Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Venha a Taça de Portugal

Beto fez questão de lançar o jogo de 5ª feira, com o Famalicão...

Beto.png

Não sou de extremos. Não fico "derretido" com juras de amor vindas de profissionais de futebol mas estas também não me são totalmente indiferentes. 

Beto foi formado no Sporting. Foram 9 anos entre os escalões de formação, a equipa B e convocatórias para a equipa principal, sem que nunca tenha tido a hipótese de se estrear. 

2016/17 encerra a 10ª época de Beto no Clube e, depois de 16 jogos em que não saiu do banco de suplentes para ajudar o seu "clube do coração" em campo, fará finalmente a sua estreia na próxima 5ª feira, aos 34 anos.

Que tudo lhe corra bem e que o Sporting traga de Famalicão aquilo que normalmente traz...a vitória.

 

Não serão muitas as equipas com que tenhamos um saldo tão positivo. São 17 vitórias e 2 empates em 19 jogos.

A propósito, o Famalicão é uma espécie de talismã nos nossos percursos na Taça de Portugal. Em 7 eliminatórias, o Sporting venceu sempre.

Em 1945/46, o Famalicão visitou o Stadium de Lisboa (mais conhecido como Estádio do Lumiar) e perdeu por 11-0 nas meias-finais. O Sporting acabaria por vencer, na final, o Atlético por 4-2.

Em 1977/78, a primeira visita a Famalicão para a "prova rainha". Vitória por 2-0 nos oitavos-de-final mas acabaríamos por "cair" no Estádio das Antas, na meia-final.

1978/79 voltaria a colocar o Famalicão no nosso caminho, desta vez nos quartos-de-final e em Alvalade (2-0). O Sporting acabaria por perder na finalíssima (1-0), após empate a uma bola na final, frente ao Boavista.

Em 1984/85, nova visita a Famalicão, desta vez na 4ª eliminatória (vitória por 2-4). Acabaríamos por não passar dos oitavos-de-final, após eliminação em casa, no jogo de desempate, frente ao Rio Ave.

2000/01, na ressaca do ano do final da "seca", vitória por 1-3 em Famalicão, nos quartos-de-final. Voltaríamos a cair nas Antas, no prolongamento, antes do jogo decisivo no Jamor.

Mais recentemente, em 2011/12, também na 3ª eliminatória (tal como este ano), ida a Famalicão com mais uma vitória (0-2). O percurso acabou no Jamor, com uma exibição pálida e uma derrota diante da Académica...de Cédric e Adrien.

Há menos de dois anos, nos quartos-de-final, o Famalicão visitou Alvalade e saiu derrotado por 4-0, num percurso que acabaria vitorioso, na épica final do Jamor, frente ao Braga.

 

Das sete vezes que nos cruzámos com os famalicenses, acabámos em 4 finais. Embora só tenhamos vencido duas delas, parece-me que se pode dizer que é um bom sinal, o sorteio deste ano.

Resta que sejamos sérios e façamos com que o sonho do Beto e do seu pai faça ainda mais sentido, e acabemos a festejar no Jamor.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

A influência da formação do Sporting no século XXI

Desde 2000, ano em que Portugal se tornou num habituée em fases finais de grandes competições que o 'peso' da formação do Sporting na 'equipa de todos nós' se vem acentuando.

 

Observem o gráfico com os formados no Sporting em cada convocatória de 23:

Formados SCP grandes competições.png

2000 - Beto e Luís Figo - 2

2002 - Marco Caneira, Beto, Luís Figo e Hugo Viana - 4

2004 - Nuno Valente, Beto, Luís Figo, Simão Sabrosa e Cristiano Ronaldo - 5

2006 - Marco Caneira, Nuno Valente, Luís Figo, Hugo Viana, Simão Sabrosa, Cristiano Ronaldo e Luís Boa Morte - 7

2008 - Rui Patrício, João Moutinho, Miguel Veloso, Simão Sabrosa, Cristiano Ronaldo, Nani, Ricardo Quaresma e Luís Boa Morte - 8

2010 - Beto (GR), Miguel Veloso, Simão Sabrosa e Cristiano Ronaldo - 4

2012 - Rui Patrício, Beto (GR), Miguel Veloso, Custódio, João Moutinho, Hugo Viana, Ricardo Quaresma, Simão Sabrosa, Nani e Cristiano Ronaldo - 10

2014 - Rui Patrício, Beto (GR), Miguel Veloso, William Carvalho, João Moutinho, Cristiano Ronaldo, Nani e Silvestre Varela - 8

2016 - Rui Patrício, José Fonte, Cédric Soares, William Carvalho, Adrien Silva, João Moutinho, João Mário, Nani, Cristiano Ronaldo e Ricardo Quaresma - 10

 

São 21 jogadores que nestes 16 anos foram parte integrante de grupos maioritariamente bem sucedidos, com 'campanhas' em que chegámos a 2 finais, 5 meias-finais e onde só por duas ocasiões não ultrapassámos a fase de grupos.

 

Juntos perfazem quase um milhar de internacionalizações (973). São, em média, 46 internacionalizações por jogador, 3 em média por fase final, significando isto que a grande maioria dos seleccionados formados no Sporting tiveram sempre um papel importante dentro dos grupos escolhidos para as grandes competições, fazendo cada um, em média, o equivalente a uma fase de grupos por fase final.

 

Cristiano Ronaldo (7 fases finais) - 132 internacionalizações (33 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Luís Figo (5 fases finais) - 127 internacionalizações (30 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Nani (4 fases finais) - 102 internacionalizações (17 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

João Moutinho (4 fases finais) - 89 internacionalizações (17 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Simão Sabrosa (5 fases finais) - 85 internacionalizações (17 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Ricardo Quaresma (3 fases finais) - 56 internacionalizações (8 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Miguel Veloso (4 fases finais) - 56 internacionalizações (11 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Rui Patrício (4 fases finais) - 51 internacionalizações (12 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Nuno Valente (2 fases finais) - 33 internacionalizações (11 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Beto (3 fases finais) - 30 internacionalizações (5 jogos em Europeus e/ou Mundiais) 

Hugo Viana (3 fases finais) - 29 internacionalizações (2 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Luís Boa Morte (2 fases finais) - 28 internacionalizações (1 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Silvestre Varela (1 fase final) - 27 internacionalizações (5 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Marco Caneira (2 fases finais) - 25 internacionalizações (1 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

William Carvalho (2 fases finais) - 24 internacionalizações (6 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

João Mário (1 fase final) - 17 internacionalizações (6 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

José Fonte (1 fase final) - 15 internacionalizações (3 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Cédric Soares (1 fase final) - 14 internacionalizações (3 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Adrien Silva (1 fase final) - 12 internacionalizações (3 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Beto (GR) (2 fases finais) - 11 internacionalizações (2 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

Custódio (1 fase final) - 10 internacionalizações (3 jogos em Europeus e/ou Mundiais)

 

No top 10 dos mais internacionais de sempre, quatro foram formados no Sporting (Cristiano Ronaldo, Luís Figo, Nani e João Moutinho) e, em breve, o top 3 será totalmente preenchido por jogadores formados na maior escola de Portugal (Cristiano Ronaldo e Luís Figo são os líderes e Nani está a apenas 8 jogos de Fernando Couto, o actual terceiro da tabela). Apenas 5 dos integrantes do top 10 se mantêm em actividade (Cristiano Ronaldo, Nani, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e João Moutinho).

 

Só Ricardo Carvalho se intromete entre os jogadores com mais internacionalizações em fases finais (21). O restante top 6 é composto por Cristiano Ronaldo (33), Luís Figo (30) e Nani, João Moutinho e Simão Sabrosa (todos com 17).

 

Naturalmente, não fiz contabilidade idêntica para os rivais, afim de aferir se a diferença é assim tão grande mas, a "olho nu", parecem não restar dúvidas da importância da formação do Sporting no sucesso da selecção no século XXI.

 

Claro que este dado estatístico pretende apenas dar o devido e merecido destaque que tão poucas vezes se vê referido na comunicação social portuguesa, não ignorando a importância de todos os outros clubes que 'abastecem' a selecção nacional até porque, quando joga a selecção, não há clubes em campo mas sim apenas uma nação.

 

Amanhã, espero por um feito histórico mas não nego o orgulho extra que será atingir esse feito com 10 jogadores formados no meu Clube.

 

Força, Portugal!

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal