Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Não vou deitar já os foguetes

Não escondo: a alteração nos regulamentos da arbitragem que definiu que os árbitros deixam de ser nomeados para passarem a ser sorteados é uma pequena vitória para a verdade desportiva mas nada mais do que isso.

A proposta do Sporting, aprovada ontem pela maioria dos Clubes inscritos nas ligas profissionais, é um indicador de que um dos problemas estava identificado pela grande maioria e fica assim resolvido.

"A escolha dos árbitros deixa de ser feita por nomeação, passando a ser feita por sorteio;
Nos jogos de maior grau de dificuldade, são elegíveis para o Sorteio os árbitros internacionais."

Claro que isto não resolve todos os problemas da arbitragem e muito menos erradica os erros, mas condiciona claramente o sistema implementado.

Os árbitros serão os mesmos incompetentes de sempre e os observadores (mesmo que passem, também eles, a ser sorteados) tratarão de continuar a fazer o seu trabalho nos bastidores mas, pelo menos, deixa de ser possível escolher árbitros à vontade do freguês.

O facto de Sporting e Porto votarem a favor e o Benfica contra só surpreenderá os menos desatentos e os estúpidos pois, esteve à vista de todos quem foi o mais prejudicado com os benefícios ao Benfica na temporada passada.

Falta que os relatórios dos observadores passem a ser públicos para que haja um laivo de transparência em todo o processo mas...havemos de lá chegar.

Vale o que vale mas, Marco Ferreira, o árbitro nomeado para a final da Taça que não conseguiu evitar que o Sporting vencesse a prova, tendo como prémio a descida de categoria, já se manifestou.

Ora vejam:

Marco Ferreira.png

Agora, é esperar que vença aquele que mais o merecer, mesmo que não seja o Sporting!

Pela verdade, sempre!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal