Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

A primeira vez nunca se esquece

Este domingo levei o meu primo pela primeira vez em Alvalade. Foi ele quem arrastou o pai, meu tio e irmão do meu pai para Alvalade.

Lá fomos nós...quatro leões (o meu pai é o meu companheiro habitual) a caminho do estádio mais bonito do Mundo.

Ele tem 13 anos e não é muito expansivo. É um miúdo calmo e tranquilo que encontra no desenho a sua forma de expressão (vou tentar convencê-lo a fazer de alguns dos nossos craques desenhos animados).

Pareceu-me satisfeito ao entrar no estádio e confesso não saber exactamente o que sentiu. No entanto, olhei para ele, três cadeiras ao meu lado direito, várias vezes durante o jogo...

...timidamente, aplaudiu sempre os lances que mais o entusiasmaram. Pareceu-me ainda mais ansioso que eu por um golo dos rapazes de verde-e-branco. Afinal foi também a expectativa de uma vitória leonina que fez com que tivesse vontade de ir a Alvalade.

João Mário marcou, finalmente, o golo que nos daria a vitória. Explosão de alegria...controlada, como quase tudo o que lhe vejo fazer. Levantou-se da cadeira, aplaudiu de sorriso nos lábios e soltou o seu "GOLOOOO".

Vencemos! No final, isso foi e seria sempre o mais importante.

Já no caminho para casa, ainda ás portas de Lisboa...golo do Marítimo. O sorriso voltou a rasgar-se e eu disse: "Podia acabar e já agora o Benfica podia perder amanhã". No banco de trás, na sua calma que o caracteriza, o meu primo retorquiu: "O Benfica devia perder sempre".

Eu sorri! Acho que o vou levar mais vezes 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil