Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Le Tour 2014 - Etapa 13

E eis que o tubarão comeu todos os peixinhos à sua volta! Não deixou nem um para amostra! Nibali confirmou que é o mais forte do atual pelotão do Tour e venceu a sua 3ª etapa, mais uma vez de forma categórica.

Jakob Fuglsang teve uma queda na descida que fazia a ligação à última subida do dia e viu-se afastado da decisão da etapa e da discussão no 'top 10' da classificação geral.

À entrada para a última subida do dia (duríssima, com uma extensão superior a 10km e 6.1% de inclinação média) restavam 20 homens na frente da corrida.

Richie Porte foi o primeiro a ceder (sentiu náuseas logo no início da subida) e arrastou consigo o colega de equipa Mikel Nieve, ficando ambos com dificuldades com vista a um 'top 10' final, pois chegaram com quase 9 minutos de atraso para Nibali. Kwiatkowski também descolou, embora tenha sempre mantido uma distância curta para os restantes.

Thibaut Pinot foi o primeiro a agitar a frente da corrida, tendo de imediato a resposta de Nibali, Valverde e , por arrasto, do resto do grupo. Neste momento Rui Costa começou a sentir dificuldades e Chris Horner fez aquilo que um 'nº2' deve fazer: rebocou o seu líder por várias vezes, recolocando-o no grupo por mais que uma vez.

Rafal Majka e Leopold Konig desferiram um ataque forte, não obtiveram resposta por parte dos restantes elementos do grupo e rapidamente ganharam cerca de um minuto. Valverde 'puxou dos galões' e atacou, levando consigo, Vincenzo Nibali e Thibaut Pinot e lançaram-se em perseguição aos dois homens da frente da corrida.

Nibali, que parece claramente mais fresco e num momento de forma fantástico não esteve pelos ajustes e foi à procura de 'matar' esta volta a França. Foi o que aconteceu! Deixou para trás o espanhol e o francês e em cerca de 30 segundos juntou-se a Majka e Konig. Não permaneceu acompanhado por muito tempo, pois a vitória na etapa era um aliciante maior e lá foi o 'Tubarão' rumo à vitória na etapa. Seguiram-se Majka e Konig. Valverde o Pinot fecharam o 'top 5' da etapa.

Rui Costa chegou em 15º, a 3.01 minutos do vencedor, o que lhe possibilitou a reentrada no 'top 10' da geral. Depois de já o ter criticado, tiro o chapéu ao trabalho de Horner em benefício do seu líder. Fez um excelente trabalho em prol de Rui Costa e ambos beneficiaram com isso na classificação geral (o Rui subiu 4 lugares e Horner 1).

Os franceses estão em grande e têm neste momento 3 ciclistas na luta pelo 'top 5' e aspirações ao pódio. Falo de Romain Bardet, Thibat Pinot e Jean-Christophe Péraud.

Não conheço bem as características de Nélson Oliveira, mas esperava mais ajuda da parte dele a Rui Costa.

Foi uma etapa fantástica e amanhã, com certeza, teremos mais do mesmo!

CLASSIFICAÇÃO GERAL

1. ITA  NIBALI 41 ASTANA 56h 44' 03''  
2. ESP VALVERDE  11 MOVISTAR 56h 47' 40'' + 03' 37''
3. FRA BARDET 82 AG2R 56h 48' 27'' + 04' 24''
4. FRA PINOT 127 FDJ.FR 56h 48' 43'' + 04' 40''
5. USA VAN GARDEREN 141 BMC 56h 49' 22'' + 05' 19''
6. FRA PÉRAUD 81 AG2R 56h 50' 09'' + 06' 06''
7. NED MOLLEMA 61 BELKIN 56h 50' 20'' + 06' 17''
8. BEL VAN DEN BROECK 131 LOTTO-BELISOL 56h 50' 30'' + 06' 27''
9. POR COSTA Rui 111 LAMPRE - MERIDA 56h 52' 38'' + 08' 35''
10. CZE KONIG 201 NETAPP-ENDURA 56h 52' 39'' + 08' 36''
72 POR MACHADO Tiago 206 NETAPP-ENDURA
58H 29' 14'' + 01h 45' 11''
96 POR PAULINHO Sergio 36 TINKOFF-SAXO
58H 47' 16'' + 02h 03' 03''
109 POR OLIVEIRA Nelson 116 LAMPRE - MERIDA 58H 53' 04''
+ 02h 09' 01''
140 POR PIMENTA José  207 NETAPP-ENDURA 59H 21' 50'' + 02h 37' 47''

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil