Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Uma competição sem campeão e um título para revalidar

Realizou-se anteontem o sorteio da taça nacional de juvenis em futebol feminino. Uma competição que junta os vencedores dos campeonatos regionais, com vista a encontrar a melhor equipa nacional do escalão.

Estarão representados os campeões das associações do Porto, Viana do Castelo, Vila Real, Braga, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Leiria, Setúbal e Beja. Mas não só...

A competição juntará onze campeões distritais e cinco equipas convidadas, quando no ano passado a competição se circunscreveu a nove equipas (a intenção seria alargar para doze, este ano).

Porque é que isto acontece? Conheçam a história...

 

A equipa de juvenis do Sporting estava a disputar o título de campeão distrital, taco a taco, com o Casa Pia mas o jogo decisivo entre ambas as equipas foi adiado duas vezes e continua sem marcação à vista após um mês.

Tudo isto aconteceu porque o Sporting jogou o jogo da primeira volta, em Pina Manique, sob protesto.

O motivo? 

O Casa Pia incluiu treze jogadoras na ficha de jogo, quando o regulamento só permitia a presença de doze.

O árbitro deu ordens para se jogar e o Sporting, que acabaria por perder 2-0, formalizou o protesto já anunciado antes do encontro, entregando o processo ao gabinete jurídico do Clube.

 

Passado um mês, a Associação de Futebol de Lisboa (AFL) resolveu arquivar o processo por falta de aprovação do dito regulamento em assembleia geral, ficando a regra das doze jogadoras sem efeito, passando a ser permitidas quinze, como acontece nas competições masculinas.

Isto pode parecer preciosismo da nossa parte mas, tendo em conta que sempre se pôde jogar com quinze jogadoras, o Sporting passou toda a temporada a deixar de fora três que poderiam ter jogado mais e evoluído.

Este regulamento havia sido decidido uma semana antes do início das competições, pelo que o Sporting o tomou como válido.

 

Voltando ao jogo em falta, o Sporting tudo fez para o disputar, mesmo sabendo que teria de vencer por três golos de diferença para se sagrar campeão distrital.

Importa realçar que o Casa Pia se alheou de todo o processo, não fazendo qualquer esforço para encerrar um campeonato que poderia ter vencido mesmo que perdesse o jogo que falta disputar.

Neste momento, devido ao calendário já definido da festa do futebol feminino e da taça nacional, o mais provável é que o jogo nunca se realize e não seja atribuído o título de campeão distrital.

 

A solução encontrada pela Federação Portuguesa de Futebol passou por convidar ambas as equipas (Sporting e Casa Pia) a participar na Taça Nacional, estendendo o convite a três equipas das associações de Porto, Braga e Viseu, formando assim quatro grupos em vez de três.

 

Primeira conclusão: há cinco equipas que podem vencer uma competição para a qual não se apuraram;

Segunda conclusão: o Sporting viu-se privado de defender o título distrital alcançado no ano passado;

Terceira conclusão: o Casa Pia preferiu a decisão fácil de ganhar o direito a competir na taça nacional sem ter de disputar um jogo decisivo;

Quarta conclusão: os objectivos desportivos das equipas foram completamente desprezados pela AFL, que chutou para canto uma decisão que se limitava à marcação de um jogo que estava calendarizado e em atraso.

 

Que isto sirva de exemplo e não se volte a passar no futuro (consta que não foi a primeira vez).

Quanto ao Sporting, começará dia 31 a disputar a primeira fase da Taça Nacional e a lutar por revalidar o título alcançado no ano passado.

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Dr. Frederico Varandas é candidato

 

Sportinguistas, Hoje entreguei ao presidente do nosso Clube, Dr. Bruno de Carvalho, uma carta comunicando a minha saída do Departamento Médico da Sporting SAD. Tenho a honra de ter crescido numa família de dedicados sportinguistas e tenho estado ativamente ligado às atividades do Sporting. Sinto e vivo Sporting desde os 3 anos e até hoje, mesmo nos momentos mais críticos da minha vida, como na comissão de serviço militar no Afeganistão, nunca deixei de respirar “Sporting”. Tive com o atual presidente, desde que ele confirmou a minha colaboração ao tomar posse no seu primeiro mandato, a máxima lealdade e revejo-me em grande parte no património material e imaterial que ele deixa ao nosso Clube. Revejo-me na valorização dada às Modalidades, no aumento de exigência e ambição competitiva do Futebol Profissional, na concretização do projeto do Pavilhão João Rocha, na atenção aos Núcleos, na dinamização dos Associados e Adeptos. E revejo-me na capacidade demonstrada nos primeiros anos de presidência de convocar os Sócios a participar na vida do nosso Clube. Infelizmente, os acontecimentos dos últimos meses sublinharam a faceta autocrática e sectária do Dr. Bruno de Carvalho, tornando impossível a minha permanência sob pena de faltar ao meu superior dever de Lealdade para com o Sporting. No momento em que se produzem sucessivos episódios desviantes deste nosso Património comum, faço questão de ficar completamente livre para participar numa solução de governação do SCP que respeite os princípios democráticos, éticos e competitivos que marcam a nossa História. Esta minha demissão não deve, pois, ser vista como um afastamento da Vida do SCP. Constitui, na realidade, um primeiro passo para liderar uma solução de Direção do nosso Clube que seja convergente com o nosso desígnio histórico, respeitando os nossos fins, os nossos valores, a nossa identidade, visando a harmonia entre associados e a projeção ambiciosa no futuro que todos queremos. Viva o Sporting Clube de Portugal.

Uma publicação partilhada por Frederico Varandas (@frederico_varandas) a

 

Coragem e determinação do Dr. Frederico Varandas que, espero, consiga constituir uma lista orientada pelos valores enunciados, com um programa ambicioso e de acordo com aquilo que são os pergaminhos do nosso Clube.

Merecerá da minha parte toda a atenção.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil