Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

A onda vermelha afinal foi verde



Este post vem agora a propósito de um outro que tive oportunidade de ver hoje, na Tasca do Cherba, onde eram analisados os números totais de espectadores nos jogos fora de casa e a respetiva taxa de ocupação dos estádios (durante a época 2013/2014).

Fui um pouco mais longe e quis perceber como foi em toda a época.

Importa recordar que, para além de estarmos a falar de uma época de baixa expectativa por parte dos sportinguistas, falamos também de uma das melhores épocas de sempre da lampionagem (nem vou falar dos corruptos, pois já sabemos que, se não ganham, não gostam do treinador ou se o árbitro não aceita a fruta, já não vão ao estádio).

Ora, eu vou centrar-me mais nas taxas de ocupação dos estádios (parece-me mais lógico, pois nem todos têm a mesma lotação).

Em casa, o Sporting (esse, que se a época corresse bem, talvez ficasse em 3º) teve 67.28% de ocupação durante toda a temporada (uma percentagem semelhante à equipa que venceu o campeonato e as taças e que era para ter vencido também a Champions, segundo o orelhudo). Os corruptos não foram além de 56.88%.

Fora de casa, o Sporting conseguiu ocupar 68.13% dos estádios onde a equipa se deslocou. As galinhas, conseguiram acupar 66.92% dos estádios do nosso país (mesmo com a CS frequentemente a alimentar a bazófia lampeã, dizendo que a onda vermelha estava de volta). Os corruptos, vendo que pouco iam lucrar com as viagens, ocuparam 61.80% dos estádios dos adversários (curiosamente, a percentagem é superior à dos jogos em casa).

É importante recordar que a única lotação esgotada deste campeonato ocorreu num jogo do Sporting, no António Coimbra da Mota, frente ao Estoril (foi neste mesmo estádio que se verificou a maior afluência de galinácios, enquanto que as gentes de Arouca quase viram o estádio lotar contra os corruptos). 

Tudo isto para concluir que a onda vermelha foi uma treta e que quem mais adeptos levou aos estádios neste campeonato foi o enorme Sporting Clube de Portugal (os números estão, acima, a comprová-lo)!

Deixo um desafio a todos os sportinguistas: vamos aumentar estes números na próxima temporada e mostrar, a toda a gente, os melhores adeptos do mundo. O meu desejo é que, na próxima época, sejamos, pelo menos, 40000 em todos os jogos em Alvalade e que a romaria que este ano se viu nos estádios por este país fora se mantenha!

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal