Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Matheus Pereira em destaque no Brasil

Uma das mais aclamadas categorias de base de futebol do planeta, a do Sporting, a única a revelar dois jogadores que ganharam o prêmio de Melhor Jogador do Mundo, tem em uma de suas principais joias um brasileiro, que até já tem contrato até 2020 e está protegido por 60 milhões de euros (R$ 204 milhões). Matheus Pereira, mineiro de apenas 18 anos, já tem atuado pelo equipe B dos Leões, e nesta sexta-feira volta aos juniores para reforçar o time no clássico contra o Porto. Porém, o sonho é seguir os passos do maior astro que saiu do centro de formação de Alcochete: Cristiano Ronaldo.

- O Cristiano Ronaldo é muito falado na academia... No meu ponto de vista é um forte referencial, dentro e fora de campo. As pessoas falam muito dele para qualquer jogador que chega. Usam muito ele aqui - disse Matheus em entrevista ao LANCE!, para depois falar sobre o seu grande objetivo no futebol:

- Desde o Brasil sempre tive o sonho de chegar ao Manchester United. Pelo que tenho visto, as coisas acontecendo, acho que o meu futebol encaixaria no futebol inglês, eu me daria bem. O meu sonho é na Inglaterra. A Premier League é muito competitiva, gosto disso. Quero um dia poder jogar lá. Quero seguir os passos que ele seguiu. Começar na base do Sporting, subir, e mais para a frente ser vendido e jogar lá, seguir os passos. Muito que ele fez aqui é o meu foco.

- Eu sou ponta esquerda, jogo também na direita. Gosto de ir para cima e fazer gol, gosto de driblar, de cruzar, sou um jogador rápido, explosivo, com boa técnica. Gosto de pegar a bola e ir para cima, e se der, vou sempre para cima, esse é o tipo de jogador que eu sou (risos).Ao entrar em contato com Matheus por telefone celular e ver a foto do seu perfil no WhatsApp, já dá para imaginar o seu estilo de jogo. Na imagem, está driblando e um rival já busca a falta... Pelas referências, é bem por aí mesmo. Além de CR7, o jovem atacante diz que tem Neymar e Messi como espelhos, gosta até de "perder" tempo vendo os três.

Segundo ele próprio, tudo começou quando era criança. Nascido em Belo Horizonte, viveu durante um período em Governador Valadares e chegou a atuar pelo Filadélfia e pelo Democrata ainda muito novo. Quando os seus pais migraram para Portugal, foi morar com os avós e os tios na capital mineira, e cerca de um ano depois fez alguns treinos no Cruzeiro, e enfim o seu pai o levou para Lisboa. A primeira experiência foi no modesto Trafaria.

- O cara que treinava lá era olheiro do Sporting e me levou para fazer uns testes na base. Fiquei cerca de um mês e eles gostaram. Acabaram me chamando para entrar. Fiquei ano lá na Cidade Universitária, onde ficam os infantis, depois vim para Alcochete. Até hoje estou e o percurso foi esse, subindo pouco a pouco.

- O clube tem tradição em revelar grandes jogadores. Cara... É uma estrutura fantástica, nunca vi uma assim. Trabalham muito bem até com o caráter das pessoas, ajudam muito os atletas não só financeiramente, mas também se precisar de outra coisa, estão sempre presentes. Estrutura muito forte, considerada uma das melhores do mundo. Não só a estrutura física, mas tem psicólogo, tem tudo que precisa, escola, professores, muita coisa boa. E é olheiro para todos os lados, sempre vendo. Onde tem destaque, talento, já estão em cima.E por falar em Alcochete... De lá saíram os dois vencedores do prêmio de Melhor Jogador do Mundo: Figo e Cristiano Ronaldo. Nas últimas décadas, saíram da cidade da Grande Lisboa outros astros como Nani, João Moutinho, Futre, Quaresma... Matheus demonstra euforia ao falar das instalações dos Leoninos.

- Está sendo uma experiência muito boa, o pessoal tem me recebido muito bem, tenho me adaptado bem ao estilo de futebol. Não posso dizer ansiedade... Mas um desejo no meu coração em ir para os jogos principais. Tenho muito a crescer, aprender e evoluir, e para a frente poder estrear na equipe e fazer o que tiver que ser feito.Aos poucos o atacante começa o processo de ir para o time de cima. Já fez alguns jogos pelo Sporting B, e na última semana fez o seu primeiro treino com o time principal, durante atividade no Estádio José Alvalade. De quem já está lá, o também brasileiro Jefferson o tem ajudado bastante e garante que não tem nervosismo para essa nova etapa.

- Já são quase cinco anos aqui, isso já passou pela cabeça sim, meu pai já pensou em fazer minha nacionalidade para jogar por Portugal. Mas ainda tenho esperança de jogar pelo Brasil, trabalho para isso, ter oportunidade, agarrar e nunca mais sair. Seleção portuguesa? Já pensei, mas o desejo mesmo é Brasil - disse Matheus, que nunca recebeu contato da CBF.Por se tratar de um brasileiro já há alguns anos em Portugal, impossível não falar na seleção local, que já contou com Deco e Liedson, e tem até hoje o zagueiro Pepe, todos nascidos no Brasil. Porém, o seu sonho não é exatamente esse.

- Eu sou cristão desde berço. Tive uma má fase na minha vida, e cerca de um ano atrás eu voltei para Jesus, para Deus, e tenho seguido aquilo que Ele tem me pedido. É muito importante a religião na nossa vida, a base de tudo é Deus, sem Ele a gente não consegue nada, e está sempre presente na minha vida, preciso sempre - concluiu.O que nunca sai do pensamento de Matheus é a religião. Muito apegado a Deus, o atacante de 18 anos garante que é um jovem reservado, não frequenta noitadas e é caseiro.


Retirado da página Sporting Brasil Oficial

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal