Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

O que andam eles a fazer?

JUNYA TANAKA (Kashiwa Reysol) - 1987-07-15 (28 anos) - Avançado / Ponta-de-Lança

Contrato (Junho 2019) Cl. Rescisão 60M€

11/06/2016 (J-League) - KASHIWA REYSOL - Vegalta Sendai (0-2) Suplente, Tanaka só foi chamado aos 72', já depois do adversário ter feito o 0-2. Os 20 minutos em campo foram insuficientes para reparar os estragos.
1º Golo 2º Golo

18/06/2016 (J-League) - Nagoya Grampus - KASHIWA REYSOL (1-1) Sentindo que era preciso mudar algo para inverter a tendência negativa dos resultados, o treinador do Kashiwa promoveu Tanaka à titularidade. Colocado em campo como 2º avançado, o jogador do Sporting até nem fez um mau jogo mas quando, aos 63', o Kashiwa já perdia, acabou por ser ele a sair.
Resumo do Jogo

Jogos - 17

Minutos - 912

Golos - 3

Assistências - 1

Classificação - 7º na J-League / 4º no Grupo B da Nabisco Cup

 * * *

SAMBINHA (New England Revolution) - 1992-09-23 (23 anos) - Defesa Central

Contrato (Junho 2018) Cl. Rescisão 45M€

16/06/2016 (Taça Abertura) - Carolina RailHawks - NEW ENGLAND REVOLUTION (0-1) Sambinha não saiu do banco de suplentes.
Resumo do Jogo

16/06/2016 (MLS) - Vancouver Whitecaps - NEW ENGLAND REVOLUTION (1-2) Sambinha voltou a não sair do banco de suplentes.
Resumo do Jogo

Jogos - 2

Minutos - 91

Golos - 0

Assistências - 0

Classificação - 6º na Conferência Este da MLS / Nos oitavos-de-final da Taça de Abertura

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Resultados de domingo

FUTSAL

SENIORES

Benfica 1-2 SPORTING CP

SPORTING É CAMPEÃO NACIONAL DE FUTSAL

 

FUTEBOL

INFANTIS SUB-13 (TORNEIO INTERNACIONAL NICE)

3º lugar

INFANTIS SUB-13 (TORNEIO CESAZ)

(1/4 final) SPORTING CP 3-1 Anadia

(1/2 final) SPORTING CP 2-0 Oliveirense

(Final) SPORTING CP 5-0 Avanca

Rodrigo Ribeiro (melhor jogador)

INFANTIS SUB-13 (TORNEIO INTERNACIONAL MARINHAS)

SPORTING CP 8-0 Porriño Ind. FC

(Final) SPORTING CP 3-0 Benfica

BENJAMINS SUB-11 (PRIOLO CUP - AÇORES)

SPORTING CP 10-0 Bota-Fogo

SPORTING CP 4-1 Barreiro

(1/2 final) SPORTING CP 4-1 Santa Clara

(Final) SPORTING CP 1-2 Benfica

BENJAMINS SUB-10 (PIRATES CUP)

(Final) SPORTING CP 3-2 FC Guia

TRAQUINAS SUB-9 (TORNEIO CESAZ)

(1/2 final) SPORTING CP 2-0 Benfica

(Final) SPORTING CP 13-0 Coimbrões

Afonso Moço (melhor jogador escalão e de todo o torneio)

Nuno Maravilha (melhor guarda-redes)

TRAQUINAS SUB-9 (PIRATES CUP)

SPORTING CP 8-0 FC Guia

SPORTING CP 8-1 FC Ferreiras

Sporting venceu o torneio

 

TRAQUINAS SUB-8 (TORNEIO CESAZ)

(1/2 final) SPORTING CP 2-5 Benfica

 

HÓQUEI EM PATINS

JUNIORES

OC Barcelos 7-6 SPORTING CP

Sporting passa para 2º lugar, a 3 pontos do Barcelos.

 

CICLISMO (8º MEMORIAL BRUNO NEVES - 3ª ETAPA TAÇA PORTUGAL)

SENIORES

SPORTING / TAVIRA ficou no 6º lugar da geral colectiva

GERAL INDIVIDUAL

1º Angel Rebollido (W52 / FC Porto) 3:31:24 horas

10º DAVID LIVRAMENTO (SPORTING / TAVIRA) +3'49''

23º VALTER PEREIRA (SPORTING / TAVIRA) +10'42''

30º JÚLIO GONÇALVES (SPORTING / TAVIRA) +11'45''

44º OSCAR BREA (SPORTING / TAVIRA) +16'43''

48º RAFAEL LOURENÇO (SPORTING / TAVIRA) +16'43''

51º SHAUN NICK BESTER (SPORTING / TAVIRA) +16'43''

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Jogo 4: Eu quero o Sporting campeão

Sim, pode acabar hoje. A fantástica época da nossa equipa sénior de futsal pode hoje terminar em glória com uma vitória no pavilhão da Luz.

 

O adversário entrará pressionado pela necessidade imperiosa de vencer e, sobretudo nos primeiros minutos do jogo, isso jogará a nosso favor. É nesse período que devemos arriscar e assaltar a baliza de Juanjo para marcar primeiro. Um golo nos primeiros minutos seria um duro golpe na moral dos encarnados.

 

Seja como for, espera-se um jogo idêntico aos três anteriores. Tenso, equilibrado e em que, mais uma vez, serão os detalhes a fazer a diferença. Jogar com o estado emocional do adversário e manter o nosso equilibrado é meio caminho para festejar em casa do rival pela 3ª vez, desde que o título se decide nos playoff.

 

Força leões! Eu acredito!

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Resultados de sábado

FUTEBOL

JUVENIS

SPORTING CP 2-0 Porto

INFANTIS SUB-13 (TORNEIO INTERNACIONAL NICE)

SPORTING CP 5-0 FC Air bel

SPORTING CP 3-0 Montet Bornala

SPORTING CP 8-0 FC Mougins

SPORTING CP 1-2 OGC Nice

INFANTIS SUB-13 (TORNEIO CESAZ)

SPORTING CP 3-0 Lixa

SPORTING CP 7-0 Rio Tinto

SPORTING CP 3-0 Anadia

INFANTIS SUB-13 (TORNEIO INTERNACIONAL MARINHAS)

SPORTING CP 2-1 Braga

SPORTING CP 1-1 Porto

BENJAMINS SUB-11 (PRIOLO CUP - AÇORES)

SPORTING CP 4-0 U. Micaelense

SPORTING CP 10-0 CD Santo António

SPORTING CP 11-0 Criamar

SPORTING CP 12-0 ACF Pauleta

SPORTING CP 4-0 GD São Roque

BENJAMINS SUB-10 (PIRATES CUP)

SPORTING CP 1-2 FC Guia

SPORTING CP 17-0 Odiáxere

SPORTING CP 12-0 Quarteirense

TRAQUINAS SUB-9 (TORNEIO CESAZ)

SPORTING CP 22-0 Anadia

SPORTING CP 18-0 Cucujães

SPORTING CP 22-0 Fermedo

TRAQUINAS SUB-9 (PIRATES CUP)

SPORTING CP 4-1 Louletano

SPORTING CP 13-0 Armacenenses

SPORTING CP 3-0 Montenegro

TRAQUINAS SUB-8 (TORNEIO CESAZ)

SPORTING CP 29-0 Cesarense

SPORTING CP 3-2 Ol. Bairro

SPORTING CP 25-0 Castelo Maia

 

FUTEBOL DE PRAIA

SENIORES

Leixões 1-6 SPORTING CP

 

FUTSAL

JUNIORES

SPORTING CP 8-0 Caxinas

SPORTING É TRI-CAMPEÃO NACIONAL

BENJAMINS (TORNEIO DE AZEITÃO)

 (Final) SPORTING CP 2-0 Benfica

 

HÓQUEI EM PATINS

SENIORES (1/2 FINAL DA TAÇA PORTUGAL)

SPORTING CP 3-7 Benfica

 

CICLISMO

SENIORES (2ª PROVA TAÇA DE PORTUGAL - 6º TROFÉU CONCELHIO)

SPORTING / TAVIRA - 4º NA GERAL POR EQUIPAS

GERAL INDIVIDUAL 

1º Juan Martin (W52 / FC Porto) 3:39:16 horas

5º DAVID LIVRAMENTO (SPORTING / TAVIRA) +00'02''

9º VALTER PEREIRA (SPORTING / TAVIRA) +00'34''

25º JÚLIO GONÇALVES (SPORTING / TAVIRA) +06'54''

39º SHAUN NICK BESTER (SPORTING / TAVIRA) +09'48''

50º ÓSCAR BREA (SPORTING / TAVIRA) +12'38''

GERAL MONTANHA

1º VALTER PEREIRA (SPORTING / TAVIRA) 14 pontos

GERAL JUVENTUDE

5º JÚLIO GONÇALVES (SPORTING / TAVIRA)

 

TRIATLO

CAMPEONATO DA EUROPA SUB-23 (SPRINT)

27º HELENA CARVALHO

 

GOALBALL

SENIORES

SPORTING CP 10-0 CAC (falta de comparência)

SPORTING CP 16-6 Castelo da Maia GC

SPORTING CP 18-8 UCAS

SPORTING É O NOVO CAMPEÃO NACIONAL

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

 

 

 

 

O derby da Taça

Em dois anos, dois títulos...um deles internacional. O projecto desportivo que visa devolver o Sporting à elite do hóquei em patins Mundial continua o seu caminho.

 

Não foi uma época que tenha correspondido às elevadas expectativas mas é impossível dizer que foi uma má temporada.

Começámos por vencer a Supertaça, chegámos à final-four da Taça CERS (que não conseguimos revalidar), assegurámos a presença na próxima Liga Europeia (a Champions do hóquei) e temos agora a possibilidade de terminar como começámos...com um título, que seria o terceiro em 2 anos, desde o regresso oficial da modalidade ao Clube.

 

A equipa de Nuno Lopes, já bem diferente daquela que atingiu os restantes objectivos acima mencionados, parte como underdog para esta final-four. Tendo em conta as circunstâncias, somos mesmo os menos favoritos e os que, teoricamente, integram o jogo com maior desequilíbrio entre os intervenientes.

Não só vamos defrontar o campeão nacional e europeu como o faremos sem 4 dos jogadores que fizeram parte do plantel desta época (Ricardo Figueira, Tiago Losna, Cacau e Luís Viana).

Restam André Centeno, Tuco, Poka e João Pinto, ladeados por Girão e Zé Diogo, a que se juntam atletas da equipa de juniores, que acumulam a disputa pelo título nacional do seu escalão com a ajuda à equipa sénior.

 

Não se antevê um jogo fácil, onde se prevê ainda o cansaço acumulado pelo maior período em jogo das peças principais. Mas nós nem nos damos mal com este 'estatuto'. A baixa expectativa relativamente à nossa prestação e o nível baixo a que o rival tem jogado após atingir os principais objectivos da época, podem jogar a nosso favor.

É acreditar na surpresa, defender em bloco, com espírito de sacrifício e jogar tudo no contra-ataque, onde até os mais jovens podem fazer a diferença, dada a motivação de estar presente em tão importante fase da competição.

 

O Sporting não vence a taça de Portugal à 16 anos e, depois de quebrar os jejuns da Taça CERS e da Supertaça, talvez possamos matar mais um borrego. Para já, temos pela frente um dos grandes, antes da final de domingo.

 

Força, Sporting!

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

A tradição ainda é o que era

Tinha aludindo ontem à história para dar o mote para o jogo 3 da final do playoff da Liga SportZone de futsal...bateu tudo certo.

Pela terceira vez o jogo 3 (primeiro da série em casa do rival) voltou a dar vitória aos rapazes de verde-e-branco.

Cumpra-se a tradição na totalidade e domingo será mesmo o último jogo. Se não se cumprir, há histórias diferentes por escrever.

 

O jogo nem começou bem. O Benfica entrou mais forte e agressivo (abusando menos da agressividade, relativamente ao jogo anterior) mas, sobretudo mais seguro. Melhor no ataque organizado e mais coeso na defesa, algo completamente anormal, tendo em conta o modelo de jogo de ambas as equipas.

O empate registado ao intervalo teve mérito (mais uma jogada de laboratório) mas também aquela pontinha de sorte que acompanha os campeões. Até ali, o resultado era melhor que a exibição, mesmo que a superioridade do adversário não tenha sido mais do que mínima. Sobretudo, fomos nós que acusámos um pouco o peso do jogo.

O empate, no momento em que apareceu, foi o melhor que nos podia ter acontecido.

 

Nem entrámos muito bem na 2ª parte mas o talento de Merlim teve o condão de estabilizar os níveis emocionais da equipa e devolver a confiança e segurança no nosso jogo. O golo logo no reinicio do jogo foi um tónico extra, algo que só uma reviravolta num jogo complicado e equilibrado tem a capacidade de dar.

A partir daqui sentiu-se uma mudança de atitude na equipa. Mais confiante, segura, autoritária e perigosa. Foram nossas as melhores oportunidades da 2ª parte e, não fosse Junjo, o resultado ter-se-ia avolumado.

 

Entrados nos minutos finais, chegou a hora de puxar pela união, coesão e entreajuda de todos. Excelentes a defender o 5x4 do rival, fomos felizes como eles já haviam sido em nossa casa. Pelo mesmo resultado e num jogo igualmente equilibrado.

Domingo há mais um jogo e só há uma certeza. O Benfica não sairá desse jogo campeão.

Eu acredito que pode acabar já. Temos qualidade para isso e merecemos ser felizes.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Vamos ao Jogo 3

Com a final empatada a 1, é imperioso para qualquer das equipas vencer este jogo. Será o jogo mais tenso entre os jogados até agora e aquele em que o factor emocional pesará mais.

A nós, interessa-nos manter a concentração no limite e aguentar as provocações e a violência que já começaram no jogo 2, em Odivelas.

Depois, será fundamental a eficácia. Coesão a defender e acutilância a atacar.

A manter-se a tradição em finais a 5 jogos, este é nosso.

Sempre que começámos uma final à melhor de 5 em casa (duas vezes), vencemos o primeiro jogo, perdemos o segundo e ganhamos o terceiro.

Que a tradição se mantenha.

SPOOOOOOOOOOORTING!

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Que dizer da selecção?

Já aqui o disse há uns meses...os interesses instalados nas selecções nacionais (na nossa é bem evidente) retiram algum do interesse dos adeptos.

Há algum tempo que não sofro, vibro e me entusiasmo com a equipa de "todos nós" que, na realidade, é a equipa do Jorge Mendes e da sua teia de interesses.

 

Evitei falar da selecção durante a preparação do Euro porque os sinais estavam lá todos. Sinais que indiciavam que algo poderia não correr tão bem como se esperava.

 

Ontem tentei contrariar o sentimento de indiferença que há muito me assalta. Acordei e vesti a camisola de Portugal...a de 2000, do tempo em que a selecção mexia comigo. Queria muito tentar fazer voltar o entusiasmo pela equipa das quinas.

Ignorei os sinais dados pelo onze escolhido por Fernando Santos e tentei...tentei ver o jogo com o coração, apenas no apoio à selecção.

 

Mas o raio dos sinais continuavam lá e a ingenuidade de outros tempos já não mora em mim. Mesmo com a vantagem ao intervalo (justa, diga-se), vários eram os indicadores de que algo podia não correr bem.

A Islândia já tinha ameaçado no início do jogo e era previsível que o pudesse voltar a fazer.

 

Aconteceu...e aconteceu num lance em que acontece o mais improvável. Um cruzamento que sai do lado esquerdo, onde Portugal tem clara superioridade numérica mas evidente falta de concentração, coordenação e intensidade defensiva. Desde Danilo, a André Gomes, passando por Pepe e Vieirinha...são tantos os erros que até dá pena.

Foi a machadada na minha tentativa de viver o espírito de uma nação. 

A incapacidade de Fernando Santos em ler o jogo e mexer convenientemente na equipa começou a criar em mim um sentimento de revolta e injustiça.

 

Vou dar ao engenheiro a possibilidade de emendar a mão no segundo jogo, até porque o apuramento está claramente ao nosso alcance e dependente apenas da nossa competência.

Depois volto a abordar o tema.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Rescaldo da época do ténis de mesa

São 5 os principais nomes que devemos enaltecer...o treinador, Chen Shi Chao e os jogadores, Diogo Chen, Bode Abiodun, Aruna Quadri e João Sedúvem.

O último título datava de 2011/12 e o Sporting havia disputado (embora perdendo) os seguintes. Este ano, a contratação de Aruna Quadri (nº 37 do ranking mundial e ex-jogador do Toledos, dos Açores) veio subir o nosso nível.

Investimos, passamos a ser mais competitivos e apostámos na formação. Diogo Chen e João Sedúvem são 'produtos' da nossa formação e, juntando Bode Adiodun, que tem muitos anos de Sporting, juntou-se assim o grupo perfeito para atacar o título.

Não só disputamos títulos como os vencemos...a todos. Depois da Supertaça, ganha ao Toledos (campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal do ano anterior), veio o campeonato (ganho ao Juncal) e a Taça de Portugal (levando de vencido o Benfica por claros 3-0).

Um 'triplete' que aumenta a responsabilidade para a próxima época e que fará com que siga com atenção a prestação dos dois nigerianos nos Jogos Olímpicos.

Parabéns a todos!

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Foi nos detalhes

O Benfica foi mais concentrado, mais agressivo (às vezes em excesso e com alguma passividade da equipa de arbitragem), mais eficaz e, no final, empatou com justiça a final do playoff da Liga SportZone de futsal.

A entrada forte do adversário surpreendeu-nos e colocou-nos em posição de maior expectativa. Não fomos tão seguros a assumir o domínio do encontro nem tão assertivos a construir o nosso jogo. Mesmo assim, foi sempre um jogo de equilíbrio embora, como já esperava, o adversário tenha criado mais perigo que no primeiro jogo.

 

Demérito nosso, porque falhámos a mais clara oportunidade de golo da 1ª parte. Mérito do adversário, que acabou por chegar ao golo, dando-nos a provar do veneno que havíamos oferecido na tarde anterior. O golo surge de um lançamento lateral onde nos atrasámos a sair ao homem da bola que remata colocado e nos colocava pela primeira vez em desvantagem nesta final. 

 

Num grande lance de Merlim, Cavinato empata o jogo que chegaria assim ao intervalo. Resultado perfeitamente ajustado ao rendimento de ambas as equipas.

 

A segunda parte voltou a surgir com a mesma toada. Oportunidades em ambas as balizas e com o Sporting a demonstrar uma maior fragilidade defensiva, em contraste com a união e coesão do dia anterior. As oportunidades sucediam-se e foi uma questão de tempo até o Benfica voltar a adiantar-se. Boa desmarcação de Ré, atraso no acompanhamento da nossa marcação e estava criado o desequilíbrio. Mérito para o adversário e uma pontinha de sorte (que já tinha dito ser necessária nestes jogos) no ressalto.

 

Logo a seguir, não empatámos porque fomos nós a defender o próprio remate. Cavinato, em cima da linha de golo, tira o golo saído dos pés de Fortino. A sorte não estava connosco e nem no 5x4 fizemos a diferença, aí muito mais por mérito de Juanjo que apareceu finalmente (e infelizmente) nesta final.

 

Bom jogo de futsal, final empatada e vamos para a Luz como começámos...iguais. Será mais um bom jogo de futsal, voltará a não ser fundamental o factor casa e voltaremos a ser excelentes no apoio à equipa. Seremos menos mas pereceremos mais.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

O primeiro já está

A vitória de ontem foi categórica. 3-0, nos detalhes, tal como havia previsto.

Claro que a diferença entre as equipas não foi tão acentuada como o resultado demonstra mas a nossa abordagem, concentração, entreajuda, rigor e eficácia roçaram a perfeição.

 

Naturalmente, são os jogadores que resolvem mas muito do mérito vai também para Nuno Dias. Surpreendeu nas bolas paradas, colocando na quadra, por vezes, os mais improváveis, de modo a surpreender o adversário.

Para além disso, a equipa esteve praticamente irrepreensível em termos defensivos. Concentração máxima, coberturas perfeitas e ocupação de espaços brilhante. Não se viu uma hesitação em trocas de marcação. Confiança total entre os jogadores e competência, muita competência.

 

A eficácia na finalização foi fundamental para desmoralizar o adversário, facto bem demonstrado quando, com pouco mais de 7 minutos para jogar, Joel Rocha nem o 5x4 arriscou. Quando o fez, já com menos de 5 minutos por jogar, a convicção era pouca e a qualidade também. O Sporting contrariou muito bem a inferioridade numérica e teve mesmo a melhor oportunidade para marcar.

 

Hoje é outro jogo. O de ontem já passou. Há que ter a mesma competência de ontem para colocar a final em 2-0 pois, se falharmos nos detalhes, podemos ser penalizados com uma derrota, mais não seja porque as individualidades do Benfica não vão estar sempre tão apagadas como ontem.

Seja como for, segue mais um dado estatístico: entre Sporting e Benfica, a equipa que venceu o 1º jogo foi sempre campeã nacional. Esperemos que a tradição se mantenha.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Sporting vs Benfica: Os Playoff

Um Sporting - Benfica é jogo de tripla. Passamos a vida a ouvir isto. A verdade é que não é apenas uma frase feita ou um lugar comum...muito menos no futsal.

 

No campeonato nacional da 1ª divisão (hoje Liga SportZone) são 60 os jogos entre ambos. 30 deles em playoff, 27 dos quais em finais. 22 vitórias, 14 empates e 22 derrotas. 173 golos marcados para ambos os lados. Não há favoritos em jogo nenhum, nem o factor casa se revela determinante.

 

Em 8 finais discutidas nos playoff, temos 4 títulos nacionais para cada lado. Nos 30 jogos em playoff (3 em meias-finais e 27 em finais) a sorte sorriu-nos 16 vezes e 14 ao rival (15-12, se contarmos apenas as finais). Perdemos em casa mais do que ganhamos e o oposto acontece fora. É impossível prever o que acontecerá nos próximos 3 jogos, que podem vir a ser 5.

 

Só por duas vezes a final se discutiu na 'negra' e sempre que isso aconteceu, perdemos. Só uma vez uma final à melhor de 5 jogos acabou ao fim de 3 e fomos nós que vencemos. Desde que há playoff, o Sporting só venceu a fase regular 4 vezes (contabilizando já a deste ano) e nas três anteriores acabou sempre campeão nos playoff.

 

Há dois jogos que o Sporting não vence o Benfica em playoff (a pior série de sempre, igualada por outras 3 ocasiões). A melhor série leonina foram 5 vitórias consecutivas (4 delas fora de casa).

 

Seja como for, vencer os 2 jogos em casa será meio caminho andado para recuperar o título nacional, colocando toda a pressão em cima do adversário, mesmo sabendo que nunca a equipa que iniciou em casa a final a 5 jogos, venceu ambos.

 

Tal como disse Nuno Dias, esta semana, na antevisão aos jogos 1 e 2, não há segredos. As equipas conhecem-se profundamente, tanto em termos colectivos, como individuais. Serão os detalhes e a sorte a resolver o resto. Sobretudo, é importante que os jogadores saibam manter o equilíbrio emocional pois, muitas vezes, são as questões mentais e não as tecnico/tácticas que resolvem este tipo de jogos.

 

Seguem as estatísticas:

Playoff SCP vs SLB.png

Playoff SCP vs SLB 1.png

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Missão cumprida

Não me perdoaria se chegasse ao dia de hoje e não tivesse o orgulho e a consciência tranquila de ver o meu nome eternizado.

Quando a 18 de maio de 2015 fiz o meu donativo, só pensei em ajudar ao sonho de termos, finalmente, um pavilhão nosso.

Hoje, cumprida a missão por mais de 22 mil Sportinguistas, o orgulho é ainda maior.

Com a obra a crescer a olhos vistos e cada vez mais próxima de, efectivamente, ser a nossa nova casa das modalidades, agradeço a todos vós, que acreditaram nos nossos atletas e dirigentes de todas as modalidades e lhes deram a oportunidade de ter, finalmente, uma casa que possam dizer sua - e que também será nossa.

Naturalmente, o maior agradecimento vai para toda a estrutura directiva e, em última instância, para o Presidente Bruno de Carvalho que prometeu, pediu ajuda e vai cumprir mais uma promessa.

Só espero ter a sorte de ser um dos felizardos a estar na inauguração.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil