Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

Amanhã há derby

O Sporting venceu ontem o Belenenses por 2-1 e apurou-se para a final da Taça de Honra, competição organizada pela Associação de Futebol de Lisboa.

Com um 11 quase por completo com rotinas criadas ao longo do ano passado (Boeck, Cédric, Eric, Maurício, Jefferson, Uri, Adrien, André Martins, Wilson, Carrillo e Montero), esperava ver um Sporting claramente superior o adversário.

O Belenenses entrou melhor, mas assim que Uri, Adrien e André Martins pegaram no jogo, o Belém desapareceu. Boa última meia hora, com os destaques óbvios para os marcadores dos golos: grande 'sapatada' de Wilson Eduardo a abrir o marcador e André Martins exemplar na cobrança de um livre direto (leva-me  perguntar porque é que no ano passado nunca pegou na bola para o fazer). Dier, o trio de meio-campo e Wilson, foram os destaque do primeiro tempo.

Os primeiro 10 minutos da segunda parte entusiasmaram-me. Classe pura de João Mário, mobilidade de Slavchev e de Tanaka e por alguns minutos tivémos uma espécie de 'tiki-taka à la Sporting'. Não percebi o que se passou de seguida, pois não tivémos mais Sporting até ao fim do jogo. A saída de Uri para a entrada de Semedo não beneficiou muito a equipa e alguém precisa de tirar aqueles 'tiques' de Zidane que por vezes o afetam. O Belém acabou por reduzir numa falha grave de Geraldes que se alheou da bola, acabando por lhe tocar desviando-a para a baliza de Marcelo Boeck (que fez um par de boas defesas e mostrou que se Patrício sair, não precisamos de ir ao mercado).

Para um jogo de pré-época, foi razoável. Ganhámos e isso não deixa de ter a sua importância, não só para alimentar a cultura de vitória, mas também porque vamos jogar mais uma final de uma competição que, embora seja de pré-temporada, é oficial e na qual somos o clube mais vitorioso.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal