Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Boavista 0 SPORTING CP 0: faltaram ideias

Estou frustrado! Porque jogámos mal, porque acusámos a pressão, porque fomos novamente prejudicados pela arbitragem mas, sobretudo, porque não ganhámos.

Claro que dominámos o jogo todo mas ter a bola e o domínio territorial não é tudo. Fomos pouco acutilantes, pouco incisivos, pouco criativos e pouco frios na hora de rematar.

A segunda parte foi demasiado fraca e podíamos ter resolvido o jogo numa das poucas boas acções de Slimani, ao deixar Gelson na cara de Mika, num lance em que acaba por ser Teo a rematar à malha lateral.

Os passes de rotura terminaram com a saída de Montero e a equipa ficou mais previsível.

Jefferson e João Pereira foram praticamente inexistentes em termos ofensivos e, como estou farto de dizer, este modelo de jogo, sem laterais, funciona mal.

Ruiz continua uma sombra do jogador que é e Slimani continua a emperrar 7 em cada 10 lances de ataque.

Das duas, uma. Ou a equipa aprende a jogar para o argelino (e não com ele) ou é melhor que este saia da equipa. Slimani deve ser apenas o homem do último toque. Não pode ser ele a recuar para tabelar nem pode ser ele a cair na alas. Sempre que se desgasta nestas tarefas, não aparece a tempo nas zonas de finalização nem o faz nas melhores condições. Além disso, é necessário que a equipa consiga tirar um cruzamento de jeito, pois já cansa ver bolas despejadas para a área sem qualquer critério.

Jorge Jesus afirmou no final do jogo que faltou criatividade à equipa e eu concordo mas, de quem é a culpa?! O 'mister' confiou demais na estrelinha que nos tem acompanhado e, na minha opinião, escolheu mal o 'onze'.
Mané tinha de actuar de início, pois Ruiz não aparece há uns cinco jogos. E não percebo o motivo da saída de Esgaio das escolhas iniciais.
Se juntarmos a isto uma fé inabalável em que as coisas acabariam por se resolver, temos alguma letargia na hora de mexer na equipa. Ruiz tinha de ter sido o primeiro a ser substituído para dar oportunidade a Mané de combinar com Montero (e aproveitar a tal 'química' que acho que têm quando jogam em simultâneo).
Montero sai, vitimado pelo síndrome "o Slimani não pode sair" e pela tentação de meter um ponta-de-lança (algo que não significa necessariamente que se fique mais perto do golo).
A entrada de William foi precipitada por vários factores: pela tentação de lhe dar minutos, pela falta de opções no banco (onde devia ter estado Matheus em vez de um dos médios) e pela ideia errada de que este podia ser decisivo, quando os problemas estavam noutra zona do terreno. Além disso, ficámos com dois médios mais defensivos, mesmo que João Mário não estivesse a jogar bem.

Depois, juntando a tudo isto um Soares Dias permeável ao jogo violento dos axadrezados (que pela primeira vez não viram um cartão amarelo em 90 minutos de futebol), tolerante com o anti-jogo dos da casa (particularmente na 2ª parte) e assertivo nos lances de dúvida dentro da área (ambos duvidosos mas que, em caso de dúvida são sempre apitados em prejuízo do Sporting).

Enfim, foi mau. E, além disso, perdemos uma oportunidade de nos isolarmos na frente do campeonato, deixando que o Benfica voltasse a aproximar-se.

Anseio por mudanças, de preferência cirúrgicas no 'onze' e, para 5ª feira, espero que seja ensaiada a equipa para domingo em vez de mais uma revolução.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal