Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Hoje joga-se o dérbi de todas as paixões

Às 19:30h joga-se, no pavilhão da Luz, o jogo que encerra a 7ª jornada do campeonato andebol 1.

O rival soma vitórias em cada um dos seis jogos disputados, sendo que já venceu em dois pavilhões complicados (Águas Santas e Avanca) e já venceu a casa o Porto e o Madeira SAD (duas equipas que estarão certamente na fase de apuramento do campeão).

A equipa liderada por Carlos Resende venceu todos os jogos por margem igual ou superior a dois golos, sinal de que está confiante, coesa e a praticar um andebol seguro e de qualidade.

 

O Sporting leva neste momento praticamente o dobro dos jogos do rival e tem sofrido com isso, com várias lesões em jogadores importantes.

Mas nada disso serve de desculpa. Dérbi é dérbi e é para ganhar, como já o disseram jogadores e treinador.

 

O jogo de hoje pode quebrar a invencibilidade do rival e deixar o Sporting na liderança do campeonato, mesmo que com um jogo a mais do que a concorrência directa pelo título.

Espero um bom jogo, intenso e com duelos fortes e, claro, que consigamos juntar mais três pontos à nossa conta pessoal.

Força, Sporting!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Juventus 2-1 SPORTING CP: Continua a faltar-nos um danoninho

Custa perder assim. Mais uma vez batemo-nos de igual para igual com um dos gigantes da Europa e, mais uma vez, não ganhámos.

Começo por dizer que a excelente actuação do árbitro em todo o encontro, onde apenas faltou admoestar Cuadrado, não merecia dez minutos finais desastrados.

Há falta sobre Bruno Fernandes no lance do 2-1 e, no último lance do encontro, Cuadrado faz penalti sobre João Palhinha que lhe poderia custar um segundo amarelo, caso tivesse já visto o primeiro.

 

Feita esta importante ressalva, destaco mais um jogo muito competente do Sporting. Jesus estudou bem a Juve e a nossa equipa soube condicionar o jogo dos italianos, conseguindo em algumas ocasiões colocá-los em dificuldades na defesa.

 

Bruno Fernandes foi aquele que mostrou mais personalidade e que mais tentou colocar em dificuldades o último reduto transalpino. Piccini fez uma exibição táctica e tecnicamente perfeita. 

Pena que Jesus se tenha precipitado na saída de Fábio Coentrão. Bem sei que o motivo dado na conferência de imprensa foi físico mas o lateral esquerdo parecia estar em boa condição para terminar o encontro.

Acabou por ser Jonathan, devido ao mau posicionamento, a falhar na marcação a Mandzukic, num lance em que o tal bloqueio a Bruno Fernandes lhe retirou capacidade para parar Douglas Costa.

 

No geral, o Sporting fez um bom jogo e nada há a apontar aos jogadores ou ao treinador.

Com estas equipas os pequenos erros pagam-se caros. Marcámos porque provocámos o erro. Sofremos porque errámos.

 

Agora é tempo de mudar o foco para o nosso campeonato, onde os moldes do próximo jogo nada têm a ver com este. Há que assumir o jogo 90 minutos e ser mais acutilante e objectivo no ataque.

Num momento em que Gelson Martins parece menos fulgurante, acho que usar Podence na ala contrária pode também atenuar algumas lacunas ofensivas de Acuña que, embora seja exímio a guardar a bola e um excelente complemento defensivo ao lateral, revela algumas dificuldades em enfrentar o opositor directo em situações ofensivas.

Luís Castro virá a Alvalade sem Domingos Duarte e Matheus Pereira e também temos de saber aproveitar isso.

 

Nota final para o arrepiante minuto em memória das vítimas dos incêndios em Portugal. O Estádio da Juventus é um dos estádios melhor apetrechados em termos técnicos para acrescentar algo ao espectáculo que é um jogo de futebol e aquele minuto foi marcante.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil