Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

4 anos de amor e dedicação

A sexta-feira é sempre tão caótica que eu próprio me esqueci de assinalar o quarto aniversário do blog. Uma brincadeira que hoje parece um trabalho a full-time, remunerado numa paixão imensa por este Clube, multiplicada a cada dia que passa.

 

Há coisas que nem eu tinha noção:

- são quase 200 "Agenda Leonina", publicadas desde outubro de 2014;

- acompanhamento exaustivo dos emprestados desde setembro de 2015, com 125 publicações onde se observaram ou leram análises a jogos desde a segunda liga espanhola, passando pela MLS, Chipre, Noruega, Dinamarca e até a Lituânia;

- acompanhamento dos resultados sempre que possível e mais exaustivamente de há quase um ano e meio para cá.

 

Isto fora os artigos de investigação, denúncia e opinião, que valem o que valem e servem, também, de desabafo.

 

Agradecer a todos os que por aqui têm passado ao longo destes quatro anos. É um orgulho para mim saber que alguns cá vêm praticamente desde o início.

Enquanto aguentar este ritmo, cá estarei. No dia em que tudo isto for um frete, ficará o que cá está para memória futura.

Acompanhar o Sporting, isso, será sempre um prazer ao qual nunca negarei horas de esforço, dedicação e devoção, sejam gastas aqui ou noutro lado qualquer.

 

Sporting Sempre!

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

A Gala e o aniversário do nosso Grande Amor

A Gala cumpriu o seu propósito. Homenageou os que tão bem nos serviram, entretiveram "qb" quem a viu e apresentou os equipamentos para a época 2017/18, mais uma novidade relacionada com Yazalde, trazida por Marius Niculae.

 

Comecemos pelos homenageados da noite, com o Galardão Honoris Sporting:

 

FUTEBOL

Treinador do Ano: Nuno Cristóvão (Seniores Femininos)
Equipa do Ano: Seniores Futebol Feminino
Jogadora Revelação do Ano: Inês Pereira (Futebol Feminino)
Jogadora do Ano: Solange Carvalhas (Seniores Femininos)
Jogador Revelação do Ano: Daniel Podence (Seniores Masculinos)
Jogador do Ano: Bas Dost (Seniores Masculinos)

MODALIDADES

Equipa do Ano: Andebol (Seniores)
Atleta Revelação do Ano: Edgar Varela (Futsal)
Atleta Feminina do Ano: Patrícia Mamona (Atletismo)
Atleta Masculino do Ano: Carlos Ruesga (Andebol)
Treinador do Ano: Hugo Canela (Andebol)
Dirigente do Ano: Jorge Sousa (Andebol)

UNIVERSO SPORTING

Iniciativa do Ano: Fundação Sporting (Heróis de Portugal)
Funcionário do Ano: José António: Departamento de Sócios
Núcleo e Delegação do Ano: Núcleo do Sporting Clube de Portugal de Famalicão (N.º 261, fundado a 1/12/2014)
Sócio do Ano: Vítor Araújo (sócio n.º 2487, desde 1964)
Parceiro do Ano: ROFF (Futsal)
Escola Academia Sporting: Escola Academia de Algés

CATEGORIAS ESPECIAIS

Prémio Saudade: Mário Moniz Pereira e Manolo Vidal
Prémio Carreira: Olga Alves (Ginástica)
Prémio Classe Honra: Visconde de Alvalade

 

Seguimos com os equipamentos e a novidade que homenageia Yazalde:

Equipamentos 17-18.png

Equipamentos 17-18 1.png

 

Equipamentos 17-18 2.png

 

Continuo com os parabéns ao Sporting Clube de Portugal, por mais um ano de vida e de história. São já 111, com muito para contar.

Deixo-vos um vídeo realizado pelo pessoal da Rapaziada 1906 e o Mapa da Rota de Leão, que pode preencher o dia de hoje de todos os Sportinguistas:

 

Rota de Leão.png

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Em casa, há dois anos

Foi desta forma que a 17 de julho de 2014, abriu oficialmente a emissão da Sporting TV nas plataformas MEO e NOS.

Hoje, passados dois anos, pode dizer-se que o principal objectivo foi amplamente conseguido: informar os Sportinguistas.

 

Nunca nos havia sido tão exposto o dia a dia do Sporting. Notícias, jogos em directo, programas de debate, entrevistas, entre outros conteúdos têm feito as delicias de muitos Sportinguistas.

Podia ser melhor? Claro. Há sempre algo a melhorar mas, não sabendo dos meios técnicos e humanos ao dispor, não me considero em posição de criticar o que quer que seja.

Foram dois anos em que as modalidades ganharam um destaque nunca antes visto e em que o acompanhamento por parte dos Sportinguistas, acredito, tenha crescido.

 

Não sou fã de alguns dos conteúdos e acho que pode tentar-se inovar nesse campo. Há programas que, acredito, pouco interesse geral suscitem e acho que podíamos apostar numa oferta mais variada, podendo mesmo depois de um período colocar os programas a sondagem nas redes sociais, onde será fácil aferir as preferências dos telespectadores.

 

Acima de tudo, falta algum contacto mais próximo com os profissionais do Clube, nas várias modalidades. Um compacto semanal dos treinos, com momentos caricatos misturados com situações normais de treino. Uma entrevista menos formal de quando em vez. Um quizz rápido junto do plantel principal de cada modalidades, mesmo que seja com perguntas do mais estúpido que existe (ao bom estilo norte-americano). Há muitas e boas ideias que se podem captar e reproduzir entre os nossos.

 

Espero que a entrada de Rui Miguel Mendonça ajude a dinamizar o canal, dando-lhe um toque mais de profissionalismo e uma maior noção daquilo que deve ser um canal de desporto, sem que nunca deixe de ser um canal de Clube, direccionado para os seus adeptos.

 

Obrigado por estes dois anos e venham muitos mais.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

01-07-1906

Há anos, a data não me dizia nada. Aprendi a amar o Sporting como qualquer criança, sem prestar atenção ao detalhe, sem viver esta paixão no dia a dia, que por vezes nos consome.

 

O Sporting era vivido todos os dias, com uma bola nos pés, imitando aqueles que uma ou duas vezes por semana faziam na TV aquilo que eu sonhava fazer um dia.

 

Era viver longe, sem as vivências do estádio, com equipamentos feitos em casa, posters colados no quarto e relatos feitos na rua, muitas vezes jogando sozinho. Marcando sempre que o Sporting tinha a bola e fazendo o pior possível sempre que era o 'adversário' que a conduzia.

 

Um amor alimentado pela força do Oceano, a técnica do Balakov e a frieza do Cadete. Ídolos do passado que se acumulariam com o passar dos anos. Um presente já lingínquo que se alimentava do passado, vivido nas leituras de um livro com a história do Sporting, gasto de tantas vezes lido.

 

Um amor que cresceu num vazio de títulos, numa terra de rivais. Onde poucos eram do Sporting e onde quase nenhuns entendiam o porquê de eu o ser.

 

Nasce-se Sportinguista. Ajudou ter um pai e um avô que me souberam mostrar a força de um leão, que me disseram que este nunca desiste e está sempre pronto para se levantar outra vez. Mas só com o 'berço' se explica um amor que nasce e cresce no meio do insucesso repetido, do desespero e da tristeza a cada título perdido.

 

Só um amor inigualável explica a esperança renovada a cada nova época. Cada jogo vivido com a mesma intensidade, independentemente da classificação e das hipóteses de sucesso.

 

As alegrias, também as vivi. Não tinha, infelizmente, a maturidade para as entender, viver e encaixar como aquilo que representaram. Uma noite colado à TV a ver a festa que eu nunca fiz. Um mar verde e branco de norte a sul de Portugal que impressionou mesmo que vivido à distância.

 

Hoje este amor é diferente, á prova de tudo, consciente. Algo que só a maturidade e a experiência ajudam a vivenciar.

 

Hoje, meu amor, passados todos estes anos, as esperanças continuam a renovar-se a cada ano, com a certeza que os melhores momentos da tua história ainda estão para vir e que eu estarei cá para os viver.

 

Parabéns, meu amor! Parabéns, Sporting! E obrigado por tudo!

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

2 anos...

Não fosse o facebook e eu nem me lembraria da data.

Faz hoje dois anos que criei o blog e publiquei pela primeira vez.

Algo que fiz por impulso tornou-se numa missão, tudo pelo Sporting e pela informação aos Sportinguistas.

Por amor, pela verdade desportiva e pelo acompanhamento diário de tudo o que se passa no Clube.

Algo que inicialmente apenas partilhei com amigos chega hoje a cerca de 500 pessoas por dia e sinto que tenho já um dever de obrigação com quem confia em mim e aqui passa para ler a opinião de um sócio e adepto normal.

Obrigado e Saudações Leoninas a todos!

Viva o Sporting Clube de Portugal!

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

 

Parabéns, senhor Aurélio!

Faz hoje 68 anos o homem que, em 1988, criou e passou a liderar o Departamento de Recrutamento e Formação, onde inicialmente tinha apenas um colaborador. Na época, ainda se faziam treinos de captação, mas Aurélio Pereira resolveu enviar uma carta a todos os sócios, pedindo-lhes informações sobre potenciais craques das suas zonas e assim se criou uma rede de "olheiros" a nível nacional que descobriu craques como Futre, Figo ou Cristiano Ronaldo.

Feliz aniversário a um dos maiores responsáveis pelo sucesso da nossa Academia! Que por lá se mantenha por muitos e bons anos e passe da melhor forma todos os conecimentos que o saber e a experiência lhe trouxeram.

Foi há 12 anos

Faz hoje 12 anos que foi inaugurado o novo Estádio José Alvalade e ainda não temos dele 'aquela' memória.

Talvez por isso muitos continuem a suspirar pelo 'velhinho'. Talvez por isso outros vão mais longe, dizendo que não gostam deste.

Gosto de ambos!

Gostei do antigo, onde fui um par de vezes e do qual tenho memórias distantes.

Gosto deste, onde passei recentemente a ser assíduo e no qual me sinto sempre bem, em casa.

Falta ao novo Alvalade a mística do antigo porque lhe faltam memórias que ainda não vivemos.

Falta festejar um campeonato.

Até hoje, lembramo-nos como Cristiano Ronaldo nos fugiu a preço de saldo após esse jogo de inauguração. Lembramo-nos da época do quase com o mister Peseiro. Lembramo-nos da pior temporada de sempre...

Mas o estádio não tem culpa!

É nosso e eu gosto dele. É bonito, confortável, tem uma atmosfera única em Portugal e joga lá frequentemente o melhor Clube do Mundo.

É por isto que eu gosto do Estádio José Alvalade. Porque é nosso. Porque é a nossa casa.

As memórias, essas, estou certo de que serão muito melhores nos próximos doze anos do que foram nestes primeiros.

109 anos de histórias para contar

Parabéns, meu querido Sporting!

Hoje, assim me dirijo a ti, como se de um membro da família te tratasses.

Na realidade, é isso que és: o patriarca de uma grande família.

Três milhões, dizem. Talvez nem tantos, creio.

Independentemente disso e imaginando que somos efectivamente todos esses...nem todos estiveram sempre contigo.

Como em todas as grandes famílias, muitos são os que te veneram e admiram enquanto outros te invejam.

A verdade é que nem todos querem o teu bem. Alguns querem o que te pertence e que construíste sob base forte e à custa de muito suor e dignidade.

Foram esses, as ovelhas negras da família, que te capturaram. Depositaram-te numa cave escura e disseram-te que nunca de lá sairias.

Roubaram-te tudo e enganaram o resto da família.

Disseram-nos que estavas bem. Nós acreditámos.

Venderam-nos sonhos e ilusões, alegando que falavam por ti.

Tu, grande Sporting, passaste anos nessa cave, enquanto nós pensámos que estavas bem.

Tiraram-te os anéis mas nunca deixaste que te cortassem os dedos.

A tua dignidade permaneceu intacta mas o cansaço tomou conta de ti.

Perdeste a esperança e nós nunca te procurámos.

Pensávamos que estavas bem.

A depressão tomou conta de ti. Estavam a destruir-te. Trataram-te como lixo e abusaram de ti.

Preparavas-te para o pior. A corda estava ali, suspensa, fazia anos.

Há muito que não vias a luz do dia e quase acabaste com o sofrimento.

Mas não tiveste coragem. Não ias deitar por terra mais de um século de histórias, mesmo que as últimas fossem verdadeiras tragédias.

Sentiste que não tinha acabado e que o moribundo, fechado na cave, haveria de espernear e lutar antes que o asfixiassem.

Gritaste! Gritaste o mais alto que conseguiste!

Tentaram calar-te!

Tentaram...mas já era tarde.

Finalmente nós ouvimos. E quisemos saber onde estavas.

Conseguímos resgatar-te.

Saíste da cave, convalescente, mas depressa te reergueste. Afinal, és da raça dos que nunca vergam.

Hoje, recuperaste o vigor de outros tempos. Nós, continuámos a amar-te e venerar-te e passou a ser-nos mais fácil identificar quem não te quer bem.

Não vamos deixar que voltes para à cave.

Estás vivo e de saúde. Estás forte.

Ainda não estás pujante mas lá chegarás....lá chegaremos!

Sim porque nós, que te amamos, não mais te vamos abandonar.

Hoje é dia de festa! 109 anos não se fazem todos os dias e não são todos que vivem depois de ultrapassar uma sentença de morte.

Parabéns, meu amor!

Parabéns, Sporting Clube de Portugal!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal