Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Os maiores destaques do fim-de-semana

ATLETISMO DO SPORTING CP É NOVAMENTE CAMPEÃO DA EUROPA DE CLUBES FEMININO EM PISTA


Foto de Sporting Clube de Portugal.

 

RUGBY FEMININO É BI-CAMPEÃO NACIONAL DE SEVENS

 

Foto de Sporting Rugby.

 

FUTEBOL FEMININO JUNTA TAÇA DE PORTUGAL AO CAMPEONATO E À SUPERTAÇA

 

Foto de Sporting Clube de Portugal - Futebol Feminino.

 

VOLEIBOL FEMININO SAGROU-SE CAMPEÃO NACIONAL DA 3ª DIVISÃO, NO ANO DE ESTREIA

 

Foto de Federação Portuguesa de Voleibol.

 

O BILHAR TEVE UM FIM-DE-SEMANA VITORIOSO. JOÃO GRILO VENCEU INDIVIDUALMENTE O CAMPEONATO E A TAÇA DE PORTUGAL 

 

Foto de Federação Portuguesa de Bilhar.

 

A EQUIPA DE JUVENIS B SAGROU-SE CAMPEÃ DA DIVISÃO DE HONRA DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE LISBOA

 

 

INFANTIS FEMININAS VENCEM FESTA DO FUTEBOL FEMININO, DEPOIS DE UMA ÉPOCA DE APRENDIZAGEM ENTRE RAPAZES

 

 

NO FUTSAL, AS INICIADAS FEMININAS JUNTARAM O TORNEIO EXTRAORDINÁRIO À CONQUISTA DO CAMPEONATO DISTRITAL


Foto de Sporting Clube de Portugal - Futsal.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Resultados do fim-de-semana (futebol e futebol feminino)

Resultados 1.png

Resultados 2.png

Resultados 3.png

Resultados 4.png

Resultados 5.png

SENIORES FEMININOS

JUNIORES

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Este fim-de-semana foi das mulheres

Foto de Sporting CP Futebol Feminino - Apoio.

Volei Feminino.png

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Uma competição sem campeão e um título para revalidar

Realizou-se anteontem o sorteio da taça nacional de juvenis em futebol feminino. Uma competição que junta os vencedores dos campeonatos regionais, com vista a encontrar a melhor equipa nacional do escalão.

Estarão representados os campeões das associações do Porto, Viana do Castelo, Vila Real, Braga, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Leiria, Setúbal e Beja. Mas não só...

A competição juntará onze campeões distritais e cinco equipas convidadas, quando no ano passado a competição se circunscreveu a nove equipas (a intenção seria alargar para doze, este ano).

Porque é que isto acontece? Conheçam a história...

 

A equipa de juvenis do Sporting estava a disputar o título de campeão distrital, taco a taco, com o Casa Pia mas o jogo decisivo entre ambas as equipas foi adiado duas vezes e continua sem marcação à vista após um mês.

Tudo isto aconteceu porque o Sporting jogou o jogo da primeira volta, em Pina Manique, sob protesto.

O motivo? 

O Casa Pia incluiu treze jogadoras na ficha de jogo, quando o regulamento só permitia a presença de doze.

O árbitro deu ordens para se jogar e o Sporting, que acabaria por perder 2-0, formalizou o protesto já anunciado antes do encontro, entregando o processo ao gabinete jurídico do Clube.

 

Passado um mês, a Associação de Futebol de Lisboa (AFL) resolveu arquivar o processo por falta de aprovação do dito regulamento em assembleia geral, ficando a regra das doze jogadoras sem efeito, passando a ser permitidas quinze, como acontece nas competições masculinas.

Isto pode parecer preciosismo da nossa parte mas, tendo em conta que sempre se pôde jogar com quinze jogadoras, o Sporting passou toda a temporada a deixar de fora três que poderiam ter jogado mais e evoluído.

Este regulamento havia sido decidido uma semana antes do início das competições, pelo que o Sporting o tomou como válido.

 

Voltando ao jogo em falta, o Sporting tudo fez para o disputar, mesmo sabendo que teria de vencer por três golos de diferença para se sagrar campeão distrital.

Importa realçar que o Casa Pia se alheou de todo o processo, não fazendo qualquer esforço para encerrar um campeonato que poderia ter vencido mesmo que perdesse o jogo que falta disputar.

Neste momento, devido ao calendário já definido da festa do futebol feminino e da taça nacional, o mais provável é que o jogo nunca se realize e não seja atribuído o título de campeão distrital.

 

A solução encontrada pela Federação Portuguesa de Futebol passou por convidar ambas as equipas (Sporting e Casa Pia) a participar na Taça Nacional, estendendo o convite a três equipas das associações de Porto, Braga e Viseu, formando assim quatro grupos em vez de três.

 

Primeira conclusão: há cinco equipas que podem vencer uma competição para a qual não se apuraram;

Segunda conclusão: o Sporting viu-se privado de defender o título distrital alcançado no ano passado;

Terceira conclusão: o Casa Pia preferiu a decisão fácil de ganhar o direito a competir na taça nacional sem ter de disputar um jogo decisivo;

Quarta conclusão: os objectivos desportivos das equipas foram completamente desprezados pela AFL, que chutou para canto uma decisão que se limitava à marcação de um jogo que estava calendarizado e em atraso.

 

Que isto sirva de exemplo e não se volte a passar no futuro (consta que não foi a primeira vez).

Quanto ao Sporting, começará dia 31 a disputar a primeira fase da Taça Nacional e a lutar por revalidar o título alcançado no ano passado.

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Resultados do fim-de-semana (futebol e futebol feminino)

Resultados 1.png

Resultados 2.png

Resultados 3.png

Resultados 4.png

RESUMOS

SENIORES

JUVENIS

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Destaque a quem o merece

Sexta taça de Portugal de futsal da história do Sporting Clube de Portugal. Sétimo título nacional em dez possíveis, nas últimas três temporadas e hegemonia na modalidade (resumos - 1/4 final1/2 final / final).

 

Segunda época desde o regresso do futebol feminino / cem por cento dos títulos conquistados.

Este fim-de-semana a equipa orientada por Nuno Cristóvão carimbou o passaporte para mais uma final da Taça de Portugal, com um esclarecedor 1-6, em casa do Estoril (resumos - link1 / link2).

 

Sub-14 Campeões.jpg

O Sporting é o novo campeão distrital de iniciados C1 (sub-14) e sucede ao Sacavenense, campeão na época passada.

Importa realçar a excelência desta geração, que tem vencido todas as competições onde entrou, competindo no escalão sub-14 com um grupo totalmente composto por atletas sub-13.

Com duas equipas a disputar duas das quatro séries, o Sporting venceu ambas com 59 vitórias e uma derrota em 60 encontros.

Este fim-de-semana, na impossibilidade de apresentar as duas equipas na fase final, o plantel que se apresentou na disputa do título venceu a Escola Academia Sporting do Turcifal, por 4-0, na meia-final e a Escola de Futebol "Os Belenenses" de Odivelas na final, por 2-0.

Este título sucede à conquista no mediático torneio internacional da Pontinha.

 

As nossas infantis femininas terminaram a temporada neste fim-de-semana e obtiveram a décima vitória em vinte e quatro encontros, num projecto ímpar em que competiram num campeonato masculino.

A época terminou com uma vitória espectacular em casa do Oriental (2-4), terceiro classificado que até este fim-de-semana tinha apenas três derrotas em toda a competição.

As nossas meninas terminaram em oitavo lugar num conjunto de treze equipas e deram um passo importante rumo a um futuro brilhante.

 

* * * * *

 

Estes são os meus quatro destaques deste fim-de-semana que, no geral, não foi positivo para o clube mas que, felizmente, nos permite sempre exultar com conquistas.

Relativamente ao futebol sénior, nem uma eventual conquista da taça de Portugal ameniza mais uma época falhada. Era mais importante o segundo lugar do que levantar o caneco no Jamor.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Leão rima com campeão

 

 

Jogo completo e festa do bi-campeonato de andebol

 

A performance desportiva das equipas de futebol feminino e de andebol do Sporting (apenas para mencionar os campeões consagrados este fim-de-semana) são um exemplo de excelência que deve servir de exemplo para o futebol.

Quem quer ganhar tudo joga sempre para vencer e não espera pelo último jogo para selar nenhum objectivo. No Sporting não se joga nunca para empatar e é bom que isso esteja presente em todos os que nos representam.

Parabéns aos nossos atletas e respectivas estruturas técnicas e directivas do andebol e futebol feminino, que são ambos bi-campeões nacionais e estarão ainda na decisão pelos títulos das respectivas taças de Portugal.

Excelência é isto! Esforço, dedicação, devoção e glória!

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Notas soltas do fim-de-semana

Começando pelo futebol; não estamos na fase da época em que me preocupem as exibições. É importante ganhar, com maior ou menor dificuldade.

Estamos na fase decisiva e já passou há muito o tempo de exigir boas exibições com resultados a condizer. É tempo de nos contentarmos com o resultado, sabendo que a equipa está muito desgastada, deu tudo e conseguiu, mesmo que a custo, o objectivo.

Impressionante a capacidade de Bruno Fernandes, que resolveu o encontro com dois golos de excelente execução, não ao alcance de qualquer um.

O fim-de-semana futebolístico quase esteve para ser muito bom, não fosse aquele golo de Marega no final do encontro na Madeira. Seja como for, temos o segundo lugar na nossa mão e compete-nos garantir essa posição, ganhando os dois encontros que restam do campeonato, que estará entregue. Parabéns ao Porto que, a confirmar-se, será um justo campeão.

 

As vitórias no futsal, andebol, hóquei em patins e futebol feminino mantêm as equipas na frente e na luta pelos títulos nacionais, enquanto que a derrota do voleibol adiou a decisão para amanhã, no Pavilhão João Rocha.

Prestação meritória, embora inglória dos nossos judocas no Europeu de Judo, em Tel Aviv, com resultados interessantes mas que certamente não deixaram alguns dos atletas satisfeitos. Podemos fazer melhor mas a concorrência é sempre forte neste tipo de eventos.

 

Tentarei fazer o post com os resultados até final do dia. Este fim-de-semana foi puxadinho e a família, desta vez, teve mesmo de estar primeiro.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Hoje fui buscar um atlas, antes dos miúdos acordarem. O mais velho só tem quatro anos mas percebe a importância do Sporting para mim. Respeita essa paixão e tenta cultivar nele o mesmo amor. Fá-lo para me agradar, mas um dia sentirá por este Clube uma paixão desmedida, capaz de mover montanhas para tocar o céu. Uma paixão que o deixará eufórico nas maiores alegrias e deprimido nas maiores adversidades. A paixão que o guiará, se ele quiser, por toda uma vida de fervor leonino que valerá tanto ou mais a pena do que a de todos nós.

Pois bem, ele acordou e eu mostrei-lhe o atlas, com a perfeita noção de que é inteligente o suficiente para reter um conjunto de coisas que lhe farão crescer o "bichinho".

 

"Filho, isto aqui é a Europa e cada um destes espacinhos é um país. Hoje, o Sporting pode vir a ser o melhor da Europa, em futsal. Basta ganhar um jogo e seremos os melhores de todos estes países."

"Vamos ganhar! Vou gritar tão alto que eles vão correr mais, saltar mais e marcar mais golos"

 

Ele sabe que nós somos importantes. Sabe que a nossa força define a força com que os nossos lutam em campo. Sabe que nós não vamos só ver... vamos apoiar!

Sabe que a nossa voz, esteja ela em que parte do Mundo estiver, servirá de alimento à força daqueles que, em campo, lutam por um Sporting melhor, maior, vitorioso.

Sabe isto tudo com a noção que há mais do que um resultado possível mas eu, eu sei que hoje o resultado só pode ser um.

Porque vocês, mais do que ninguém, merecem ser os melhores de todos aqueles países. Merecem atingir o céu ao serviço do Sporting e mostrar a estes miúdos que o Sporting não é apenas tão grande como os maiores da Europa mas pode, também ele, ser o maior, o melhor!

 

Hoje não seremos cinco, catorze, vinte e um e muito menos três milhões e meio. Hoje seremos um e vamos lutar com todas as nossas forças e fazer o nosso melhor para chegar ao topo da Europa.

 

Foto de Sporting Clube de Portugal - Futsal.

 

O Sporting não é só futebol mas hoje também há futebol. Num fim-de-semana que tem decorrido dentro das melhores previsões, com vitórias catadupa, resta terminar em beleza, com uma vitória no voleibol, que nos coloque na frente da final, mais três pontos no futebol feminino, que nos aproximem do bi-campeonato, o tão desejado título europeu de futsal, que há tanto tempo perseguimos e uma vitória com o Boavista, que nos mantenha na luta por todos os objectivos no futebol.

 

Parece pedir muito, mas ontem a equipa de voleibol mostrou que vale mais do que aquilo que havia mostrado no Pavilhão do Benfica, devolvendo o 3-0 do primeiro jogo.

No Estoril, as nossas leoas do futebol feminino terão de mostrar uma capacidade superior para ultrapassar um adversário que nos colocou dificuldades há oito dias, na primeira mão da meia-final da taça de Portugal.

Em Saragoça, teremos pela frente o campeão europeu, que no ano passado nos goleou na final. Nada disso vai pesar e acredito plenamente que este ano a taça vai ser nossa. Somos fortes, coesos, temos qualidade e preparámo-nos convenientemente para nos apresentarmos nesta fase da época na melhor forma possível, com a melhor equipa possível. Hoje podemos escrever mais uma página dourada da nossa história, que poderá gravar na memória o dia 22 de abril como mais um dia de afirmação europeia do grande Sporting Clube de Portugal.

No José Alvalade enfrentaremos o Boavista e o cansaço, sabendo que depois da tempestade vem a bonança. Os nossos leões souberam ultrapassar esta fase de maior volume competitivo com dignidade e competência, carimbando a final da taça de Portugal sem deixar cair as esperanças em fazer melhor na Liga Portuguesa. Vencer hoje continuará a garantir que só dependemos de nós para lutar pela Champions, alimentando o sonho do título.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Talismã Capeta resolve no 1º de Maio

 

Foi só um jogo mas significa mais do que isso.

Depois do que se verificou na temporada passada, certamente que se percebe que o projecto de futebol feminino do Sporting continua no bom caminho.

A deslocação a Braga era a mais difícil da temporada e, mais uma vez, o Sporting saiu vencedor de um duelo com as minhotas, averbando a primeira vitória no campo do adversário directo na luta pelo título (no ano passado havia-se registado um empate sem golos).

 

Para não variar, Diana Silva marcou e Ana Capeta (quem mais?) decidiu.

Começa a ser recorrente e um indicador claro da qualidade colectiva e individual da equipa do Sporting.

Em 5 jogos, o Sporting venceu 4 e empatou 1 frente às bracarenses.

A equipa do Braga ainda não tinha sofrido golos e, pela primeira vez, o Sporting marcou dois golos a este adversário nos 90 minutos (as vitórias na Taça de Portugal e na Supertaça apareceram no prolongamento).

 

Espero que, sem a concorrência da Solange Carvalhas, que infelizmente está lesionada para vários meses (força, leoa!), a Ana Leite finalmente relaxe e justifique o valor que tem e que levou o Sporting a avançar para a sua contratação. Até ver, tem-se demonstrado aquém das expectativas (acredito em ti, leoa!).

 

Quem nunca fica aquém das expectativas é Ana Capeta. A mulher dos golos. Dos importantes mas não só, tem-se assumido nestas duas temporadas como a terceira melhor marcadora da equipa, sendo a única do top 3 sem claro estatuto de titular.

Capeta voltou a saltar do banco para resolver a contenda em grande estilo, como não podia deixar de ser.

Já o disse depois da Supertaça e volto a repetir. Ana Capeta justifica e faz por merecer mais do que o seu estatuto de "arma secreta". Tem golo, é decisiva, tem alma, tem qualidade e irreverência. Vai crescer na mesma medida em cresçam o número de minutos jogados e pode até vir a ser um caso sério no futebol feminino internacional. Falta-lhe por vezes algum equilíbrio emocional. Quando controlar esse aspecto importante do jogo, será imparável.

 

À terceira jornada o Sporting lidera isolado o Campeonato Feminino Allianz e tem tudo para mais uma época de sucesso.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Agenda Leonina

Agenda 1.png

Agenda 2.png

Agenda 3.png

Agenda 4.png

Agenda 5.png

Agenda 6.png

Agenda 7.png

 

BOXE - Live Streaming (link)

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Agenda Leonina

Agenda 1.png

Agenda 2.png

Agenda 3.png

Agenda 4.png

Judo (LINK)

Triatlo (LINK)

Rugby (LINK)

Futebol Feminino (LINK)

Andebol (LINK)

Ténis de Mesa (LINK)

Sigam-me no facebook e no twitter.

"É Sporting, caralho!"

Exclamo-o assim, sem asteriscos, e tal como foi proferido após uma imensa descarga de adrenalina e alegria, em Coimbra. Mas não foi só em Coimbra que fomos felizes neste fim-de-semana e, para ser justo, recuo até 5ª feira.

 

Da África do Sul, Luís Costa trouxe para Portugal uma medalha de bronze nos Mundiais de Paraciclismo. Mas nem tudo correu bem ao paraciclista do Sporting / Tavira; a dois dias da competição, aquando dos treinos oficiais de reconhecimento do percurso do contra-relógio, Luís Costa teve problemas mecânicos. Ainda assim, decidiu terminar o treino, tendo acabado por ver um adversário embater-lhe, num momento em que o ultrapassava. O resultado foi uma queda, com a handbike a capotar e as "devidas" marcas de guerra
O problema mecânico só foi resolvido a um dia da prova, depois de um apelo do Luís nas redes sociais.
O contra-relógio trouxe ao português o doce sabor do bronze, a que juntou uma boa prestação na prova em linha, onde chegou em 4º, num final ao sprint onde, segundo o próprio, terá pagado o esforço despendido durante todo o percurso.

No sábado, em Coimbra, o Sporting entrou na época de futsal a vencer, derrotando o Benfica por 3-2 e, assim, conquistando a Supertaça, triunfo que somámos à Liga SportZone e à Taça da Liga da temporada passada.

A partida foi equilibrada mas, como habitualmente, foi o Sporting a assumir as despesas do jogo, com o adversário na expectativa, à espera de aproveitar os nossos erros. 

Com dois golos, Pany Varela foi o destaque maior do jogo. Pedro Cary também marcou e todo o plantel festejou.

No domingo, em Presov (Eslováquia), a equipa de andebol concluiu a tarefa que lhe permite estar presente entre os melhores clubes da Europa.

Frente ao Alpla HC Hard, da Áustria, o Sporting precisou do prolongamento para vencer o torneio de qualificação e, assim, carimbar o apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Frankis Carol marcou o golo decisivo e, não menos decisiva foi a defesa de Matej Asanin, com a cabeça, a segurar a magra vantagem de um golo no final do tempo extra.

Depois da derrota na Supertaça, realço a capacidade da equipa se unir e, com entrega e compromisso, ter atingido um dos objectivos da época.

Antes da selecção nacional de futebol vencer mais um jogo de apuramento para o Mundial 2018, haveria de ser a nossa equipa de futebol feminino a fechar o fim-de-semana com chave de ouro, com mais uma conquista épica e histórica.

E Coimbra (mais uma vez), o Sporting entrou a perder na Supertaça feminina, que nos opunha ao rival mais forte internamente, o Sporting de Braga.

Depois de termos falhado o apuramento para a fase final da Liga dos Campeões, um dos objectivos assumidos da temporada, a pressão era ainda maior para a equipa de Nuno Cristóvão, até ao momento 100% hegemónica internamente.

A verdade é que foi necessário pôr toda a "carne no assador" e esperar que o "efeito Capeta" se fizesse sentir.

Ana Capeta não defraudou as expectativas dos adeptos, que tanto crêem nela sempre que é chamada, e demorou dez minutos a repor a igualdade, já em tempo de descontos, garantindo o adiar da decisão para o prolongamento.

No tempo extra, voltou a marcar...por duas vezes. Uma na primeira parte e outra na segunda, fechando o festejo do hat-trick com o tal "É Sporting, caralho!". Não é "Capeta", é Sporting. E isto demonstra muito do espírito colectivo desta equipa de futebol feminino.

A Capeta, essa, há muito que reclama um estatuto mais importante que o de "arma secreta". Agora que a lesão está para trás das costas, veremos o que mais pode acrescentar à equipa e se terá um estatuto mais importante ou não.

Uma palavra para a Ana Borges, para mim, a nossa jogadora mais decisiva e, provavelmente, a melhor jogadora portuguesa da actualidade, não pelo virtuosismo mas pela objectividade e efectividade de todas as suas acções em campo. Uma verdadeira craque!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Para o ano há mais

O Sporting fechou a participação na Liga dos Campeões com uma vitória por números esclarecedores, mostrando que a equipa tinha valor para ir mais além.

A derrota no primeiro encontro desta fase de grupos acabou por ser fatal e, agora, sabendo como tudo terminou, podemos até afirmar que nem o empate no jogo inaugural nos seria suficiente para assegurar a qualificação enquanto melhor segundo classificado.

O Zurique reserva assim a última vaga de acesso à fase a eliminar da prova, com sete pontos (quatro deles nos jogos entre o 1º e o 3º do seu grupo - o Sporting apenas fez três) e um goal-average que suplanta o nosso em dois golos (seríamos eliminados por um golo, em caso de empate na 1ª jornada).

A prestação na prova máxima da UEFA mostra que é preciso fazer ainda mais para subir para o patamar das melhores da Europa, sendo que ficou evidente que a qualificação para os 16-avos de final estava perfeitamente ao nosso alcance.

Perder faz parte do desporto e do processo de aprendizagem que nos leva a melhorar. Não coloco nada em causa com esta eliminação e, como no futebol feminino não há desculpas, há que ganhar tudo o que falta para que a época seja bem sucedida.

Quanto à Champions...para o ano há mais.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Prontas para a luta...e à espera dos nossos amigos do MTK

1º - Ganhar!

2º - Esperar que o MTK também vença.

3º - Esperar que o goal-average dos jogos entre os 3 primeiros do grupo nos seja favorável.

4º - Festejar a passagem aos 16-avos de final da Liga dos Campeões

5º - Ter a noção de que a nossa parte é, provavelmente, a mais fácil de todas estas.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Agenda Leonina

Agenda 1.png

Agenda 2.png

Agenda 3.png

Agenda 4.png

A partir de segunda-feira disputa-se o Mundial de Judo, em Budapeste e o Sporting estará representado com 6 atletas: Maria Siderot e Taciana Lima 48kg , Joana Ramos 52kg , Sergiu Oleinic 66kg , Anri Egutidze 81kg e Jorge Fonseca 100kg.

 

Dia 31 de Agosto, quinta-feira, Luís Costa entra em acção nos Mundiais de paraciclismo, disputando neste dia o contra-relógio da classe H5.

 

De ambos os eventos, darei as informações mais relevantes ao longo da semana.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Ainda há história para escrever, leoas

Apesar de nos termos atrasado, ao perder no primeiro jogo desta qualificação (resumo) para a fase a eliminar da Champions League feminina, ainda há história por escrever.

Hoje, às 16 horas, o Sporting procura a primeira vitória de sempre na competição e, se Diana Silva foi a primeira jogadora a marcar pelas leoas na maior prova de clubes da Europa, falta saber quem marcará os golos que nos darão os primeiros pontos na prova, de preferência três, que alimentarão as nossas diminutas esperanças de apuramento para os 16-avos de final da Liga dos Campeões.

 

O adversário de hoje é a equipa da casa, o MTK Budapeste.

As húngaras venceram o primeiro jogo e estão em posição de partir para a última jornada dependendo apenas de si para se qualificarem para a fase seguinte da prova.

Uma vitória da nossa parte levará para a última jornada três equipas com reais hipóteses de se apurar para a fase a eliminar (assim, teríamos de vencer o último jogo e esperar que o MTK derrotasse BIIK Kazygurt, decidindo-se tudo no goal average nos jogos entre as três equipas).

 

Contas à parte, há a verde-e-branca para honrar e os três pontos para conquistar e tenho a certeza que nenhuma das nossas jogadoras deixará de "comer a relva".

Boa sorte e vamos a elas!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal