Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Dupla vergonha

Ontem, durante a entrega dos prémios Stromp, Bruno de Carvalho pronunciou-se sobre o arquivamento da queixa na Liga, quanto à não utilização de Miguel Rosa e Deyverson no Benfica x Belenenses.

Passo a citar o presidente:

«O que se passou com os jogadores do Belenenses e com a decisão do presidente da Liga, suposto sportinguista, foi uma dupla vergonha»

«O Sporting pediu para se juntar os contratos dos jogadores ao processo e a Liga disse que não era preciso. É uma vergonha!»

«Nós temos aqui o Wilson Eduardo, que já jogou contra nós e marcou, tal como o irmão, o João Mário. O Adrien e o Cédric ajudaram a tirar-nos um título»

«Há pouco, nesta sala, estavam a falar do resultado do nosso rival [na Taça de Portugal]. Quero que se lixe o resultado do Benfica! Quero é que defendam o Sporting, quero é festejar as vitórias do meu clube»

«Cada ato do Sporting é menorizado e os dos outros clubes são valorizados por pouco interesse que tenham. Estamos, enquanto dirigentes e homens, a atingir o limite. Não estou satisfeito, a luta que estamos a travar necessita de todos. O caminho é sinuoso, tem muitas pedras e temos de as tirar do caminho. Já bastam aquelas que os nossos rivais nos atiram»

«Os tempos não vão ser melhores, não vão ser mais fáceis. É preciso que os adeptos compreendam e abracem o caminho, que comecemos a pensar mais no clube que em nós próprios. Fragilizados já estávamos. Quanto mais ajudarmos os nossos rivais mais difícil será»

Recordo que a queixa foi arquivada, segundo o comunicado da Liga, por «insuficiência dos factos apresentados». Daí a expressão «dupla vergonha» usada pelo presidente do Sporting Clube de Portugal. Luís Duque (adiante designado por, "o gordo" - sem qualquer tipo de ofensa para outros com excesso de peso).

O gordo pediu que alguém se queixasse, pois sem queixa, não haveria investigação. Claro que o gordo sabia que mesmo com queixa nada se ia passar. Espicaçou o Sporting para que apresentasse a queixa para a seguir nos humilhar. O Sporting quis juntar ao processo uma prova irrefutável (os contratos dos jogadores), que desde logo foi anunciada como um elemento dispensável ao processo (não fosse isso obrigar a uma punição). Essa mesma prova deveria ter sido incluída no processo, independentemente da Liga a considerar desnecessária ou não e aí, mais uma vez, fomos ingénuos, pensando que a seriedade de outros é idêntica à nossa. 

O gordo não é sportinguista! É um vendido, que se prostitui em benefício das nádegas vermelha e azul.

Chega de serem os próprios sportinguistas o inimigo do Sporting!

A guerra está no auge e todos devemos cerrar fileiras. Lutamos com armas desiguais, mas não nos renderemos. Pelo respeito pelo Sporting Clube de Portugal, pois no dia em que formos respeitados, lutaremos com as mesmas armas que os outros e aí, veremos quem é o mais forte, jogando o jogo onde ele deve ser disputado...em campo e não nos bastidores deste futebol imundo!

Mais sobre mim

imagem de perfil