Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Eu sou JJ

Já expliquei na publicação anterior algumas das opções que tomaria para hoje. Este seria o meu onze:

11.png

PEDRO SILVA - Por mim teria dispensado a vinda de Salin, embora compreenda a segurança que é ter um guarda-redes experiente pronto para qualquer eventualidade. No entanto, se sempre tivesse sido assim, não tínhamos Patrício. Confio em Pedro Silva e, entre ele e Luís Maximiano está o próximo "Rui Patrício".

 

RISTOVSKI - Piccini precisa de descansar e é a melhor altura para ver o que pode valer Ristovski.

 

TOBIAS e ANDRÉ PINTO - Simples gestão de esforço da dupla titular e, em simultâneo, uma oportunidade para ambos mostrarem serviço.

 

JONATHAN - O argentino vai fazer muitos minutos este ano. A gestão da condição física de Coentrão nestes primeiros meses terá de ser criteriosa se o queremos na melhor forma na fase decisiva da temporada.

 

PETROVIC - É, salvas a devidas distâncias, o mais parecido que temos com William Carvalho. Embora William esteja mais "folgado" que os demais habituais titulares, faz sentido dar confiança a outros.

 

PALHINHA - Seria Mattheus Oliveira aquele que, naturalmente, faria parelha com Petrovic ou Palhinha mas, dado que as opções para o apoio ao avançado são Alan Ruiz, Podence e Gelson Dala, acho mais seguro ter Palhinha como homem do trabalho sujo, deixando a construção ofensiva mais a cargo do sérvio.

 

IURI MEDEIROS - Nem há necessidade de justificar. Foi titular no último jogo, esteve bem e merece voltar a jogar.

 

BRUNO CÉSAR - Podia escolher um jogador mais vertical ou virtuoso mas o brasileiro seria importante na ajuda a Jonathan e no equilíbrio do meio-campo. É a melhor escolha para o lugar.

 

GELSON DALA - Se Podence não viesse de lesão, seria ele o escolhido. Assim, guardava o "rato atómico" (sem ofensa) para a segunda parte e dava uma oportunidade a Dala.

 

DOUMBIA - Mais um caso em que se nota uma opção natural. Vai repartir muitos minutos com Dost e este jogo é para ele.

 

Correndo tudo bem, teríamos no banco Podence, Alan e Mattheus para entrar, poupando assim a utilização de Mathieu, Acuña e Battaglia, que também estão entre os convocados (o que resta é Salin, o outro guarda-redes).

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Este é daqueles jogos em que não sabemos bem com o que contar. Com um onze previsivelmente diferente do habitual, há sempre a possibilidade de, no meio dos que querem mostrar serviço, haja alguém desmotivado ou claramente fora de ritmo. Isso pode afectar a prestação colectiva mas há atenuante do adversário também poder vir a apresentar alterações ao seu onze base.

 

Independentemente do onze, há sempre a obrigação de procurar a vitória do primeiro ao último minuto e, embora o Sporting assuma vontade de conquistar a Taça da Liga (CTT), esta será sempre uma competição que a maioria dos adeptos do Sporting encarará com alguma "ligeireza". Em caso de sucesso, "porreiro" mas, a haver insucesso, que seja nesta competição.

 

Jesus certamente aproveitará para testar outros jogadores, que terão um misto de oportunidade e de presente envenenado, pois não é fácil mostrar serviço num onze sem rotinas. Claro que eles treinam juntos e prepararam o jogo mas não é a mesma coisa que ter já um conjunto de jogos competitivos para criar automatismos.

 

A qualificação para a final-four é para decidir nos próximos dois meses (a segunda jornada joga-se no final de outubro e a última no final de novembro) e isso significa que parte dos jogadores que alinharão hoje praticamente só terão estes três jogos para mostrar se são opções válidas. A pressão adicional que isso cria não pode nunca ser superior à motivação de defender o Sporting em campo. São jogos bons para aferir o grau de comprometimento das "segundas linhas". Mas acredito que temos um plantel unido, focado nos objectivos colectivos e pronto a dar resposta a qualquer eventualidade.

 

É no centro da defesa que estão as minhas maiores dúvidas. Tobias veio de uma época difícil em que não deu para progredir mas, embora não seja um Rúben Semedo, tem valor. André Pinto ainda terá de responder à exigência de um clube incomparável ao Braga.

No final de contas, se Jesus rodar mesmo toda a equipa, teremos uma defesa com quatro elementos que nunca foram titulares no Sporting, três dos quais a fazer a sua estreia em jogos oficiais.

 

Curioso para ver se Jesus tenta manter a organização ofensiva e opta por Petrovic, mais capaz na construção, ou se dá oportunidade a Palhinha, um elemento mais de combate, que facilitaria a tarefa dos defesas.

Eu não descartaria a opção de jogar com Petrovic e Palhinha, com o segundo mais adiantado, a fazer o trabalho que nas épocas anteriores era Adrien a fazer, sobretudo porque o terceiro elemento do meio provavelmente será Alan Ruiz que, por norma, ajuda menos nas tarefas defensivas. A outra opção à dupla mais defensiva é optar apenas por um, dando o outro lugar do "miolo a Mattheus Oliveira.

Nas alas devem jogar Iuri e Bruno César e na frente Doumbia.

 

Espero que arrumemos a qualificação nos primeiros dois jogos em casa, de preferência com uma diferença de golos que nos deixe confortáveis para "inventar" um pouco mais no último jogo, em Belém.

Gostava de ainda ver jogar Gelson Dala, Pedro Silva e um ou outro elemento da equipa B. Bem sei que não é muito o estilo de Jesus mas, com a qualificação decidida em dois jogos, pode ser que...

 

Seja como for, nada de pôr a carroça à frente dos bois. Para já é só um jogo e três pontos que estão em disputa e estou curioso para ver o que faremos hoje.

 

SPOOOOOOOOOOOOORTING!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil