Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Hoje joga o Sporting

É redundante dizer que o jogo de hoje é importantíssimo, decisivo ou determinante. Todos são e não há forma de fugir a isso.

Sabendo nós aquilo que tem sido um passado recente com ausência de conquistas e várias épocas de "quase", é inevitável que olhemos para cada jogo como determinante na luta pelo título.

Não podemos falhar. Teremos de vacilar menos que os rivais e, para isso, temos de vencer.

 

O Portimonense é uma das boas equipas da nossa Liga. Os algarvios deram a Vítor Oliveira um projecto de 1ª Liga e não um bilhete de ida e volta, rumo ao escalão de onde vieram.

A capacidade financeira e a facilidade em apetrechar a equipa graças a Theodoro Fonseca, empresário brasileiro (representante de Hulk) e investidor na SAD do Portimonense permitiu à equipa do experiente Vítor Oliveira juntar um grupo de qualidade, jovem e ambicioso.

Jogadores como Paulinho, Fabrício, Nakajima, Dener, Pedro Sá ou Possignolo, aliados à experiência de Ricardo Pessoa, Rúben Fernandes e Ricardo Ferreira dão ao treinador português garantias de poder jogar bom futebol, não esquecendo o quão importante tem sido Oriol Rosell, jogador emprestado pelo Sporting e um verdadeiro pêndulo defensivo com capacidade para construir e dar jogo de qualidade aos mais criativos.

 

Rosell não poderá ser utilizado hoje e o quinto melhor ataque da Liga apresentar-se-á em Alvalade desfalcado de um jogador importante mas certamente hiper-motivado a fazer aquilo que já fez no Dragão; complicar a vida a um grande. Recordo que dos sete golos sofridos pelos dragões nas competições nacionais, quatro foram marcados pelo Portimonense, que colocou à prova a defesa menos batida de Portugal.

No entanto, no pólo oposto, aparece alguma permeabilidade defensiva, resultante de uma equipa que nem sempre consegue balancear a capacidade ofensiva com a segurança defensiva.

O Portimonense é um dos melhores ataque da Liga mas também uma das piores defesas. Apenas quatro equipas sofrem mais golos no nosso campeonato e é em fazer abanar a estrutura defensiva dos algarvios que acho que Jesus centrou a estratégia para este jogo.

Um jogador como Daniel Podence será fundamental para forçar a entrada no último terço dos de Portimão, talvez até partindo das alas, que é onde acho que mais rende.

 

Na Liga o Portimonense ainda não venceu fora mas não perde à três saídas consecutivas, sendo que apenas não marcou golos em Vila do Conde e no Estoril.

Há que estar atento, fazer um jogo defensivamente irrepreensível, vigiar Paulinho e ser agressivo na recuperação da bola e consequente ataque à baliza de Ricardo Ferreira, um guarda-redes algo inseguro e talvez um dos pontos mais débeis deste Portimonense.

 

Sendo que jogamos antes dos rivais, há que ganhar e colocar pressão sobre eles.

Vamos, Sporting!

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil