É inevitável que no futebol os jogadores ganhem mais dinheiro. Talvez por isso, seja também inevitável a pressão extra a que estão sujeitos, a exigência. Por outro lado, disputam as competições sob olhar atento de milhares (milhões, através da televisão).

Não é isso que acontece nas restantes modalidades e, no entanto, continuamos a ganhar medalhas em competições ao mais alto nível nas várias modalidades já mencionadas e não só. Temos atletas que estão entre os melhores do Mundo e se batem com outros do mesmo nível em cada competição.

 

Só no judo temos o Fonseca, o Anri, o Sergiu, a Joana, a Taciana e a Siderot. Temos o Évora, a Mamona, Jessica e a Sara (atletismo), o Emanuel e a Francisca (canoagem), o João Costa (tiro), o Monteiro e o Quadri (ténis de mesa), o Diogo Abreu (ginástica - trampolins), o Alexis (natação) e é natural que muitos outros me faltem com estatuto semelhante (as minhas desculpas a todos eles).

Temos o atletismo, actual campeão da Europa de clubes feminino ao ar livre e já este ano campeão da Europa de clubes em corta-mato (em ambos os géneros).

O goalball, com uma jornada por disputar, é já campeão europeu de clubes e judo masculino foi, pelo segundo ano consecutivo, medalha de bronze na Golden League (a maior competição de clubes a nível europeu).

O futsal está na meia-final da UEFA Futsal Cup, o ténis de mesa na meia-final da Champions League,  o hóquei em patins nos quartos-de-final da Liga Europeia, o futebol disputa hoje o acesso aos quartos-de-final da Liga Europa e o andebol é, por enquanto, o detentor da taça Challenge em andebol.

 

Motivos mais do que suficientes para que levemos a sério a frase; "o Sporting é muito mais do que um clube de futebol". Na verdade, o Sporting é um Clube desportivo que tem futebol, num país onde reina a bola no pé e onde somos campeões da Europa de selecções em futebol e futsal, tendo nas nossas equipas vários dos intervenientes nessas conquistas.

No entanto, como se pode constatar, há muito mais para além do futebol de que nos devamos orgulhar e que devemos seguir, acompanhar e apoiar.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Venham de lá os húngaros

Este será o palco da final-four da UEFA Futsal Cup, onde o Sporting procurará o primeiro título europeu da modalidade.

Hoje, em Camp Nou, no intervalo do Barcelona vs Chelsea, a contar para a UEFA Champions League, ficaremos a conhecer o nosso adversário da meia-final e eu desejo que nos calhem os húngaros do Győri ETO FC, deixando assim o duelo espanhol para o outro encontro (Barcelona e Inter FS).

Que a sorte esteja connosco.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Enquanto nos chateamos com o futebol...

Andebol.png

Futsal.png

Hóquei em Patins.png

Voleibol.png

Um orgulho ser sócio do Sporting Clube de Portugal (com quotas pagas até dezembro) e poder contribuir para o sucesso destes profissionais. Obrigado! Que continuem no bom caminho.

E estou apenas a evidenciar as quatro modalidades colectivas mais relevantes mas não esqueço as vitórias do atletismo, judo, ténis de mesa, goalball, râguebi, tiro com arco, entre tantas outras.

Todas as modalidades do Sporting, pelas vitórias mas não só, são um enorme motivo de orgulho para mim e, acredito, para a maioria dos Sportinguistas.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

O prato forte é o derby

Já depois de Anri Egutidze mostrar a força do leão na Alemanha (se bater o pé ao nº 3 do Mundo, tudo poderá acontecer...), será a vez do futsal, com quatro campeões da Europa de cada lado, nos oferecer o prato forte do dia; o derby eterno, o jogo de todas as emoções, aquele que todos querem ganhar. 

Depois, o goalball regressará à Sporting TV, o hóquei aquecerá o João Rocha, o voleibol enfrentará o Espinho na Nave (que não é a saudosa), o andebol voltará a preencher as bancadas da nossa "Nave" futurista e as miúdas da bola espalharão magia na quadra e no relvado.

(Este é um bom momento para consultares a Agenda Leonina e veres aquilo que não queres perder num dia tão cheio, que não vais saber para onde te virar - LINK)

 

Voltemos ao petisco do dia, que pode ser gourmet ou até vegan, consoante o gosto de cada um.

Em 30 jogos oficiais esta temporada, o Sporting de Nuno Dias só perdeu um jogo, tendo ganho os outros 29. Essa derrota significou um troféu perdido e por aqui se vê a exigência que reina na secção de futsal. Uma derrota que significou a perda de um título para o rival e um balão de oxigénio para os seus jogadores, à época algo descrentes das suas capacidades.

 

Desde que Nuno Dias chegou ao Sporting, em 2012, temos sido hegemónicos, muitas vezes demolidores. 

A nossa superioridade é de tal maneira evidente (e palpável) que seria de esperar um desnível maior nos embates com o eterno rival, no entanto, desde 2012 o Sporting tem apenas mais cinco vitórias que o Benfica. Dos oito empates, quatro resultaram em vitórias para os encarnados nas grandes penalidades e o Sporting apenas foi feliz por uma vez em ocasião idêntica. As vitórias nas penalidades equilibram a contenda, tendo o Sporting uma vantagem de duas vitórias sobre as águias (16 vs 14).

 

Três destas vitórias foram esta temporada (os encarnados perderam quatro jogos no total) e permitiram a Nuno Dias passar finalmente para a frente de Joel Rocha nos confrontos directos (se contarmos com os desempates nas penalidades, Joel Rocha continua a ter vantagem). Desde que o treinador do Benfica trocou o Fundão por Lisboa que o Sporting de Nuno Dias deixou de ser avassalador nos derbies (6 vitórias, 1 empate e 2 derrotas nas duas épocas anteriores) e tem mostrado algumas dificuldades em ultrapassar o rival, mesmo tendo sempre mais qualidade individual e colectiva.

Os jogos são sempre "taco-a-taco" e geralmente decididos nos detalhes, acabando com um empate ou uma vitória pela margem mínima. Foi assim em 18 dos 24 jogos, sinal do equilíbrio de forças que têm sido os embates com o Benfica desde então.

 

Joel Rocha, tenho de o dizer, é um homem inteligente na abordagem aos jogos connosco. Sabe que é inferior, não arrisca, explora o erro e entrega as despesas do jogo ao Sporting, que se sente confortável a assumir o jogo mas, perante adversários mais capazes que os habituais (como o Benfica), a exposição ao erro que um jogo de domínio constante provoca faz com que o Benfica aproveite melhor os nossos erros, nunca se expondo da mesma forma que nós.

O senhor do pullover é um borrado e nunca saberemos se arriscaria tentar dominar o Sporting durante a maior parte dos 40 minutos. Eu acredito que ele nunca teria essa ousadia, nem que os jogadores de um lado e outro trocassem de camisolas por um dia e, também por isso, acho que Nuno Dias deveria ter um plano B, que deixasse mais a nu as fragilidades dos encarnados, que são bastantes mais e mais evidentes que as nossas.

 

Há muito tempo que defendo a oferta do mesmo veneno ao nosso adversário, em períodos mais largos do jogo e não apenas por força do Benfica, aqui e ali, se conseguir colocar "por cima" no jogo.

Dar a bola aos encarnados é um renegar da nossa matriz de jogo, daquilo que Nuno Dias trouxe desde o início para este Sporting, um verdadeiro contra-senso mas não estará na hora de provocar mais o erro e deixar o Benfica mais desconfortável no jogo? Eu acho que sim.

Se conseguirmos alternar o nosso jogo habitual com períodos de maior iniciativa ofensiva do Benfica, acredito que estaremos mais perto de vincar a nossa superioridade, consubstanciando-a em números mais expressivos.

O Benfica não gosta de assumir o jogo nos encontros com equipas superiores. Não se sente confortável nesse registo. Pelo contrário, nota-se uma certa tranquilidade quando assume uma postura expectante e defensiva, explorando sobretudo o ataque rápido, nos momentos de desequilíbrio do adversário.

É por isto que Nuno Dias, enquanto treinador do Sporting, só tem mais uma vitória que o Benfica de Joel Rocha. Está na hora de os obrigar a, aqui e ali, provar do próprio veneno e isso vai deixá-los tão "atarantados" que estaremos mais próximos de ganhar os jogos folgadamente.

 

Teremos jogadores experientes e mais do que habituados a estes jogos de ambos os lados e aqueles que melhor explorarem os detalhes, as debilidades do conjunto oposto, estarão mais perto de ser felizes.

Hoje espero que volte a cair para o nosso lado e, se querem uma estatística positiva, em sete jogos na Luz desde que é Joel Rocha o treinador, o Sporting ganhou mais vezes do que perdeu (3 vs 2), tendo empatado por duas ocasiões.

Que seja uma boa forma de começar a tarde, que se estenderá até à noite com muitos motivos de interesse no universo leonino. O difícil vai ser acompanhar tudo.

 

SPOOOOOOOOOOOOORTING!

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Portugal é campeão da Europa de futsal

Parabéns à nossa selecção e um "obrigado" especial aos nossos leões, presentes em prova.

João Matos, Pedro Cary, André Sousa e Pany Varela foram preponderantes nesta conquista que, tal como aconteceu no futebol, veio à segunda final, no prolongamento e também sem a grande estrela em campo.

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Candidatos em tudo

A tarde de ontem veio mostrar que, desta vez, parece mesmo que seremos candidatos a ganhar tudo, em todas as modalidades.

 

O empate com o Benfica em hóquei em patins soube a pouco mas foi bom de ver a segurança e ambição dos nossos jogadores no controlo do jogo e na vontade de o vencer.

O cenário mudou. Já não vamos como "tomba-gigantes" ou como underdog. Estamos na luta com as mesmas armas e isso viu-se na atitude de ambas as equipas ao abordar o último minuto. O Benfica respeitou-nos e guardou um ponto, adiando o "assalto" ao primeiro lugar para a próxima oportunidade e o Sporting mostrou que estava até disposto a correr riscos para ganhar os três pontos que, de resto, merecia.

Seguimos na liderança, permanecemos invictos e perdemos ontem os primeiros pontos da época. Não há drama e confio que, se dividirmos pontos na maior parte dos confrontos directos, não haverá grande mal nisso.

Disputamos o título com grandes equipas e não tenho dúvidas que, em Portugal, moram quatro dos mais fortes conjuntos europeus. Não será um empate com o actual vencedor da Taça Intercontinental que abalará a nossa união e nos desviará do nosso foco.

Este grupo parece-me fortissímo e com mentalidade e capacidade de sofrimento que só os campeões têm. Segue-se uma visita ao Dragão Caixa, com um Porto que ainda jogará hoje com a Oliveirense.

 

Na Luz, o voleibol começou primeiro mas acabou imediatamente depois do apito final no Pavilhão João Rocha.

Destaco também aqui a ambição e determinação que este grupo revela. Só uma equipa, na verdadeira acepção da palavra sairia do Pavilhão do Benfica com a vitória depois de perder os dois primeiros parciais.

O nosso principal rival venceu os dois primeiros sets de forma segura, demonstrando superioridade na fase decisiva de ambos.

O terceiro set foi equilibrado até final, com incerteza no marcador e chegou a pairar na Luz o espectro de uma vitória tranquila e um regresso à liderança do campeonato. 

Só que não... os pupilos de Hugo Silva (que me parece um excelente líder) mostraram que são verdadeiros leões e agarraram o jogo "pelos tomates". Viraram o texto no final do parcial e mostraram que estavam vivos e de saúde.

Os dois últimos sets foram ganhos com a mesma segurança com que o adversário nos venceu os dois primeiros, sendo que a pressão acrescida de lutar duas vezes contra o final do encontro nunca pesou nas costas dos nossos jogadores.

A vitória mantém-nos líderes, ainda que hoje o Benfica possa passar para a frente, visto que disputará mais um jogo, enquanto que nós descansamos.

 

Hoje à tarde, o futsal tem um teste de fogo que será apenas isso; uma boa oportunidade para pôr à prova o líder invicto da Liga SportZone. A liderança não está em causa e o Benfica, 2º classificado, até perdeu ontem em Belém mas são estes jogos que nos acordam para uma realidade em que queríamos estar mais vezes. Esta equipa precisa de desafios constantes e mais exigentes dos habituais para estar no nível que se pretende nas decisões mais importantes da época.

Inter Movistar e Barcelona, dois dos adversários que teremos pela frente em Abril, na final-four da UEFA Futsal Cup empataram ontem em casa e o Barça não venceu três dos últimos cinco jogos.

Nós temos de nos motivar com pequenos objectivos, algo que nos puxe até um limite que só um adversário verdadeiramente forte e competitivo consegue.

O Braga, finalista do ano passado na nossa Liga, é um bom adversário para colocar à prova a nossa invencibilidade. 

Em mais um dia de casa cheia, antes de mais um jogo de futebol no Estádio José Alvalade, prevê-se um excelente espectáculo de futsal e um bom teste à melhor equipa de Portugal.

Vamos a isso!

 

Aproveitem para consultar a Agenda Leonina, onde podem encontrar muitos motivos de interesse (link).

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Sporting com Inter, Barcelona e Győr na fase final

O Sporting vai disputar a fase final da Taça UEFA Futsal com Inter, detentor do troféu, Barcelona, duas vezes vencedor da prova, e Győr, após a conclusão da Ronda de Elite. Já o Braga fica pelo caminho.

 

Duas vezes finalista vencido da competição, o Sporting CP vai disputar em Abril com o Inter FS, actual detentor do troféu, com o Barcelona, duas vezes vencedor da prova, e com o Győr, depois de as quatro formações terem vencido os respectivos grupos da ronda de elite. O outro representante português, o SC Braga/AAUM fica pelo caminho, mas depediu-se da prova com uma vitória.

Um dos quatro finalistas, será escolhido como anfitrião da fase final, a disputar no formato meias-finais / final a 19 ou 20 e 21 ou 22 de Abril; o sorteio dessa fase final terá lugar no início da Primavera.
 

 

Grupo A: Barcelona

 

  • O Barcelona, vencedor da prova em 2012 e 2014, ultrapassou a ronda de elite pela quinta vez em cinco presenças nesta etapa da competição ao derrotar os estreantes Knooppunt, o Ekonomac Kragujevac e o Pescara, semi-finalista em 2016.

 

Grupo B: Sporting CP

 

  • O Sporting, que na temporada passada se viu pela segunda vez na história derrotado na final, selou a sua sexta presença em meias-finais logo ao fim de dois jogos no Pavilhão João Rocha, em Lisboa, ao derrotar o Halle-Gooik por 3-2 e o Nacional Zagreb por 3-1. Na terceira e última jornada somou novo triunfo, ao bater por 4-0 o Dina Moskva. Com a eliminação da turma moscovita não haverá qualquer formação russa na fase final pela primeira vez desde 2011.

 

Grupo C: Győr

 

  • À entrada para a terceira e última jornada, disputada no sábado, o Luparense, semi-finalista da prova em 2010, somava mais três pontos do que o Győr, anfitrião do grupo. Mas o Győr, orientado pelo espanhol Javi Rodriguez, três vezes vencedor da Taça UEFA Futsal, e capitaneado por Juanra, vencedor da prova ao serviço do Inter em 2009, venceu por 6-4 a formação italiana graças a um "hat-trick" de Fábio Aguiar, antigo jogador do Sporting. O Győr tornou-se assim no primeiro clube húngaro a atingir a fase final da competição, ao ultrapassar pela primeira vez a ronda de elite, à sexta tentativa.

 

Grupo D: Inter FS (detentor do troféu)

 

  • No grupo do estreante SC Braga/AAUM, Inter e Kairat Almaty começaram, ambos, por bater a formação minhota e o Deva, deixando a decisão do primeiro lugar para a derradeira jornada, naquela que foi uma reedição de uma das meias-finais de 2017. Quatro vezes venceor da prova, registo que constitui um recorde, o Inter de Ricardinho acabou por levar a melhor ao vencer por 5-3 num jogo em que o Kairat, duas vezes vencedor da prova, conseguiu chegar por três vezes chegar ao empate. No outro encontro da última jornada o Braga despediu-se com nota positiva desta sua campannha de estreia na competição ao bater o Deva.

 

Espero que o Sporting não se cinja à Altice Arena, que Miguel Albuquerque já disse estar indisponível para as datas escaladas para a final-four, e procure uma alternativa com capacidade para cinco milhares de pessoas ou mais (o mínimo exigido para a competição). Onde quer que seja, os Sportinguistas encherão o recinto, até porque o Sporting é de Portugal e não apenas de Lisboa.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

A 6ª final-four da nossa história

Há muito que ultrapassámos aquilo que diz o ditado. À terceira não foi de vez, nem à quarta ou à quinta. E não foi porque não já o merecêssemos. Merecíamos. Faltou, talvez, uma pontinha de sorte que, naturalmente, esbarrou na qualidade e competência dos nossos adversários.

 

Sábado vamos cumprir calendário, cientes de que a última imagem é a que fica. Não podem restar dúvidas sobre quem era o favorito e a equipa mais forte do grupo.

Há que ganhar ao Dina, que perdeu ambos os encontros disputados até ao momento.

 

Mais do que a final do ano passado, ficou-me atravessada a de 2010/2011. Foi em Almaty, no Cazaquistão, que o Sporting perdeu as duas finais da sua história. 

 

Não que tenha algo contra, mas tomara que o Kairat não se qualifique para a final-four, ou ainda acabámos outra vez a disputar o título no Cazaquistão.

Barcelona e Pescara disputarão amanhã o apuramento no grupo A, Luparense e Győri farão o mesmo no grupo C, enquanto que no grupo D se prevê uma disputa mais renhida entre o Inter e o Kairat.

Barcelona, Luparense e Inter são os adversários que, prevejo, nos farão frente na ronda final. Veremos quem confirma favoritismo.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje há jogo de campeões a dobrar

Depois de ontem se terem jogado jogos da "Champions" em seniores, juniores e no futsal, hoje é a vez do futsal repetir a dose, com a companhia do ténis de mesa.

 

Às 19 horas, no Multidesportivo do Estádio José Alvalade joga-se a 4ª jornada do grupo A da fase de grupos da Champions de ténis de mesa. Uma vitória sobre os franceses do Pontoise Cergy deixar-nos-á numa posição privilegiada rumo aos quartos-de-final da prova.

A equipa do português Marcos Freitas virá certamente com tudo para manter acesa a chama do apuramento.

Da nossa parte, Aruna Quadri, João Monteiro e Diogo Carvalho vêm com ritmo de competições do World Tour, onde o nigeriano se apresentou num excelente nível, vencendo Marcos Freitas, ao contrário dos portugueses, que não alcançaram as fases mais avançadas dos torneios em que participaram.

O jogo tem transmissão online, em Laola1.tv (link).

 

Pelas 20:30h é a vez do Pavilhão João Rocha encher para mais um jogo decisivo da UEFA Futsal Cup, frente aos croatas do Nacional Zagreb.

O Nacional venceu ontem os russos do Dina Moskva por 3-2 e, como tal, o jogo de hoje tem carácter decisivo. Uma vitória escancara-nos as portas da final-four e duvido que a equipa de Nuno Dias deixe escapar esta oportunidade.

Somos melhores e vamos mostrá-lo. Sem sobranceria, como ontem evidenciou o comentador da Sporting TV, que assegurava, por todos os motivos e mais alguns, que nunca sofreríamos um golo em 5x4.

Sofremos dois e acabámos por vencer pela margem mínima. Alguém diga a esse senhor que isto é o mais alto nível europeu. Não há jogos fáceis nem equipas infalíveis. O nosso lema é esforço, dedicação, devoção e glória. Não cabe no nosso vocabulário a sobranceria, desprezo, desrespeito ou desvalorização de qualquer adversário.

Felizmente sei que isto nada tem a ver com a nossa equipa técnica e jogadores, que entrarão focados em garantir mais uma vitória que nos deixará próximos de mais uma presença entre as quatro melhores equipas da Europa.

O jogo é transmitido pela Sporting TV.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal