Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Hóquei posto à prova

Certamente que o calendário da 1ª divisão do campeonato nacional de hóquei em patins não foi "sorteado" assim por acaso.

Começam hoje os embates entre os candidatos ao título. O Sporting recebe o Porto e tentará igualar os dragões na pontuação e aproximar-se de Oliveirense e Benfica, que já venceram ontem.

O Porto era o líder à partida para esta jornada e, de longe, a melhor defesa da prova. O Sporting apenas tropeçou em Barcelos, onde deixou três preciosos pontos.

 

Este campeonato será decidido a quatro, com o Barcelos na rectaguarda a poder afectar directamete o desempenho de qualquer dos candidatos. O Sporting sofreu isso na pele e, para já. só a Oliveirense passou em Barcelos (Porto e Benfica só lá se deslocarão na 2ª volta do campeonato).

Estamos nas últimas cinco jornadas da 1ª volta e, depois deste Sporting-Porto, teremos um Porto-Oliveirense seguido de uma jornada em que os quatro da frente se defrontam (Sporting-Oliveirense e Benfica-Porto). Na penúltima jornada o Benfica desloca-se a Oliveira de Azeméis e na última teremos um derby na Luz (o que significa que fecharemos o campeonato em casa, com o Benfica).

Um "sorteio" claramente condicionado para termos alguma emoção na fase final da temporada. Nada contra, num campeonato onde se continua a resistir ao playoff, ao contrário das restantes ligas europeias.

 

Como já disse acima, defrontaremos a melhor defesa do campeonato e a única equipa sem vitórias tangenciais. O Porto tem "passeado" neste campeonato e só agora terá um verdadeiro teste às suas capacidades. Se os jogos da Liga Europeia servirem de bitola para hoje, o Porto teve dificuldades nos confrontos europeus. Empatou em casa com uma equipa francesa sem grande expressão e venceu com dificuldades o Bassano em Itália.

Defrontaremos hoje a equipa que melhor mescla juventude com experiência e que tem dois dos mais talentosos jovens avançados (um deles formado por nós).

 

Não há dúvidas que será no confronto directo entre as quatro equipas mais fortes que se decidirá o campeonato, facto que confere uma importância ainda maior à fase do campeonato em que agora entramos.

Se entrarmos na segunda volta na frente do campeonato, acredito que chegaremos à fase decisiva da época com as nossas hipóteses aumentadas em relação àquilo que eram as minhas expectativas.

Já fomos a alguns dos pavilhões mais difíceis do campeonato (Valongo, Viana e Barcelos) e isso pode facilitar a nossa tarefa no início da 2ª volta.

 

Para já, concentração máxima no jogo de hoje, que poderá dizer-nos se a Elite Cup vencida no início da época indicia mesmo um Sporting ao mais alto nível, aquele no qual os nossos rivais se encontram.

No ringue, duas equipas com filosofias de jogo semelhantes, que prometem um grande espectáculo de hóquei em patins. Espero que João Pinto não esteja condicionado pela lesão da semana passada pois, para além de ser o nosso capitão, tem uma enorme preponderância no nosso jogo ofensivo, formando com Pedro Gil uma dupla temível.

O pavilhão de Alverca estará cheio e efusivo no apoio aos rapazes de verde-e-branco.

 

Que seja o início de algo muito bonito.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

SPORTING CP 2-0 Vitória: Correu tudo tão bem que até a chuva deu tréguas

Um dia de dilúvio em Lisboa, que parou para o Sporting jogar, nunca poderia terminar mal. 

Os adeptos agradeceram a São Pedro e os jogadores agradeceram aos adeptos, presenteando quem esteve no Estádio ou viu pela TV com uma exibição de qualidade enquanto foi preciso.

 

No final do primeiro tempo o resultado peca por escasso. Por culpa de Bruno Varela e de Rui Costa. O guarda-redes do Vitória porque antes dos trinta segundos já tinha negado o primeiro golo e o árbitro da partida porque anulou a Bas Dost um golo perfeitamente legal.

Na segunda parte, jogámos o suficiente para manter o adversário sob controlo e até para avolumar o resultado, algo que acabou por não acontecer.

 

Não vi o jogo com a atenção que desejava e não tive tempo para rever, por isso, do que observei com mais atenção, vi sobretudo um Gelson que mete respeito aos melhores laterais do Mundo e que nada fica a dever aos melhores na sua posição. O miúdo é "top" e um caso sério de maturidade precoce, inteligência e controlo emocional.

Mais um jogador de classe Mundial formado em Alcochete, não tenho dúvidas disso. Em jogos como este, em que os melhores laterais do Mundo nem estão presentes, é dar-lhe a bola que o miúdo resolve. 4 passes para ocasião (quase sempre flagrantes), 100% de acerto nos cruzamentos e uma assistência (já leva 6 na Liga, onde lidera este dado estatístico) dizem bem do perigo que representa.

 

O mais importante foi assegurado. Três pontos que nos levarão à Luz com a possibilidade de passar para a frente da classificação, sabendo que o único resultado a evitar é a derrota, porque nos afasta do lugar mais importante.

Agora, venham os polacos, espero que assegurando a presença na Liga Europa.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal