Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Hoje joga o Sporting

É hoje o primeiro dia do resto da nossa época.

Por muito que não queiramos ver o quão decisivo é o jogo de hoje e esta eliminatória com os checos do Viktoria Plzeň, a verdade é que pode definir muito daquilo que será a nossa época e o sucesso ou insucesso da mesma.

Jesus tem puxado a si os holofotes, tem puxado dos galões e chamado a atenção dos media para um técnico revolucionário e talhado para estas competições, com eliminatórias decididas a dois jogos.

Tudo o que resta para conquistar da nossa época, será disputado nesses moldes. Liga Europa e Taça de Portugal (está já com a 1ª mão da meia-final jogada - e perdida, no Dragão) jogam-se no sistema que Jesus tanto gosta, culminando com finais a um jogo, onde nem sempre o técnico do Sporting foi feliz. Teremos de nos centrar nestas frentes, sem descurar a perseguição ao segundo lugar do campeonato, objectivo ao nosso alcance e no qual não dependemos de ninguém para além de nós próprios.

 

Vejo muita gente pronta a desculpar um potencial fracasso com o valor do Viktoria Plzeň e dos seus jogadores e com as baixas por lesão do nosso lado.

Não há desculpas!

Temos melhores jogadores, temos um treinador que se diz melhor que os demais (e que tem qualidade) e somos, enquanto clube, uma equipa com mais tradição nas competições do que os checos.

O Sporting está já a fazer a melhor temporada europeia entre as últimas cinco épocas e os checos já igualaram a pontuação obtida nas competições europeias em 2013/14 (também a melhor das últimas cinco).

 

Claro que não é igual ir a jogo com ou sem Dost, Doumbia, Piccini ou Rafael Leão. Há que saber montar uma estratégia que potencie os restantes e motive a ir a jogo um ou outro que não esteja a jogar com tanta regularidade.

Noto mais uma vez que vamos no risco de não ter um único defesa no banco. Terão de ser Palhinha, Petrovic ou William a tapar um possível buraco no centro da defesa, enquanto Battaglia, Bruno César e Acuña o farão nas laterais (caso necessário).

Oportunidade incrível para Ronaldo Tavares que poderá mostrar-se numa competição europeia, sendo que a oportunidade não é menor para que Montero possa mostrar serviço e, quem sabe, agarrar um lugar no onze para o que resta da temporada.

 

Quanto aos checos, claro que têm alguns jogadores de qualidade e com experiência mas vê de um período sem competição e desde que voltaram ao activo contabilizam apenas uma vitória em quatro jogos.

São uma equipa completamente ao nosso alcance e aquela que todos os restantes clubes da Liga Europa gostariam de ter apanhado pela frente. Calhou-nos a nós e é hora de mostrar a nossa superioridade.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil