Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Mais coisas que nos orgulham e fazem de nós grandes

A 26 de janeiro deste ano o Sporting apresentou a sua 55ª modalidade; o futsal para surdos. A parceria foi feita com a Associação de Surdos do Porto e o protocolo é válido até 2021.

Desde o dia do anúncio da parceria, nem uma notícia se soube sobre esta equipa e estes atletas. Hoje apanhei algo por acaso, que vou partilhar com todo o universo leonino.

 

Antes disso, convém lembrar que a relação entre o Sporting Clube de Portugal e a Associação de Surdos do Porto já remonta a 2013, altura em que, no âmbito de uma iniciativa da Fundação Sporting, a equipa sénior de futsal do Sporting se encontrou com a sua congénere surda para um encontro amigável no Multidesportivo do Estádio José Alvalade. O objectivo foi a simples troca de experiências entre atletas que praticam a mesma modalidade e a mesma paixão pelo futsal mas o vivem e disputam em condições diferentes

Entre 29 de janeiro e 3 de fevereiro deste ano o Sporting e a AS Porto disputaram a primeira competição em conjunto, tendo participado na 5ª Liga dos Campeões de Futsal para surdos. 

A nossa equipa perdeu todos os jogos da fase de grupos, onde defrontou, entre outros, aqueles que viriam a ser os dois finalistas da competição. Na fase final, vencemos os dois jogos que nos colocaram em 17º lugar entre 20 equipas.

Feita que está a retrospectiva, vamos ao que me levou a este assunto. No passado dia 10, os nossos jogadores receberam a equipa de juvenis da Juventude Desportiva de Gondomar para um encontro de preparação. Fiquem com o agradecimento dos gondomarenses aos nossos atletas...

Futsal Surdos.png

28951286_1885855514823510_6399228862739251200_n.jp

São "leões" há pouco tempo mas dignos representantes das nossas cores. Obrigado e força, rumo ao tri-campeonato para a AS Porto, que será o primeiro do Sporting no futsal para surdos.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Momento fair-play do mês vai para José Moreira

Momento de fair play protagonizado por José Moreira do Sporting que se vê ultrapassado na recta da meta pelo atleta do Braga. Este desviou para a esquerda por engano. Moreira não quis ganhar dessa forma, esperou pelo colega e fez questão que este passasse em primeiro. Estes são os valores do desporto e do nosso Sporting. Bravo!

23319413_1727118783973833_1986944229204808884_n.jp

23376066_1727118803973831_1537392699881010944_n.jp

23435176_1727118857307159_8904348244634868529_n.jp

23472344_1727118823973829_5386000591615657421_n.jp

Informação retirada da página de facebook de David Rosa.

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Porque "choram" os lagartos?

des·por·to |ô|
(francês desport, hoje sport)

substantivo masculino

1. Prática regular de uma actividade que requer exercício corporal e que obedece a determinadas regras, para lazer, para desenvolvimento físico ou para demonstrar agilidade, destreza ou força

 

du·e·lo |é|

substantivo masculino

1. Combate premeditado entre dois adversários, e com armas iguais.

2. [Figurado]  Contenda entre dois

 

com·pe·tir
(latim competo, -ere, visar o mesmo fim que outro, encontrar-se, coincidir)

verbo transitivo e intransitivo

1. Lutar por algo ou alguém contra um adversário; entrar em competição. = DISPUTAR, RIVALIZAR

2. Participar numa competição desportiva (ex.: vai competir com a campeã actual; os atletas nacionais competem amanhã).

verbo transitivo

3. Pretender suplantar em valor ou qualidade

 

 

Porque em Portugal há clubes, que entram em competições, em várias modalidades, modalidades essas que obedecem a regras, onde é suposto suplantar em valor ou qualidade os adversários mas se percebe no dia a dia, nos vários campos, pavilhões, pistas (...) que as armas não são iguais.

 

 

É por isto que nós, lagartos (não aprecio o termo mas tenho conhecimento que, historicamente, nada de ultrajante lhe está associado, embora a maioria - adeptos de outros clubes - o use com desdém), "choramos". Dia após dia, em toda e qualquer modalidade.

Porque sentimos que constantemente são atropeladas as regras, por pessoas que em nada contribuem para a sanidade do desporto nacional e muito menos para a sua justiça. Porque constantemente retiram armas a uns para as dar a outros. Porque validam a falta de fair-play, a tentativa de ludibriar, a mentira.

 

Em Portugal não se pratica desporto, porque as pessoas do desporto só lá estão para se servir dele, seja por estatuto ou para retirar dividendos, muitas das vezes, na maioria, atropelando todas as regras do civismo.

 

Aquilo que se passou ontem no pavilhão da Luz, a menos de 6 minutos do final do jogo entre o Benfica e o Sporting em hóquei em patins foi uma canalhice, uma tentativa clara de ludibriar e a validação da mesma. Tudo em prejuízo do Sporting Clube de Portugal.

 

Um jogo até então bem arbitrado, bem jogado e equilibrado (o resultado naquele momento era 3-3) acabou com uma luta literalmente desigual que acabou por decretar a derrota do Sporting.

Claro que o Sporting poderia ter perdido na mesma. Tuco foi infantil, na forma como nos deixou a jogar com dois jogadores de campo, Guillem Pérez assumiu o erro que nos voltou a deixar de novo na mesma posição desvantajosa, falhámos penaltis e livres directos mas, mais importante que isso, fomos impedidos de lutar de igual para igual.

 

Parabéns aos jogadores do Sporting! Um forte abraço a cada um deles. Foram enormes e nunca da nossa parte vos faltará apoio. Não se deixem abalar. Jogar no Sporting, infelizmente, tem estas "particularidades". Talvez sejam essas "particularidades" que tornam cada vitória especial e a valer por três, como bem dizia o Rui Jorge.

 

Seguimos unidos, de cabeça erguida e sem medo de nada. Conscientes que damos o melhor e que, se mais não alcançamos, é porque não nos deixam. Que nunca se sintam desvalorizados. O verdadeiro valor está em levar o leão ao peito!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal