Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Esmíuçando o meu 11

Ontem já tinha adiantado aqui o meu 11 para o jogo de domingo com o Gil Vicente em Barcelos.
Para quem não quer seguir o link (até porque dá trabalho - eh eh eh) segue o grafismo:

Rui Patrício é inquestionável e indiscutível, mas não podia deixar de o dizer. É dos poucos que tem estado ao nível a que nos habituou.
Cédric, apesar da exibição menos conseguida na 4ª feira, julgo ser a melhor solução para a lateral direita (as boas indicações dadas por Esgaio nos últimos jogos não me farão questionar Marco Silva, caso se decida pelo nazareno).
Paulo Oliveira seria o escolhido para substituir o nervoso e demasiado inseguro Maurício. Porquê? O Sporting precisa de um patrão para a defesa...alguém experiente que possa liderar a dupla de defesas centrais. Sendo Sarr inexperiente, parece-me que o patrão da defesa deve ser o seu companheiro. Paulo Oliveira é jovem, mas experiente. Tem experiência internacional (foi sempre titular doa sub-21 que venceram todos os jogos de apuramento para o europeu) e tem experiência na nossa Liga (fruto dos minutos acumulados em Guimarães, onde era o patrão da defesa do Vitória minhoto). Não começou da melhor forma e as indicações deixadas na pré-temporada não foram muito animadoras, mas espero que já esteja mais ambientado à nova realidade e que possa render aquilo que já vimos em ocasiões anteriores.
Sarr seria o elemento a menter no centro da defesa. O francês parece-me que sai prejudicado pelos erros constantes de Maurício, que fazem com que se sinta também inseguro e acabe por ter falhas mais frequentes. A segurança que espero que Paulo Oliveira possa dar à dupla, beneficiará ambos e, consequentemente, a equipa.
Jonathan Silva é, para este jogo, uma inevitabilidade. Jefferson está castigado e o jovem argentino terá a sua primeira oportunidade. Se a agarrar, será uma boa dor de cabeça para Marco Silva.
William, apesar de já apresentar lampejos da grande qualidade que nos mostrou na temporada transacta, está ainda longe do seu nível. Creio que isso pode acontecer, em parte, por influência da insegurança defensiva, mas também por alguma falta de ritmo (que só recuperará jogando).
Adrien é indiscutível e tem sido levado por arrasto. O menor rendimento de William e a inoperância de André Martins têm prejudicado o seu rendimento. O papel de bombeiro assenta-lhe bem, mas não tem tido capacidade para atender a tantas ocorrências.
Carlos Mané parece-me o substituto natural de André Martins. Sobretudo em jogos em que temos de assumir o jogo do princípio ao fim Mané oferece mais imprevisibilidade e verticalidade que André Martins e João Mário (que esteve bem no segundo tempo, na Eslovénia). Mané tem rotinas a jogar pelo centro do terreno e as permutas com Nani podem contribuir para desmontar a organização defensiva dos adversários.
Nani tem sido o melhor jogador do Sporting. Assim a equipa aprenda a jogar com ele e a acompanhar a sua inteligência e movimentações, teremos um ataque ainda mais dinâmico onde sejam procuradas sempre as melhores soluções. É de nível mundial e isso não pode ser desperdiçado.
Carrillo está ligado à maior parte dos lances de perigo da equipa e marcou presença em quase todos os golos da época (o de Nani em Maribor foi a excepção). O jogo menos conseguido a meio da semana não apaga tudo o que de bom tem feito esta temporada.
Tanaka seria um acto de gestão do plantel e um prémio para o melhor marcador da pré-temporada que até foi decisivo na única vitória da época. Pode até parecer injusto para Slimani, tirá-lo da equipa depois de excelente exibição a meio da semana (onde não marcou, mas trabalhou imenso e com qualidade). A gestão dos pontas-de-lança pode ser decisiva para o decorrer da nossa época. Os 3 oferecem coisas diferentes à equipa e devem ser utilizados em função do que é necessário, tendo em conta os pontos fracos do adversário. Tanaka é incisivo nas movimentações, determinado e tem uma boa meia distância. Slimani é, na minha opinião, o suplente desbloqueador de resultados. Montero é o jogador que melhor encaixa no estilo de jogo praticado pelo Sporting e que mais qualidade lhe empresta, mesmo não sendo um goleador.
Tem a palavra Marco Silva mas, mister, se me estiver a 'ouvir', não ignore e pense no assunto. Está na altura de mostrar coragem e mudar o rumo da história.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal