Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Derby é sempre de tripla

Para quem joga no Totobola, derby é sempre jogo de tripla, infelizmente, sobretudo se for jogado no Estádio José Alvalade.

São 81 jogos, 32 vitórias para o Sporting, 19 empates e 30 vitórias para o Benfica.

O Sporting marcou 121 golos e sofreu 117, uma média de 3 golos marcados por jogo.

Infelizmente, não têm sido muitos os derbies em Alvalade que, no último terço do campeonato, tenhamos disputado na condição de verdadeiros candidatos ao título em disputa.

Menos foram ainda aqueles em que recebemos o rival de Lisboa com ambos na luta pelo título nacional.

Recuperei os últimos 5 derbies em Alvalade, na recta final dos respectivos campeonatos, em que ambas as equipas se encontraram com reais aspirações a conquistar o título nacional.

 

Temos de recuar a 1993/94 para encontrar um derby tão escaldante quanto este.

30ª de 34 jornadas. A vitória ainda valia dois pontos, o Sporting era 2º a um ponto do Benfica e, pelos piores motivos, todos nos recordamos daquela tarde do dia 14 de Maio.

Perdemos 3-6, com uma exibição fenomenal de João Vieira Pinto (ele viria a redimir-se disto) e o título acabou na Luz.

 

Para encontrar mais um caso idêntico, temos de andar para trás mais uma década. 1981/82.

23ª de 30 jornadas. O Sporting liderava com 5 pontos de vantagem. Só a vitória recolocava o rival na luta pelo título.

Vitória por 3-1 com hat-trick de Rui Jordão. O campeonato ficou ali praticamente arrumado e o Sporting foi campeão nacional.

 

Época de 1979/80. 24ª de 30 jornadas. O Porto liderava com 40 pontos, o Sporting tinha menos 1 e o Benfica menos 4.

Também aqui o Sporting encarava o derby após um empate comprometedor. Bis de Jordão e mais um de Manuel Fernandes voltaram a fixar o resultado em 3-1.

O Sporting mantinha-se a um ponto da liderança e o Benfica atrasava-se na luta. O Sporting acabou campeão.

 

Em 1978/79, o Sporting era 3º a 3 pontos de Benfica e Porto. Vinha de um empate nas Antas e recebia em casa o Benfica.

Era a 25ª de 30 jornadas e um resultado negativo podia ser fatal. Acabou por ser. Um golo de João Alves de grande penalidade derrotou-nos por 0-1, Benfica e Porto ficaram juntos na liderança mas foram os portistas a fazer a festa.

 

Em 1974/75 o Sporting recebia o Benfica a duas jornadas do final e a diferença era de 4 pontos. Só um milagre nos colocava na rota pelo título. Teríamos de vencer e esperar que o União de Tomar ganhasse na Luz na última jornada.

Nenhuma das duas coisas aconteceu. O empate a uma bola sentenciou ali o campeonato, que caiu para o lado das águias.

 

Ou seja, nas últimas 5 ocasiões em que um derby em nossa casa teve os contornos do deste ano, só numa delas éramos líderes e em duas acabámos campeões. Outros dois campeonatos sorriram ao Benfica, enquanto que o Porto festejou numa dessas ocasiões.

Naturalmente, isto não passa de história. A deste campeonato começa a escrever-se depois de amanhã.

9 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal