Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Volta a Portugal - Prólogo

Mesmo com um ligeiro problema na desmultiplicação das mudanças, ainda nos primeiros metros, Rinaldo Nocentini conseguiu um resultado no top 10 e foi o melhor leão na estrada, ao nível dos candidatos à vitória final.

 

Segue a classificação deste prólogo:

 

1º Rafel Reis (W52/FC Porto) - 4.42.881
9º RINALDO NOCENTINI (SPORTING/TAVIRA) - 4.49.127
13º JESUS EZQUERRA (SPORTING/TAVIRA) - 4.51.397
21º HUGO SABIDO (SPORTING/TAVIRA) - 4.53.836
31º MARIO GONZALEZ (SPORTING/TAVIRA) - 4.56.332
58º DAVID DE LA FUENTE (SPORTING/TAVIRA) - 5.01.795
70º VALTER PEREIRA (SPORTING/TAVIRA) - 5.04.268
130º ÓSCAR BREA (SPORTING/TAVIRA) - 5.21.290
131º DAVID LIVRAMENTO (SPORTING/TAVIRA) - 5.21.955

 

Amanhã há mais.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Hoje há Volta

Suplemento Volta 1.png

Aproveito a capa do Suplemento do Jornal Sporting da semana passada alusivo à Volta a Portugal para introduzir o post, pois é impossível não ligar este regresso do Sporting (aliado ao Clube Ciclismo de Tavira) ao ciclismo com aquele que é o maior símbolo da modalidade em Portugal e um dos maiores do nosso Clube.

Acredito que a aura de Agostinho nos ajudará a ser bem sucedidos na prova mais importante da época, tal como já o foi na prova a que dá nome e onde Nocentini mostrou, há menos de um mês, que está num bom momento de forma. 

Seria extraordinário que, daqui a dez dias, pudéssemos estar felizes e a dedicar uma vitória individual na Volta ao grande Joaquim Agostinho.

 

Seguindo para o mais importante, deixo-vos os nomes e principais características dos convocados para a Volta a Portugal:

Rinaldo Nocentini

O chefe-de-fila verde e branco é italiano, tem 38 anos e conta com uma vasta experiência internacional, onde se destacam os oito dias que liderou o Tour, em 2009. Ao serviço dos leões, o seu ponto alto foi a vitória no Troféu Joaquim Agostinho, onde mostrou estar em boa forma.

David Livramento

Ciclista algarvio, com 32 anos, está no mundo do ciclismo há cerca de 20. É um bom trepador e já faz parte da equipa de Tavira há vários anos, tendo tido sempre um papel importante nas equipas de que fez parte.

Valter Pereira

Mais um dos portugueses da equipa, natural de Tavira, tem 26 anos e prevê-se que seja mais um dos apoios fulcrais para Nocentini na alta montanha. Venceu em 2004 a classificação da montanha na Volta ao Algarve.

Mario González

Com 24 anos, é um dos mais jovens leões na Volta a Portugal. O espanhol destaca-se no contra-relógio, como comprova a vitória no Campeonato de Espanha Sub-23 em 2011.

Jesús Ezquerra

O espanhol de 25 anos foi um dos que mais se destacou no início da época, ficando perto da vitória na Volta ao Alentejo. No passado esteve na Leopard-Treck e na Active-Jet, sendo campeão da Cantábria em Sub-23 e ganhando a Volta a Palencia.

Hugo Sabido

Um dos elementos mais experientes da equipa, o ciclista português chegou a Tavira depois de lá ter iniciado a carreira. Com 36 anos, conta com uma vasta experiência, elevada soma de vitórias em competições nacionais e promete ser uma excelente ajuda ao chefe-de-fila.

Óscar Brea

A par de Mario González, é o mais jovem da equipa. Com 24 anos, destaca-se no contra-relógio, tendo vencido por duas vezes o campeonato espanhol de sub-23 da especialidade, e seis vezes o campeonato de contra-relógio da Galiza.

David de la Fuente

Mais um ciclista muito experiente. O espanhol de 35 anos foi, a par de Jesus Ezquerra, dos que mais se destacou ao longo da época, tendo discutido várias provas até final. Em 2006 foi 2º na classificação da Montanha no Tour, venceu também o prémio da combatividade e espera-se que seja mais uma importante ajuda para Nocentini no sobe e desce por este Portugal fora.

 

Vidal Fitas, o director desportivo da equipa, revelou já que se sente alguma ansiedade pelo início da competição e que a forma actual de Nocentini e restante equipa augura uma grande Volta a Portugal para a equipa do Sporting / Tavira.

 

Deixo-vos os gráficos de altimetria das etapas que compõem a Volta deste ano, que me parece ter um traçado benéfico para o nosso líder:

Suplemento Volta 2.png

Suplemento Volta 3.png

Suplemento Volta 4.png

Suplemento Volta 5.png

Que rodem as bicicletas e se vejam muitas bandeiras e cachecóis nas estradas de Portugal ao longo dos próximos 10 dias.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Bom teste em Espanha

Mais uma vez a vitória esbarrou no poste da baliza adversária. Não sendo o mais importante, o troféu ficou em Espanha, após derrota nas penalidades. A quem não viu, o empate a zero pode dar a entender um enfadonho jogo de pré-temporada mas não foi isso que se verificou em Badajoz, entre Sporting e Villarreal.

 

O jogo deu os mesmos sinais positivos que o anterior, frente ao Lyon, embora a segurança defensiva tenha tido momentos de menor fulgor, em muito devido às mexidas na defesa e ao tampão que Petrovic ainda não consegue ser.

 

A primeira parte não foi muito bem jogada de ambas as partes mas foram do Villarreal os sinais mais positivos. Felizmente, Azbe Jug mostrou que está ali por algum motivo e terá calado alguns que nas últimas semana o têm dado como dispensável.

As mexidas à entrada para o 2º tempo, aliadas à entrada de João Palhinha, ainda na 1ª parte, para o lugar do 'tocado' Petrovic, deram maior estabilidade à defesa e profundidade e acutilância ao ataque.

 

Mesmo com um relvado péssimo, foram boas as combinações ofensivas demonstradas. Tendo que individualizar um pouco, destaco hoje os miúdos que, na minha opinião, mostraram que estão ali para somar e não para fazer número.

 

João Palhinha, Iuri Medeiros, Daniel Podence e Matheus Pereira mostraram qualidade para ajudar (e muito) nesta época e, sobretudo os três recém-chegados, mostram já uma maior desenvoltura e um acelerado nível de conhecimento do modelo de jogo. Não é fácil para jogadores que vêm de outro contexto apreenderem conceitos com a complexidade dos que Jorge Jesus implementa nas suas equipas.

 

Palhinha apresenta níveis físicos superiores a Petrovic e isso permite-lhe ser mais efectivo defensivamente. Ofensivamente, tendo limitações, senti-o mais confiante para arriscar no passe e vir buscar a bola no meio dos centrais, como tantas vezes vemos William fazer. Palhinha está a crescer e alegra-me a forte possibilidade de o ver a titular no próximo sábado em Alvalade.

 

Iuri tem demonstrado um crescimento defensivo incrível para alguém a quem nunca foi pedido para defender. Miguel Leal soube cultivar em Iuri a necessidade de participar no momento defensivo e Jorge Jesus tem em mão o papel de o desenvolver, aumentando nele os níveis de concentração. Ainda são alguns os momentos em que se sente que não lhe são naturais as movimentações defensivas mas, com o tempo, tudo será mais fácil. O foco nas tarefas defensivas tem feito com que o açoriano não tenha dado tanto nas vistas como muitos esperavam mas, um olhar mais atento detecta no seu momento ofensivo as mesmas qualidades de sempre. Grande capacidade de passe que, com o tempo, se fará notar ainda mais. Iuri será, entre todos os extremos jovens, aquele que mais determinante será a contornar os 'autocarros' da nossa Liga. Podem escrever isto.

 

Podence arrisca-se a começar a época como titular. A ausência de Slimani do primeiro jogo e o bom entendimento revelado com Alan Ruiz (que qualidade tem o argentino) podem colocá-lo na pole position. Tem pecado apenas por excesso de entrega (normal em quem quer mostrar serviço na primeira oportunidade) que, por vezes, lhe retira esclarecimento. Com o tempo pode revelar-se num jogador importante, embora ache que vá ser mais difícil do que muitos esperam a sua afirmação na equipa principal.

 

Matheus é um caso diferente destes três. Tem já um conhecimento total do modelo de jogo e só precisa de mais minutos. Veremos se os terá esta época.

 

Espero agora ansioso pelo próximo sábado, onde farei a estreia desta época em nossa casa.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal