Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Será mesmo necessário outro estímulo?!

Abri uma excepção para ver (embora à posteriori) o Play-Off, na SIC Notícias, afim de observar como se sentiria Augusto Inácio no papel de 'paineleiro'.

Esteve bem, não se deixou pisar e ripostou sempre que devia e de forma clara e inequívoca.

Às tantas, Rui Santos puxou à conversa algo que lhe faz confusão que é das coisas que mais me deixa estupefacto no seio do associativismo. Em Portugal, desde que se ganhe, por norma, os sócios dos clubes estão-se borrifando para as contas.

Não vejo adeptos do Benfica e do Porto preocupados com gestões que geram milhões e dão prejuízo enquanto aumentam brutalmente o passivo e só vejo os do Sporting preocupados com isso depois do clube quase ter desaparecido, fruto de gestões danosas e, quem sabe, criminosas.

(Afinal algo de bom trouxe Godinho. Os Sportinguistas acordaram para a realidade.)

Isto levou-me a um assinto que considero de extrema importância no seio do Sporting: o que mais esperam os Sportinguistas para dar o seu precioso e essencial contributo?

Temos um Clube rigoroso na sua gestão, a crescer sustentadamente, dando lucros consecutivos, com um presidente com o qual a maioria dos adeptos se identifica e com equipas competitivas e bem orientadas em todas as modalidades.

O que mais será preciso para dar a este Sporting um voto de confiança com um simbólico contributo que pode ser de apenas 6€ mensais?

Esqueçam as conversas de que faltam títulos! Para apoiar um Clube que se ama não é necessário que este ganhe mas sim que este viva de forma digna e correcta, dentro da realidade que são as suas possibilidades e, hoje, é isso que se verifica.

Passa na cabeça de alguém só apoiar um familiar se este nos der algo em troca? Ou alguém que amamos?

E não falo de apoio anímico, pois esse nunca deve ser negado àqueles de quem gostamos e este é um ponto em que sempre fomos fortes.

Se me é fácil compreender quem deixou de contribuir financeiramente enquanto o Clube foi mal gerido, passa a ser-me complicado só contribuir se o Clube nos der algo em troca, sobretudo quando este está actualmente no bom caminho.

Claro que pode ser como um familiar que se meteu na droga. Muitos deram-lhe dinheiro enquanto o vício tomou conta dele, alimentaram-no. Outros cortaram-lhe as vazas. Hoje, mesmo após dois anos e meio de abstinência, vejo demasiados relutantes em dar um voto de confiança a alguém que demonstra merecê-la e fez um esforço enorme para se afastar do vício.

Claro que são muitos os sócios que têm contribuído e isso é fácil de ver quando, após a recontagem, já temos quase os mesmos sócios do que tínhamos antes da mesma.

Espero que todos os pagantes que assumiram com o Clube o compromisso que é ser associado da maior potência desportiva nacional o honrem, exigindo sempre o máximo rigor, transparência e competência que esta direcção tem mostrado até hoje.

Claro que espero também que todos os que são orgulhosamente sócios do Sporting Clube de Portugal possam cativar outros familiares e amigos com a finalidade de se juntarem à imensa família leonina.

Hoje, somos mais de 124000 sócios (seremos cerca de 70000 os pagantes) e temos um potencial de crescimento tremendo.

O Sporting está de volta e isso sente-se, por isso, junta-te à família leonina. Se já fazes parte dela, traz contigo um amigo.

Querem um estímulo? 

Aqui vai...

Querem ver que, dentro em breve, até podemos ser mais do que os maiores do mundo e arredores?! Talvez seja por isto que não foram ainda anunciados os números da recontagem do outro lado da 2ª circular.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal