Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

A formação e João de Deus na B

Tenho lido pela blogosfera leonina pessoas que questionam frequentemente a politica de formação do Sporting.

É verdade que os rivais estão mais próximos em termos de qualidade dos técnicos e isso reflecte-se, obviamente, na evolução dos jovens jogadores. Mas quererá isso dizer que estamos a fazer mal as coisas?

Não me parece. Os rivais estiveram anos e anos apenas preocupados com as equipas profissionais e, embora tivessem capacidade para recrutar bons jovens jogadores, nunca apostaram em treinadores mais qualificados para a formação.

Se é verdade que os melhores treinadores deviam estar na formação (ouvi isto várias vezes por aí), é preciso verificar outra coisa: Mourinho é um dos melhores treinadores do mundo, mas será que daria um bom treinador de jovens? Duvido.

É necessário que hajam treinadores de formação que gostem de trabalhar na formação e não treinadores de formação circunstanciais que têm como único objectivo ser treinadores profissionais ao mais alto nível.

Isto acontece porque um treinador de formação é muito mal pago comparativamente a um treinador de equipa sénior.

É aí que temos de mudar. Os treinadores da formação devem especializar-se nessa área. Devem passar por todos os escalões de formação. Devem ter os conhecimentos tácticos, técnicos e ao nível da metodologia, mas acima disso devem ser bons pedagogos enquadrados nas faixas etárias onde se formam o carácter e a personalidade. E devem ser remunerados consoante a responsabilidade que lhe está imputada.

Depois, temos hoje um patamar intermédio (em alguns casos). Falo das equipas B. Aqui sim, é necessário um treinador que circunstancialmente tenha passado pelos escalões de formação. Alguém que tenha a sensibilidade necessária para lidar com jovens que estão numa fase de ilusão e que tenha a capacidade de não lhe retirando a ilusão, lhes acrescentar responsabilidade e atitude competitiva mais condizente com o que se pretende de um profissional de futebol.

Tudo isto para falar de João de Deus, o novo treinador da equipa B do Sporting. Não vejo as constantes alterações no comando técnico como incompetência da estrutura, mas sim como um ajustar aquilo que não está ainda de acordo com o que se pretende. A verdade é que não é fácil encontrar um bom treinador que se sinta motivado a fazer um trabalho tão complexo quanto aquele que se exige numa equipa B, sobretudo na do Sporting, onde a importância da mesma é maior do que nos rivais (obviamente pela politica desportiva adoptada pelos clubes).

João de Deus não tem um percurso no futebol de formação. Iniciou a sua carreira como preparador físico (onde fez parte da equipa técnica que em dois anos consecutivos levou o Vitória Futebol Clube a duas finais da Taça de Portugal - numa delas saiu como vencedor). Depois de um percurso na selecção de Cabo Verde, treinou em divisões secundárias de Espanha e Portugal. A chegada à Primeira Liga deu-se pela mão de António Fiúza através do Gil Vicente. Em Barcelos teve um início prometedor, mas acabou por desiludir.

O facto de ter experiência como preparador físico parece-me importante, pois considero a falta de capacidade física e de intensidade um dos principais problemas apresentados pelos jogadores da equipa B leonina. Tem ainda tudo para provar e não teve problemas em dar um passo atrás na carreira (mesmo falando de treinar o Sporting, não deixa de ser um passo atrás, pois falamos do segundo escalão). Que tenha ambição, vontade de trabalhar e mostrar serviço e tenha a capacidade de lidar com esta etapa do desenvolvimento dos jogadores, que não é fácil e exige características especiais que espero que possua.

Tenho a convicção de que em Janeiro alguns jogadores sairão por empréstimo, facto que poderá fazer com que o trabalho nas equipas A e B tenha maior eficácia, devido ao número mais conveniente de jogadores nos dois plantéis.

Não sei se será a pessoa ideal para a função, mas espero que seja e desejo toda a sorte a João de Deus esperando que Francisco Barão consiga ajudá-lo.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil