Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

P. Ferreira 1 Sporting CP 1

Estamos numa época festiva e, como em todas elas, repetem-se os filmes na TV dos quais estamos cansados mas acabamos por, mais uma vez, voltar a rever.

O mesmo se passou ontem em Paços de Ferreira, onde o Sporting nos voltou a mostrar um filme que vimos pela enésima vez.

Estive no estádio e posso afirmar que, sem ser um jogo brilhante, fomos sempre competentes e, não tivéssemos gasto toda a eficácia frente ao Guimarães, estaríamos agora a saborear mais uma goleada e a elogiar treinador e jogadores.

Não há que ter medo de pôr o dedo na ferida. Já se sabe quais são os jogadores em que Marco Silva confia e já nem gasto mais balas nessa guerra. Qualquer jogo mais complicado em que precisemos de sacar um coelho da cartola (neste caso do banco de suplentes) falhamos o truque porque não levamos para o palco os utensílios necessários fazer um brilharete.

Nada a apontar ao nosso treinador no escalonamento do 'onze'. Já o mesmo não se pode dizer das substituições (e já começa a ser recorrente e exasperante). Mas, já lá chego.

Jogo de sentido único. Um golo. Uma boa exibição. Meia dúzia de golos falhados.

Ao minuto 60, quando João Mário e Carrillo, ambos isolados, falham dois golos feitos o meu alarme soou.

Marco, tens de mexer!

Só ao minuto 74 Montero foi chamado ao banco e já tínhamos baixado linhas. Pareceu-me um acto mais consciente do que algo provocado por uma maior pressão ou domínio dos pacences.

Claramente, estávamos a pensar em quarta-feira e o meu alarme continua a soar ruidosamente.

Montero começa a encaminhar-se para o centro do terreno para dar lugar a Slimani. Minuto 75. João Mário faz uma asneira (mais uma) e Rodrigo Galo remata forte e empata a partida (Patrício não fica isento de culpas).

Sem reacção, Marco Silva não altera a substituição. Como é possível?! (penso eu e todos na bancada)

Mais duas boas oportunidades falhadas até final e mais duas substituições sem nexo.

Na conferência de imprensa vem a explicação (esfarrapada e gasta, a meu ver), Slimani e Carrillo estavam desgastados.

Eu respondo... Ai estavam? E não aguentavam mais 10 minutos?! É que, se estavam no limite, deviam ter sido substituídos aos 60 minutos e não aos 80!

Começo a ficar agastado com tudo isto e já só penso na próxima época. Já me entusiasmo mais com a possibilidade de um brilharete da equipa B na 2ª Liga do que com uma vitória na Taça de Portugal que, a meu ver não salvará a época. Será uma boa conquista, mas a prestação no campeonato não passará de mediana.

Que seja como diz o Nani e que, na quarta-feira, o Nacional pague a factura.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal