Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

Barcelona 0-2 SPORTING CP: Faltou mais Academia em Camp Nou

Foi um Sporting demasiado retraído, calculista e "medroso", aquele que se apresentou em Barcelona. Tirando a aposta em Alan Ruiz, que me faz perguntar que mal fizeram outros jogadores para não terem tido a oportunidade de ser titulares em Camp Nou, gostei do onze.

Tinha sugerido a alteração de duas ou três "peças", a pensar no jogo do Bessa e de forma a não retirar capacidade à equipa. Jesus fez "descansar" Fábio Coentrão, Gelson Martins e Bas Dost mas amarrou a equipa de tal forma em termos tácticos que o jogo não passou de um entediante momento desportivo.

O jogo de ontem tem vários pontos de contacto com o que o Benfica fez há cinco anos, sob orientação técnica do mesmo Jorge Jesus, que podia ter sido mais ousado das duas vezes que visitou Barcelona.

A alteração do sistema táctico e das dinâmicas da equipa retirou capacidade para atacar com agressividade o último reduto dos catalães. Aliada a isto, a utilização de Alan Ruiz, que até pode já ter actuado na posição mas não demonstra aptidão para o fazer por cá, retirou agressividade à nossa primeira linha de pressão e capacidade para atacar a profundidade e a largura, devido às características do argentino, que tem de olhar o jogo de frente (e estar em boa forma, já agora) para colocar em prática as suas melhores qualidades.

Nada tenho contra Alan Ruiz só que, simplesmente, não tenho visto nele capacidade ou vontade de acrescentar valor ao colectivo. 

 

No fundo, faltou mais Academia em campo. Só Rui Patrício e William actuaram de início e este jogo tinha sido o ideal para lançar Podence e/ou Iuri Medeiros (que não tem sido opção mas, ao contrário de Alan Ruiz carece de oportunidade para mostrar o seu futebol). No caso de Daniel Podence, creio até que seria um prémio merecido ter actuado num dos campos mais míticos do futebol europeu.

 

Passei o jogo todo a pensar no próximo, sobretudo por não ver no de ontem motivos de interesse suficientes para o viver com a intensidade que ele pedia. 

O Barça poucas oportunidades teve e as que teve Patrício resolveu bem. O Sporting teve duas, por Bas Dost, que devia ter aproveitado pelo menos a primeira, onde rematou contra o compatriota, dono da baliza "blaugrana".

Ironicamente, o Sporting voltou a sofrer um golo de canto, momento em que Jesus disse ser pouco provável que os catalães nos molestassem. Fizeram-no por duas vezes em dois jogos sendo que, também por duas vezes, foram jogadores nossos a introduzir a bola na própria baliza.

 

Como eu tinha previsto, a Juventus não vacilou na Grécia e o nosso destino, que já estava traçado, confirmou-se.

Seguiremos na Liga Europa e aguardamos por alguma sorte no sorteio.

 

Venha o Boavista, sendo que esta prestação "morninha" no jogo de ontem me colocou uma camada de nervos suficiente para durar até sábado. No Bessa, quero voltar a ver isto.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal