Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Os segredos da fortaleza do Sporting de Paulo Freitas

Compromisso, união, solidariedade, entrega, foco e ambição.

Se tivesse de definir cinco pilares que definam a nossa equipa de hóquei deste ano, escolheria os enumerados.

Paulo Freitas fez bem análise dos pontos menos fortes da equipa, reforçou-a com elementos válidos, que acrescentam qualidade e tem tentado dotá-la de ferramentas que permitam potencializar a performance desportiva do grupo.

Este grupo mostra uma certa obsessão pelo trabalho e um compromisso evidente em fazer aquilo que o Sporting foi o primeiro a fazer mas não faz desde 1987/88.

 

O Sporting foi o primeiro campeão nacional de hóquei em patins, em 1939 e, no Clube, é uma modalidade com uma história rica, recheada de conquistas nacionais e internacionais, ainda que tenha sofrido com os vários reinícios provocados pelas quebras da prática da modalidade. 

Começado a praticar na década de 20, a modalidade foi obrigada a ressurgir após interrupções da actividade em 1936, 1956, 1995 e 2014, neste caso, após um período em que funcionou de forma independente durante pouco mais de uma década, sob a égide do Engenheiro Gilberto Dias Borges, que liderou um importante processo com base na formação, culminado com a criação do escalão sénior, campeão da 3ª divisão nacional em 2010/11 e de regresso ao convívio dos grades em 2012/13, após mais um título de campeão na 2ª divisão nacional. 

O regresso a título oficial em 2014/15, com a épica conquista da Taça CERS era um objectivo de Gilberto Dias Borges que apostou em Nuno Lopes para liderar um projecto com alguns jogadores da formação e valores seguros do hóquei nacional.

No entanto, em três anos, o Sporting não conseguiu ainda a aproximação definitiva aos candidatos ao título, sendo que este ano a aposta foi mais forte mas também mais segura em seguir o caminho que, se tudo correr bem, nos levará de novo aos títulos.

 

Paulo Freitas tem trabalhado muito nas dinâmicas que fomentam o espírito de grupo, algo fundamental num plantel tão curto como os que se verificam nesta modalidade.

Os dez bravos leões com a responsabilidade de lutar pelo título estão evidentemente empenhados em alcançá-lo e têm usado da melhor forma as ferramentas que lhes foram colocadas ao dispor.

A época começou com uma acção de team building no Parque Aventura Sniper de Bucelas, onde durante 24 horas o grupo, sem contacto com a equipa técnica, foi posto à prova com o intuito de fomentar a união e espírito de grupo.

No passado dia 19 foi a vez de ajudar quem mais precisa e o plantel do Sporting uniu esforços na ajuda à Comunidade Vida e Paz, colocando-se ao dispor da mesma para ajudar na distribuição de bens essenciais aos sem abrigo, mais uma vez fomentando a união e solidariedade do grupo.

 

Todas estas acções, em conjunto com o trabalho técnico e táctico produzido semanalmente têm-se reflectido em campo.

O Sporting conta por vitórias todos os jogos disputados e apresenta um registo defensivo ímpar e inigualável em qualquer das últimas três épocas.

Os cinco golos sofridos em seis jogos são um registo inédito no campeonato nacional da 1ª divisão em qualquer das últimas três temporadas, num sinal evidente que o trabalho desenvolvido se tem reflectido em campo.

 

Compromisso, união, solidariedade, entrega, foco e ambição.

Agora fica mais evidente o porquê de ter escolhido estas cinco características como as mais importantes e evidentes nesta equipa, que mostra a cada dia vontade de quebrar barreiras e tocar o céu.

 

Hoje é dia de mais uma batalha, frente à sempre perigosa equipa do Valongo, a única que nos últimos anos furou a hegemonia de Porto e Benfica.

O Valongo chega à sexta jornada já tendo defrontado quatro das cinco melhores equipas do campeonato. As derrotas com Oliveirense, Barcelos, Benfica e Porto foram todas vendidas a um preço bem alto, com o ex-leão Poka em destaque (marcou em todas as jornadas e leva já sete golos no campeonato). De realçar que o Valongo marcou três golos a cada uma destas equipas, factor indicativo de que a nossa solidez defensiva será hoje colocada à prova.

O jogo tem início marcado para as 15 horas no Pavilhão João Rocha, com transmissão em directo e em exclusivo na Sporting TV.

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal