Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Bem-vindo, Jorge!

Sobre a saída de Marco Silva

Se eu preferia uma 'saída airosa'?

Sim. Mas apenas se os desentendimentos versassem sobre questões menores.

Se, como o Presidente Bruno de Carvalho disse na sua página do Facebook, houve da parte de Marco Silva falta de respeito e desobediência e se tudo isso resultou em situações verdadeiramente graves, que lesaram o Clube, então Bruno de Carvalho tem em mim alguém que apoia esta decisão.

Em todo o caso, e como o assunto será julgado em tribunal, guardarei as conclusões para essa altura, antes de 'condenar' quem quer que seja.

Sobre Jorge Jesus

Não tenho duas caras e, embora raramente (ou se calhar nunca) tenha aqui opinado sobre o ex-treinador do Benfica, não vou agora dizer que amo a 'personagem'.

Jorge Jesus é, sem sobra de dúvidas, um excelente treinador e a sua capacidade técnica e de liderança não carece de provas. É, seguramente, o melhor treinador a trabalhar no nosso país e, como tal, a melhor solução para suceder a Marco Silva.

No entanto, episódios com o 'limpinho, limpinho', entre outros, não necessariamente ligados ao Sporting, não deixam de fazer com que, como pessoa, Jorge Jesus me deixe algumas reservas.

Jesus é egocêntrico e abusa, por vezes, desse egocentrismo, acabando mesmo por ser, algumas vezes, insolente e malcriado.

Naturalmente, não espero que Jesus seja, no Sporting, uma pessoa completamente diferente mas espero que perceba que atitudes de fanfarrão não serão aceites por nós como foram aplaudidas por outros.

Desejo um Jesus igual a si próprio mas com os níveis de bazófia controlados.

Ao contrário da época passada não vou embarcar em euforias. Jesus é bi-campeão nacional mas no Sporting não vai gozar de certas 'facilidades'. Vou encará-lo como alguém novo, que terá de convencer-me. Afinal, julgo ser mesmo isso que ele pretende fazer.

Espero competência, rigor, exigência, dedicação, paixão e, já agora, que faça do Sporting campeão!

Sobre a jogada estratégica de Bruno de Carvalho

Correndo o risco de especular um pouco, arrisco dizer que, desde dezembro, Jesus está guardado para o Sporting.

Não porque o Sporting tivesse com ele qualquer tipo de pré-acordo mas, sobretudo, porque, tendo Bruno de Carvalho motivos para despedir Marco Silva, não tinha em dezembro a capacidade de o substituir devidamente (não só porque perdia a confiança dos jogadores mas também porque não havia disponível ninguém melhor no capítulo técnico que o próprio Marco).

Sabendo que Jorge Jesus estaria livre no final da temporada e imaginando que um convite do clube do coração o podia convencer, Bruno de Carvalho guardou todas as fichas para este final de época.

Claro que o Benfica nunca se preocupou pois, ao contrário do que possam dizer, sempre pensaram que tinham capacidade de o segurar ou de, na incapacidade de o fazer, o colocar no estrangeiro, por intermédio de Jorge Mendes.

Menosprezaram o Sporting e sobrestimaram a sede de dinheiro e notoriedade de Jesus que, afinal, pretendia apenas manter-se em Portugal.

A 'jogada' é genial, não só porque o Sporting contrata o melhor treinador disponível (e um dos melhores do Mundo), como também enfraquece e deixa 'à beira de um ataque de nervos' toda a 'nação benfiquista'.

Vieira terá agora nas mãos um pré.acordo com Rui Vitória e a tentação de resgatar Marco Silva enquanto que, em simultâneo, empresários tratarão de lhe acenar com outros nomes.

Na verdade, parece que temos tudo a nosso favor para entrar em grande em 2015/2016, espero eu, que com a conquista da Supertaça e o apuramento para a Champions, que em muito ajudarão no restante da temporada.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal