Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Mau demais e a não repetir

Pouco foi o que se aproveitou da exibição da noite de ontem.

Talvez Adrien, uns rasgos de Gelson e o golo de Montero.

Se o resultado não foi bom nem a exibição convincente, o jogo terá dado para Jorge Jesus tirar algumas conclusões, embora possa ainda parecer cedo para o fazer.

Foram demasiados erros defensivos, demasiados jogadores em sub-rendimento e uma falta de dinâmica inacreditável.

Se é verdade que os russos vinham com a lição bem estudada, não é menos verdade que nós falhamos ao executar a nossa.

Rui Patrício falhou pela primeira vez esta época, tendo estado mal no lance do segundo golo, onde pareceu pouco lesto e decidido.

João Pereira demonstrou o porquê de Esgaio lhe ter ganho o lugar.

Jefferson foi o que tem sido na maior parte das vezes: desconcentrado a defender e inofensivo no apoio ao ataque.

Tobias foi uma nódoa. Podia ter sido expulso e não fica bem na fotografia em nenhum dos três golos.

Paulo Oliveira deixou-se afectar pelos erros em catadupa dos colegas de sector mas foi o menos mau de entre todos.

Adrien foi o melhor em campo do Sporting. Não foi por ele que perdemos e dificilmente perderíamos se todos os outros se tivessem entregado ao jogo como ele fez.

Aquilani foi um dos piores em campo e falhou completamente na tarefa que lhe estava atribuída. Foi terrível numa das suas melhores qualidades: o passe.

Gelson tentou, tentou mas não deu para mais. Teve pouco apoio e o que João Pereira lhe deu não foi o melhor.

Mané não esteve muito bem e escondeu-se em demasia. Não soube procurar o centro do terreno e enfiou-se em demasia em cima dos avançados. Fez a assistência para o golo de Montero.

Teo Gutierrez foi demasiado inconsequente, lento de processos e até um pouco trapalhão (algo que nem é normal nele).

Fredy Montero não foi, até ao golo, melhor do que Teo mas depois daquele golão e de um ou outro passe a rasgar a defesa, parecia ser o mais confiante em campo. Acabou substituído e a equipa piorou.

Slimani não foi mais do que um pino na cabeça da área. Ninguém o soube servir com o intuito de aproveitar o seu jogo aéreo.

Bryan Ruiz não entrou com a objectividade que se lhe pedia. Prendeu demasiado a bola, foi lento e pouco objectivo.

André Martins substituiu Aquilani num momento em que pouco já parecia ser possível retirar do jogo. Rematou com perigo à baliza dos russos e, não tendo sido muito dinâmico, acertou quase todos os passes.

No global, os laterais não tiveram a capacidade ofensiva que deviam e todo o jogo da equipa se ressentiu disso pois, no nosso modelo, a subida dos laterais é fundamental para os apoios ao meio campo e ataque. Aquilani não teve a capacidade para ser o organizador de jogo e a quantidade de passes falhados desequilibrou a equipa demasiadas vezes. Os erros no início da nossa transição ofensiva e na transição defensiva foram mais que muitos, ao ponto de me ser impossível enumerá-los todos.

Face a isto, não há estratégia que valha ao treinador.

Jorge Jesus escalonou mais ou menos o 'onze' que eu escolheria. Deu algumas oportunidades e a maioria desiludiu, dando razão ao porquê de não serem opção inicial. Tobias não jogará tão cedo e João Pereira idem.
Mas se não errou ao escolher o 'onze' o mesmo não se pode dizer da leitura de jogo do 'mister'.
Aquilani devia ter sido o primeiro a sair e, no máximo, ao intervalo devia ter ficado nos balneários. Pedia-se a entrada de um médio que fosse mais seguro no passe e mais rápido a fazer os equilíbrios defensivos, que estavam a sobrar todos para Adrien. Eu teria escolhido André Martins.
A dupla substituição é compreensível mas retira de campo as peças erradas. Montero estava confiante após o golo e Aquilani, visto que ainda lá estava, devia ter saído de imediato.
A alteração de Mané por Ruiz poderia ter sido feita quando foi feita a de Aquilani por Martins.

Por certo, a equipa não repetirá os erros na próxima segunda-feira mas fica o aviso.

Nem sempre se joga mal e se sai vitorioso e é já tempo da equipa apresentar alguma evolução no nível exibicional.

Aqui estão os golos

A equipa principal venceu o Mafra por 3-1 (Jefferson, Slimani e Tanaka marcaram os golos)

A equipa B empatou com o Atlético a 1 bola (Rubio marcou, de livre directo, o único golo leonino)

Artistas e goleadores

Actualizo hoje as estatísticas quanto a golos, assistências e influência na equipa principal do Sporting.
Recordo que os números apresentados englobam todas as competições em que a equipa principal participou.
De frisar também para os que pela primeira vez a acompanham que os pontos que decidem qual o jogador mais influente são calculados da seguinte forma: golo (1 ponto); assistência (0.5 pontos)

GOLOS

Golos.png

 

ASSISTÊNCIAS

Assistências foto.png

 

INFLUÊNCIA

Influência.png

 

Artistas e goleadores

Actualizo hoje as estatísticas quanto a golos, assistências e influência na equipa principal do Sporting.
Recordo que os números apresentados englobam todas as competições em que a equipa principal participa.
De frisar também para os que pela primeira vez a acompanham que os pontos que dicidem qual o jogador mais influente são calculados da seguinte forma: golo (1 ponto); assistência (0.5 pontos)

MELHOR MARCADOR

Nani / Freddy Montero / Slimani 10 golos
André Carrillo / Carlos Mané 7 golos
João Mário 6 golos
Junya Tanaka / Adrien Silva 5 golos
Paulo Oliveira 3 golos
Jefferson / Jonathan Silva / Ryan Gauld / Tobias 2 golos
William / Capel / A. Martins / Sarr / Heldon / Dramé 1 golo

 

MELHOR ASSISTENTE

1º  André Carrillo 12 assistências
Jefferson 10 assistências
Nani 7 assistências
Tanaka 4 assistências
Slimani / João Mário / William Carvalho  3 assistências
Montero / Adrien / Carlos Mané / Capel / Cédric 2 assistências
Jonathan Silva / A. Martins / Esgaio / Wallyson 1 assistência

 

O MAIS INFLUENTE

Nani 13.5 pontos
Carrillo 13 pontos
Slimani 11.5 pontos
Freddy Montero

11 pontos

Carlos Mané 8 pontos
João Mário 7.5 pontos
Jefferson / Tanaka 7 pontos
Adrien Silva 6 pontos
Paulo Oliveira 3 pontos
10º Jonathan Silva / William Carvalho 2.5 pontos
11º Capel / Ryan Gauld / Tobias 2 pontos
12º André Martins 1.5 pontos
13º Cédric / Sarr / Heldon / Dramé 1 ponto
14º Ricardo Esgaio / Wallyson 0.5 pontos

 

Artistas e Goleadores

Actualizo hoje as estatísticas quanto a golos, assistências e influência na equipa principal do Sporting.
Recordo que os números apresentados englobam todas as competições em que a equipa principal participa.
De frisar também para os que pela primeira vez a acompanham que os pontos que dicidem qual o jogador mais influente são calculados da seguinte forma: golo (1 ponto); assistência (0.5 pontos)

MELHOR MARCADOR

Freddy Montero 10 golos
Islam Slimani 9 golos
Nani 8 golos
André Carrillo 7 golos
João Mário 6 golos
Adrien / Carlos Mané 5 golos
Junya Tanaka 4 golos
Paulo Oliveira 3 golos
Jonathan Silva / Ryan Gauld 2 golos
10º Jefferson / Capel / A. Martins / Sarr / Heldon / Dramé / Tobias 1 golo

 

MELHOR ASSISTENTE

1º  André Carrillo 11 assistências
Jefferson 8 assistências
Nani 6 assistências
Tanaka 4 assistências
Slimani / João Mário / William Carvalho  3 assistências
Montero / Adrien / Carlos Mané / Capel / Cédric 2 assistências
Jonathan Silva / A. Martins / Esgaio / Wallyson 1 assistência

 

O MAIS INFLUENTE

André Carrillo 12.5 pontos
Nani / Freddy Montero 11 pontos
Slimani 10.5 pontos
João Mário

7.5 pontos

Adrien Silva / Tanaka / Carlos Mané 6 pontos
Jefferson 5 pontos
Paulo Oliveira 3 pontos
Jonathan Silva 2,5 pontos
Diego Capel / Ryan Gauld 2 pontos
10º André Martins / William Carvalho 1.5 pontos
11º Cédric / Sarr / Heldon / Dramé / Tobias 1 pontos
12º Ricardo Esgaio / Wallyson 0.5 pontos

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal