Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Sp. Braga 1-0 SPORTING CP: Ganhou a eficácia

Liga NOS: SC Braga x Sporting

 

O Braga concretizou a oportunidade que, em todo o encontro, teria melhores chances de dar em golo. Julgo não estar errado ao dizer que, nos pouco mais de 90 minutos de jogo, apenas duas oportunidades de golo foram concretizadas dentro da área; o cabeceamento de Nani, num lance de bola parada e o lance do golo do Braga, que podíamos perfeitamente ter evitado.

 

O Sporting não fez um bom jogo, quase nunca teve o domínio do mesmo e, apesar das oportunidades de perigo criadas, as mesmas não passaram de iniciativas individuais com remates de fora da área. O Braga apostou na mesma receita, com o mesmo resultado e foi Abel que descortinou o caminho para a vitória, trocando Wilson por Eduardo.

 

Esperava ver de Peseiro mais proactividade. Devia ter mexido antes de Abel, mostrando que não estava satisfeito com o empate e queria ganhar. No momento em que Abel mexe pela primeira vez, já o Braga dominava completamente o encontro e era evidente que a equipa do Sporting já devia ter levado um abanão.

As entradas de Jovane e Castaignos pecam por tardias e, na minha opinião, foram conservadoras. Se quisesse ganhar (ou empatar, visto que já estávamos em desvantagem) o jogo, Peseiro teria retirado um médio de campo, mantendo Montero nas costas de Castaignos. Deu-se mal e espero que sirva de emenda. O Sporting joga para vencer em qualquer campo.

 

Mas nem tudo é culpa de Peseiro. Tivemos jogadores importantes em sub-rendimento. Nani não esteve ao seu nível e Bruno Fernandes pode fazer muito melhor. Raphinha só acordou nos minutos finais e isso deixou Montero sem o volume de jogo que faz com que marque a diferença. 

Battaglia (provavelmente o pior em campo) nunca conseguiu segurar o meio-campo do Braga e a dupla com Gudelj não funcionou. É aqui que está o maior problema do Sporting, para o qual teremos de procurar solução, pelo menos até janeiro. Nós não temos um "6" com capacidade posicional e de passe e teremos de arranjar um se queremos jogar melhor e com mais equilíbrio (se não há na equipa principal, olhe-se para os sub-23).

Se as coberturas não forem rigorosas no meio, a nossa pressão alta não vai surtir o efeito desejado. Basta um ou dois erros neste aspecto, em todo o jogo, para deitar tudo a perder.

 

Ainda assim, é uma derrota que deve servir para aprender, trabalhar mais e melhorar. Não representa nenhuma tragédia nem coloca nada em causa. Cabe-nos a nós dar a volta à situação e voltar às vitórias já no próximo sábado, em casa, frente ao Marítimo.

Podem contar comigo! Eu vou lá estar!

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal