Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Portugal é Campeão Europeu de hóquei em patins

Depois de termos ido para o intervalo a perder por 0-2, virámos brilhantemente o resultado para 6-2.

Parabéns a todos, em especial ao nosso Ângelo Girão!

Viva Portugal!

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Girão, André Girão!

No dia em que o nosso hóquei enfrenta um doa desafios mais importantes na luta pela 4º lugar, deixo-vos uma reportagem sobre o nosso guarda-redes.

Que sirva de mote para mais uma vitória num dia cheio de Sporting.

Consultem AQUI a restante Agenda para o dia de hoje.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Vem aí o ciclo que marcará a nossa época

Hoje joga-se o primeiro jogo do ciclo mais importante desta época, que culminará com a disputa da final-four da Taça CERS.

O Sporting de Nuno Lopes encontra-se a 1 ponto do 4º e 5º classificados e a recepção de hoje ao Porto pode colocar-nos na 4ª posição, de acesso à Liga Europeia da próxima época.

Os próximos 6 jogos serão decisivos para o balanço final desta temporada. Porto (casa), Marinhense (fora, para a Taça), Oliveirense (fora), Juv. Viana (casa) e depois a final-four da CERS, por esta ordem, serão mesmo determinantes para definir se nos assumimos de vez como equipa de 1º plano europeu.

Os jogos com Porto e Oliveirense determinarão se vamos lutar pelo 3º lugar ou nos mantemos apenas na luta pelo 4º até final.

O jogo com o Marinhense definirá o acesso aos 1/4 final da Taça de Portugal e, embora sejam comuns as dificuldades de equipas de 1ª divisão com equipas de 2ª, somos amplamente favoritos e não devemos ter dificuldades em nos qualificar.

A recepção à Juv. Viana definirá se nos destacamos no pelotão da frente ou se juntamos os vianenses à luta pelos 4º e 5º posto.

Quatro vitórias nestes jogos seriam determinantes para reacender a luta pelo 3º lugar (a Oliveirense também joga hoje, em casa do HC Braga).

Depois virá a Taça CERS, onde defrontaremos uma equipa ao nosso alcance que terá contra si a pouca experiência nestas fases da prova e o ambiente adverso de quem jogará no país do adversário. Marcando presença na final, não tenho dúvidas que teremos capacidade para discutir o título, mesmo que joguemos frente à equipa da casa, o OC Barcelos, que já vencemos categoricamente este ano.

As jornadas seguintes, até final, são frente a adversários a quem temos a 'obrigação' de vencer.

Tudo isto demonstra que a época não tem sido o fiasco que muitos apregoam e, a atestar isso mesmo, reparem no percurso das últimas 5 épocas dos nossos principais adversários.

 

Benfica - Ganhou 2 dos últimos 5 campeonatos, as 2 últimas Taças de Portugal, 1 Supertaça, 1 Taça CERS e esteve em 2 final-four da Liga Europeia, tendo ganho 1 delas.

Porto - Ganhou 2 dos últimos 5 campeonatos, 1 Taça de Portugal, 2 Supertaças, e esteve em 4 das 5 últimas final-four da Liga Europeia. Participou em duas finais, tendo saído sempre derrotado.

Oliveirense - Tem sido a 3ª força do nosso hóquei, apostou forte na conquista do título deste ano (foi 3º em 3 dos últimos 5 anos) e ganhou 2 Taças de Portugal.

OC Barcelos - O Barcelos tem estado afastado dos 5 primeiros lugares do campeonato mas apostou fortíssimo nesta época (basta ver os jogadores que compõem o plantel) e esteve no ano passado na final-four da Taça CERS, não tendo chegado à final que o Sporting venceu.

Valongo - O Valongo classificou-se entre os quatro primeiros nos últimos 3 campeonatos, venceu o campeonato nacional há dois anos, a Supertaça do ano passado e mesmo tendo perdido Girão (o seu jogador mais influente) para o Sporting, tem conseguido manter o seu estatuto nacional.

 

A propósito de Girão, são cada vez mais insistentes as notícias da sua renovação pelo Sporting, facto que nos deixará a todos contentes e entusiasmados com o futuro próximo da modalidade. Afinal, o esteio de qualquer grande equipa será sempre um grande guarda-redes e Girão é um dos melhores do Mundo.

Quando penso no jogo de ontem, lembro-me que fomos nós quem ganhou o único título já disputado

“Sabemos que tínhamos de fazer mais pelo símbolo que carregamos ao peito. Isto não é a equipa de hóquei em patins do Sporting e ficamos em dívida com os adeptos porque não queríamos que nada disto acontecesse”.

As palavras são de Ângelo Girão e não temos motivos para duvidar. A dívida será paga e o apoio está garantido (já que ontem não nos deixaram apoiar ao vivo).

"Vou ficar no Sporting"

As palavras são de Nuno Lopes, o treinador do hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal.

Em entrevista ao jornal A Bola e questionado sobre a permanência ou não à frente dos destinos do vencedor da Taça CERS, Nuno Lopes foi peremptório: "Sim, vou continuar. Não me compete anunciar uma coisa destas, mas é vontade de ambas as partes. Durante a época surgiram rumores de uma eventual saída, mas não sei onde foram buscar isso. Em pouco mais de duas horas o presidente resolveu a situação, agora faltam acertar pequenos detalhes. Para profissional, a estrutura do Sporting ainda tem de melhorar, temos alguns passos a dar..."

A título de curiosidade, destaco as palavras do treinador leonino acerca da dependência da equipa do rendimento de Ângelo Girão: "O Real Madrid não depende do Ronaldo? As boas equipas dependem dos bons jogadores. Era impossível o Sporting ganhar a Taça CERS se não fosse o Girão. Quando se diz que, no hóquei em patins, o guardião vale 70% da equipa isso não significa que os restantes valham 30%. O Girão está a fazer o papel dele e faz melhor do que todos os outros em Portugal. Felizmente ele é nosso. Mas para o ter é preciso dar o que ele quer e ele também tem de querer...A equipa não é só o Girão e esta época ainda não marcou um golo! Mas vai fazê-lo, porque marca bem penalties!"

Espero que estas últimas frases não queiram dizer que há possibilidades de deixar fugir Girão para a próxima temporada. Se há jogador por quem vale um 'esforço', Girão é esse jogador.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal

Posts mais comentados