Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

SPORTING CP 2-0 Rio Ave: Bo joga muito

Depois da derrota no Dragão, o jogo de ontem concluía um ciclo infernal de quatro jogos em apenas onze dias. 

O Sporting não só saiu vivo deste ciclo como o superou, terminando com uma exibição bem acima das minhas expectativas.

Bom futebol, oportunidades de golo, Gelson a "decidir mal", Bas Dost aos abraços, o regresso de Piccini à titularidade, a estreia de Wendel, a homenagem a Peyroteo e uma noite quase perfeita, mesmo que tenham faltado alguns golos para a abrilhantar ainda mais e fazer justiça aos números do homenageado.

 

Depois do desgaste dos jogos anteriores, dos baixos níveis de intensidade e das exibições menos convincentes, não era expectável um jogo com futebol tão fluído e agradável.

O Sporting fez questão de terminar este ciclo competitivo da melhor forma, com uma vitória, a décima segunda em casa e a oitava consecutiva sem sofrer qualquer golo no Estádio José Alvalade.

 

Gelson Martins foi o melhor elemento em campo, marcando o décimo segundo golo da temporada e assistindo Bas Dost para o 2-0, naquele que foi o décimo passe para golo da época (nove deles entre campeonato e Champions - 6+3). O excelente registo do extremo formado no Sporting não só supera os anteriores como tem a relevância de ser averbado quase sempre em jogos com o resultado tangencial ou em aberto.

Depois do penalti falhado na República Checa, Dost voltou aos golos, embora numa noite menos eficaz que o normal (pela primeira vez esta época a sua eficácia está abaixo dos 40%).

Saúdo efusivamente o regresso de Piccini, satisfeito com a paragem que se avizinha, que certamente o beneficiará. A segurança e qualidade que dá ao nosso sector recuado e à lateral direita, mais especificamente, é inigualável por qualquer outro que faça aquela posição.

Exibições de luxo também de Bruno Fernandes, William Carvalho e Fábio Coentrão, numa noite em que ninguém jogou mal.

Mais uma bonita homenagem ao maior goleador de todos os tempos e uns minutinhos e o carinho das bancadas para o estreante Wendel.

 

Que ninguém se magoe nas selecções e que os que cá ficam se mantenham focados no trabalho e determinados a enfrentar mais um duro ciclo competitivo, que se iniciará em Braga, no dia 31.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Bas vs Dost

2017/18: 33 Jogos / 2659 Minutos / 69 remates / 27 Golos / 1 golo a cada 98.48 minutos / 39.13% de aproveitamento


2016/17: 33 Jogos / 2830 Minutos / 88 remates / 29 Golos / 1 golo a cada 97.58 minutos / 32.95% de aproveitamento

 

Por uma questão de rigor, dado que não existem dados estatísticos detalhados nos jogos das taças, não vou incluir os jogos da taça de Portugal e taça da liga no comparativo.

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil