Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Le Tour 2014 - Etapa 10

Sobe e desce constante, chuva, emoção e quedas. 

Era o tipo de etapa que me deixaria colado ao ecrã por mais de 100 quilómetros e não defraudou as espectativas elevadas que eu tinha à partida. 

Começo pelas más notícias...Alberto Contador e Tiago Machado caíram. Estamos a falar do 9º e 3º da geral à partida para a etapa 10. Tanto um como outro voltaram a montar na bicicleta...Contador, com uma fratura da tíbia, não pode continuar. Tiago Machado consegui terminar a etapa, chegando em último lugar (a 43.06 minutos do vencedor) e fazendo um esforço tremendo para aguentar as dores, com certeza na esperança que o dia de descanso lhe dê possibilidades de recuperar para a 11ª etapa, na 4ª feira.

Quanto à etapa, como habitual, as fugas começaram cedo e na primeira subida o grupo que se destacava na frente juntava 15 ciclistas, entre os quais Thomas Voeckler, Joaquim Rodriguez,  Peter Sagan,  Michal Kwiatkowski e Tony Martin. Sagan juntou-se em busca de alguns pontos para consolidar a liderança verde. Voeckler e Rodriguez travaram uma luta interessante para retirar de Tony Martin a camisola de 'rei da montanha'. Martin que se juntou à fuga num gesto de união e de humildade, apenas com um fim: levar Kwiatkowski o mais longe possível numa tentativa de atacar os homens da geral. 

Na última subida restavam apenas Rodriguez, que atacou, e Kwiatkowski que o seguiu, mas o pelotão vinha a galgar metros e a ganhar tempo. Rodriguez deixou Kwiatkowski para trás, mas Nibali mostrou raça e o poder que neste momento nenhum ciclista do pelotão do Tour parece ter. O italiano atacou, deixou o mini-pelotão onde vinha inserido (que trazia os principais homens para a geral, incluíndo Rui Costa) para trás e só descansou quando avistou Rodriguez (que já ia demasiado em esforço) e o dobrou, vencendo a etapa e recuperando a camisola amarela que havia perdido para Tony Gallopin no dia anterior.

Esforço incrível de Gallopin, que tudo fez para manter vestida a amarela. Esforço inglório que o levou mesmo a admitir ter passado o pior dia de sempre em cima de uma bicicleta.

Rui Costa terminou em 13º a 1.06 minutos de Nibali e teve dificuldade em aconpanhar o ritmo nos últimos 3 quilómetros, assumindo que o italiano está em grande forma e que vai ser difícil alguém lhe retirar a liderança da prova. Grande etapa do português, que reentrou no top 10.

CLASSIFICAÇÃO GERAL

1. ITA  NIBALI Vincenzo 41 ASTANA PRO TEAM 42h 33' 38''  
2. AUS PORTE Richie 7 TEAM SKY 42h 36' 01'' + 02' 23''
3. ESP VALVERDE BELMONTE Alejandro 11 MOVISTAR TEAM 42h 36' 25'' + 02' 47''
4. FRA BARDET Romain 82 AG2R LA MONDIALE 42h 36' 39'' + 03' 01''
5. FRA GALLOPIN Tony 134 LOTTO-BELISOL 42h 36' 50'' + 03' 12''
6. FRA PINOT Thibaut 127 FDJ.FR 42h 37' 25'' + 03' 47''
7. USA VAN GARDEREN Tejay 141 BMC RACING TEAM 42h 37' 34'' + 03' 56''
8. FRA PÉRAUD Jean-Christophe 81 AG2R LA MONDIALE 42h 37' 35'' + 03' 57''
9. POR COSTA Rui Alberto 111 LAMPRE - MERIDA 42h 37' 36'' + 03' 58''
10. NED MOLLEMA Bauke 61 BELKIN PRO CYCLING 42h 37' 46'' + 04' 08''
47. POR MACHADO Tiago                        206 TEAM NETAPP-ENDURA 43h 17' 50'' + 44' 12''
73. POR OLIVEIRA Nelson                              116 LAMPRE - MERIDA 43h 35' 24'' + 01h 01' 46''
125. POR PAULINHO Sergio Miguel Moreira          36 TINKOFF-SAXO 43h 58' 45'' + 01h 25' 07''
148. POR PIMENTA COSTA MENDES José 207 TEAM NETAPP-ENDURA 44h 14' 53'' + 01h 41' 15''

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil