Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Hoje joga o Sporting

Casa cheia em Alvalade, provavelmente a maior enchente de sempre. Adeptos de todas as partes do globo fizeram questão de estar presentes. Afinal, não é todos os dias que, simultaneamente, se recebem o campeão europeu e o melhor jogador do Mundo que, por acaso, foi formado no nosso Clube.

É a segunda vez que Cristiano Ronaldo regressa a casa e a quarta que encontra o Sporting depois de ter saído, em agosto de 2003. Marcou sempre e, com isso, foi sempre decisivo nas nossas derrotas. Sem ressentimentos mas, desta vez, embora volte a ser bem recebido, espero que seja dos piores em campo. Muito do nosso sucesso logo à noite estará dependente de uma noite desinspirada do melhor português de sempre.

Quanto a uma presumível homenagem, não me choca. Não é todos os dias que vemos o símbolo maior da nossa formação voltar a casa. Uma pessoa que sempre nos elogia, nos reconhece e nos demonstra carinho, não vejo mal nenhum que seja reconhecida por tudo o que indirectamente traz de retorno à marca Sporting e à sua Academia por este Mundo fora.

 

Quanto ao jogo, com Adrien de volta e aparentemente em forma, estamos em condições de lutar de igual para igual pelos três pontos, tal como fizemos em Madrid.

Sabendo que ao Real basta um ponto para selar o apuramento, espero os merengues mais expectantes, na tentativa de explorar o contra-ataque onde costumam ser letais. O controlo da profundidade por parte do quarteto defensivo será a chave para o sucesso do nosso plano defensivo.

Ofensivamente teremos de arriscar, na tentativa de desequilibrar a defensiva madrilena, sabendo que será necessário variar o centro de jogo de forma rápida, explorando sempre que possível o espaço entre os laterais e os centrais.

Gelson, Bryan, Adrien e Bruno César serão as chaves do sucesso da estratégia que acho que Jorge Jesus delineou para o jogo de hoje. O condicionamento de todo o jogo a meio-campo do Real será fundamental para criar esses desequilíbrios, fazendo com que errem o mais perto possível da sua área.

Claro que, sabendo da dificuldade da tarefa, é bom que tenhamos em mente que, na impossibilidade de alcançar os três pontos, um garante praticamente a continuidade nas competições europeias (caso o Legia não surpreenda em Dortmund, claro).

 

Curioso para sentir o ambiente de um estádio cheio "que nem um ovo" e expectante numa vitória que garanta o terceiro lugar, deixando tudo em aberto para a sexta e última jornada.

 

SPOOOOOOOOOOOOORTING!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Dia de assegurar a qualificação

Só há seis equipas sem derrotas na fase de grupos da Youth League e nós somos uma delas. Apenas um grupo conta com duas equipas nesta condição (o nosso) e somos a única equipa portuguesa que ainda não teve o amargo sabor da derrota (embora não sejamos a que mais pontuou - Porto).

 

Hoje, frente ao Real Madrid, podemos assegurar a passagem à fase seguinte da Youth League, "cheirando" assim a liderança do grupo, que pode ficar a apenas um ponto.

Fomos até ao momento a única equipa a roubar pontos aos espanhóis e podemos não só aproximar-nos deles como garantir vantagem no confronto directo, que pode mesmo ser decisivo para o fecho das contas do grupo.

 

É natural que Tiago Fernandes não abdique dos 3 sub-21 que pode chamar para ajudar a equipa de sub-19. As escolhas têm caído sobre Bubacar Djaló (3 jogos), Pedro Silva (2 jogos) e Pedro Empis (1 jogo) e é provável que seja este o trio a voltar a ajudar a nossa equipa de juniores, depois de terem sido muito importantes na Alemanha.

 

Como vem sendo habitual, mais uma vez, os holofotes estarão em cima de Pedro Marques e muitos dos problemas ofensivos poderão mesmo ser resolvidos por ele mas são vários os jogadores que me têm enchido as medidas, não só nesta competição mas em toda a temporada. 

No sector defensivo, Pedro Silva, João Ricciuli e Abdu Conté. O Sporting apresentou três duplas de centrais diferentes nos jogos anteriores e Ricciuli é o único denominador comum em todas elas. Abdu Conté é um lateral de grande qualidade mas já mostrou grande competência como defesa-central, algo cada vez mais raro nos jogadores de hoje. Pedro Silva é um guarda-redes de grande qualidade que tem crescido imenso desde a sua integração da equipa B, onde poderá cometer os erros que Rui Patrício teve de dar na equipa principal.

No meio-campo a qualidade é tanta que quase me vejo forçado a nomear todos. Bubacar é fortíssimo defensivamente, tanto no posicionamento como nos duelos, Enquanto têm frescura física, Bruno Paz e Pedro Ferreira chamam a si quase todas as responsabilidades do jogo e Daniel Bragança e Miguel Luís emprestam ao jogo uma disponibilidade física e mental impressionante, juntando a isto uma meia-distância interessante, sobretudo o segundo.

Na frente, temos um matador e dois agitadores, um deles com um faro pelo golo assinalável. Pedro Marques é o "matador", Elves Baldé o agitador e Rafael Leão a arma-secreta.

 

Pelas suas características e por ser um jogador que entusiasma, tanto a partir da ala como num sistema de dois avançados, confesso especial atenção da minha parte em Rafael Leão. Não é dos mais falados mas parece-me dos que mais potencial apresenta. Estampa física, velocidade, técnica e boa finalização, tanto pelo ar como pelo chão. "Afinado", pode vir a ser "máquina".

 

Só a vitória interessa, mesmo sabendo que o empate nos coloca igualmente na fase seguinte da competição. O jogo é às 13 horas, na Academia, com transmissão em directo na SportTV 1.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal