Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

De Bragança a Lisboa...

...são apenas uns minutos de distância.

Basta partir de Alcochete com Daniel Bragança e deixá-lo a brilhar no Estádio José Alvalade.

 

Image result for daniel bragança

 

Visto que a next big thing preparada para esta época resolveu "dar à sola" (acertei no talento, pelo menos), para mim, Bragança é o homem que se segue.

Desde os iniciados que o sigo com atenção e nunca me saiu da mira. Inacreditável como tanto talento, inteligência e maturidade tiveram tão poucas internacionalizações e como passou por todos os escalões de formação sem queimar etapas. Já devia ter feito toda a época passada na equipa B, apenas para eliminar algum tipo de desconfiança.

 

Bragança é talento puro mas, mais do que isso, é inteligência em movimento. Exímio a ocupar os espaços defensivamente, lesto no desarme, inteligente a criar linhas de passe e seguro na execução. Falta-lhe crescer fisicamente e ganhar a tal intensidade que só a jogar com os melhores se ganha. Falta decidir melhor dentro da área adversária (onde chega com qualidade e critério), visto que não tem a melhor meia-distância. 

 

Num momento em que está difícil encontrar um "6" que faça esquecer William Carvalho, a promoção de Daniel Bragança seria para mim a solução óbvia e imediata, como já havia referido na publicação do início da pré-temporada.

Petrovic e Misic não me convencem, Wendel não me parece ser um "6", Battaglia tem características diferentes e Gudelj levará umas semanas a estar nas melhores condições físicas.

Bem sei que Miguel Luís já trabalha actualmente com a equipa principal e possa, por isso, partir à frente de Bragança mas são jogadores muito diferentes (bastante complementares, até).

É um "6" que nós precisamos agora e acho que este devia ser o momento de ter coragem e lançar um jovem cheio de qualidade, maturidade e espírito de liderança.

Bragança tem tudo para dar certo e basta olhar para outros clubes do nosso campeonato para perceber que a idade não conta, quando se trata de lançar os melhores.

 

Nota final: naturalmente, não quero com isto dizer que o Daniel seria titular de caras e para o resto da época mas parece-me claramente uma opção a considerar, sem qualquer tipo de reservas (ainda anteontem o provou mais uma vez, sendo que pode e sabe fazer ainda muito melhor).

Scout Report (janeiro 2017)

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    GAG 01.09.2018 00:13

    Mantenho tudo o que disse, caro Pedro.
    Bragança é um "armador" de jogo. O início de tudo. Tal como o Busquets (pena não ter a estampa física deste), não é uma carraça mas sim um pés de veludo que parece estar em todo o lado, sobretudo devido à sua inteligência. O posicionamento do Bragança compensa qualquer "gana" que lhe possa faltar. Com ele a relva cresce porque ele sabe pisar. Não estraga
    Concordo quanto ao Brás mas é cedo para falar dele. Ainda é júnior. Se vemos jogadores de 23 anos com imensa dificuldade em singrar, para quê falar de miúdos de 17/18. Estivéssemos em França, na Holanda, na Alemanha e a conversa seria outra... Quanto à gestão da sua carreira, tem sido péssima mas não sei se teria a ver com o anterior presidente e a relação com o seu empresário. Note-se que nunca deixou de ir à selecção, mesmo sem jogar, enquanto outros bem podiam jogar que nem a camisola de treinos das quinas vestiam...
    Sobre os juniores, sim, Benny, Gonçalo Costa e acrescento o Félix Correia, o Rodrigo Fernandes e o Carlos Silva (um de cada sector). Pena que o redes seja fraco...
    Abraço e SL
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 01.09.2018 02:00

    Como lhe disse anteriormente, respeito a sua opinião.

    Um abraço e saudações leoninas

    Pedro Azevedo
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Blogs Portugal