Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Venha a Polónia

Só agora tive tempo para me debruçar sobre o apuramento da selecção portuguesa para os quartos-de-final do Euro. O onze apresentado por Fernando Santos aumentou ligeiramente o meu entusiasmo em torno do jogo com a Croácia, sobretudo por me parecer que aumentava as nossas hipóteses de fazer boa figura.

Fui dos que muito criticou as opções e a qualidade de jogo da nossa selecção nos primeiros três jogos, onde uma prestação miserável e uma sorte dos diabos nos colocou na fase a eliminar.

 

Se acho que podíamos  e devíamos jogar melhor na fase de grupos, sobretudo porque aumentaria o entusiasmo dos portugueses e o respeito por parte dos adversários, não alinho no 'coro' que insiste num estilo de jogo tendencialmente ofensivo e de ataque continuado nesta fase do campeonato da Europa.

É uma fase a eliminar e o mínimo erro pode ser fatal. A verdade é que, como 'outsiders' que somos (mesmo tendo tido a sorte de calhar no lado 'bom' da tabela de acesso à grande final) não acho que encarar os jogos como uma equipa super-favorita nos beneficie.

 

Especificamente, este jogo com a Croácia exigia uma grande capacidade de anular as individualidades croatas (sobretudo Modric e Rakitic). Só assim se anulariam as possibilidades de Mandzukic receber jogo em condições e a eficácia desta estratégia reduziria em muito as possibilidades de sucesso do adversário.

Achei a estratégia adequada para um jogo em que o que queríamos era passar uma eliminatória. 

No entanto, questiono (mais uma vez) a utilização de André Gomes de início. Num jogo em que pretendíamos fazer 'mossa' em ataque rápido, rapidez (de execução e de movimentos) é tudo o que Gomes não tem e eu teria usado Quaresma, Éder (recuando Nani) ou Renato Sanches de início.

 

Compreendo aqueles que gostavam de ver um estilo de jogo mais apelativo, mais apoiado e menos de 'equilíbrios' e transições mas acho a estratégia adequada àquilo que são as características da nossa equipa. Não somos uma Alemanha (quanto a mim, a principal favorita) e nem o facto de termos entre nós o melhor do Mundo nos dá conforto suficiente para atacar durante a maior parte do tempo (até porque Ronaldo, na posição em que está a jogar, vai sempre precisar de metros entre a última linha defensiva e a baliza).

 

Neste jogo em específico, as equipas anularam-se. O jogo disputou-se a meio campo e houveram duas oportunidades claras de golo, ambas no mesmo minuto. Na primeira, Rui Patrício foi gigante e, no contra-ataque (só podia ter sido assim ou de bola parada) marcámos o golo que nos deu a vitória e a passagem.

A saída de Adrien (com o espectro dos penaltis a pairar) para a entrada de Danilo (nem William nem o próprio Danilo se dão bem com alguém ao lado) não fez qualquer sentido e desequilibrou o nosso 'miolo'. Eu nem teria gastado a terceira substituição, a não ser para queimar tempo, no caso do resultado nos ser favorável, como acabou por ser, mas...com Fernando Santos é de esperar sempre algo à 'grega'.

Embora algo aborrecido, achei o jogo tacticamente interessante de seguir. Os nossos centrais e os médios foram excelentes e determinantes para o cumprimento do plano de jogo.

 

Frente à Polónia, acho que uma estratégia idêntica nos poderá beneficiar, desta vez com Nani no lugar de André Gomes, entrando Éder para a frente de ataque e libertando mais Ronaldo para jogar de frente para a baliza. Éder servirá para fixar os centrais e funcionar como 'pivot' para CR7 ser mais influente no nosso jogo. Os polacos são um adversário colectivamente ao nosso nível e com algumas individualidades com bastante valor. É repetir a receita e tentar marcar mais cedo, sabendo que temos o joker cigano no banco.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Resultados do fim-de-semana

FUTEBOL

JUVENIS

SPORTING CP 3-0 Braga

Espreitem o post d'O Artista do Dia para ver os golos

 

FUTSAL

JUNIORES FEMININOS

Rest. Avintenses 1-5 SPORTING CP

SPORTING CP 4-7 Benfica

Nun'Álvares 6-6 SPORTING CP

O Sporting ficou em 3º na fase final

JUVENIS

SPORTING CP 4-3 Caxinas

São João 1-4 SPORTING CP

SPORTING CP 3-2 Benfica

O Sporting é tetra-campeão nacional

 

HÓQUEI EM PATINS

JUNIORES

SPORTING CP 7-2 Porto

O Sporting mantêm-se no 3º lugar, em igualdade pontual com o 2º (Benfica) e a 3 pontos do líder, OC Barcelos

 

CANOAGEM

EMANUEL SILVA - CAMPEONATOS DA EUROPA DE VELOCIDADE

K2 1000m qual. - 2º (apurado para a 1/2 final)

K2 1000m 1/2 final - 5º (apurado para a final B)

K2 1000m final B - 1º

K4 1000m qual. - 3º (apurado final A)

K4 1000m final A - 4º

K2 500m - 3º (apurado final A)

K2 500m - 6º

Em preparação para os Jogos Olímpicos, Emanuel Silva ter-se-á apresentado num pico mais baixo de forma.

 

CICLISMO

CAMPEONATOS NACIONAIS DE ESTRADA SUB-23 - CONTRA-RELÓGIO INDIVIDUAL

RAFAEL LOURENÇO - 12º, a 3'05'' do vencedor

CAMPEONATOS NACIONAIS DE ESTRADA SUB-23 - PROVA EM LINHA

JÚLIO GONÇALVES - 4º, a 0'34'' do vencedor

RAFAEL LOURENÇO - 17º, a uma volta do vencedor

CAMPEONATOS NACIONAIS DE ESTRADA ELITE - CONTRA-RELÓGIO INDIVIDUAL

HUGO SABIDO - 8º, a 3'35'' do vencedor

CAMPEONATOS NACIONAIS DE ESTRADA ELITE - PROVA EM LINHA

DAVID LIVRAMENTO - 13º, a 8'39'' do vencedor

VALTER PEREIRA - 40º, a uma volta do vencedor

LUÍS FERNANDES - 41º, a uma volta do vencedor

HUGO SABIDO - 42º, a uma volta do vencedor

 

ATLETISMO

CAMPEONATOS DE PORTUGAL E CAMPEONATO NACIONAL DE SUB-23

MASCULINO

EDUARDO MBENGANI (5000m) - 1º (14:13.74m)

JOÃO VIEIRA (10km marcha) - 1º (41:24.07m)

SANDY MARTINS (800m) - 1º (1:52.07m)

DAVID LIMA (200m) - 1º (20.88s)

FEMININO

VÂNIA SILVA (Lançamento do martelo) - 1º (57.35m)

PATRÍCIA MAMONA (Triplo salto) - 1º (14.53m)

CÁTIA AZEVEDO (400m) - 1º (52.96s)

IRINA RODRIGUES (Lançamento do disco) - 1º (61.03m)

LORENE BAZOLO (100m) - 1º (11.40s)

LORENE BAZOLO (200m) - 1º (23.86s)

VERA BARBOSA (400m barreiras) - 1º (57.70s)

SALOMÉ AFONSO (800m) - 1º (2:10.81m)

OLÍMPIA BARBOSA (100m barreiras) - 1º (13.46s)

MARTA ONOFRE (Salto com vara) - 1º (4.38m - Recorde dos campeonatos)

ANABELA NETO (Salto em altura) - 1º (1.74m)

15 campeões nacionais, entre muitos pódios que podem consultar aqui

 

TRIATLO

TRIATLO DE CAMINHA - CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES

GERAL

CARLOS DA CRUZ - 15º, na geral e 3º, no escalão V1 (5:11.20h)

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal