Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

O verdadeiro folclore

Confesso, achava que os incentivos financeiros a outras equipas eram legais e só recentemente me deparei com uma alínea nos regulamentos que o pune.

Não acho o acto corrupto mas, visto que viola os regulamentos, acredito que o Sporting não o tenha praticado.

Porque há anos que pugnamos pela verdade desportiva, pelo cumprimento dos regulamentos e, inclusive, já denunciámos más práticas por parte do rival.

Porém, um incentivo financeiro a cada equipa que jogue com o Benfica parece-me das poucas coisas que levará a que Marítimo ou Nacional se transcendam. Não porque não tenham qualidade para o fazer sem os tais incentivos mas porque tem sido prática comum o condicionamento dos adversários por parte do Benfica.

Ora são bancadas compradas acima do preço de custo dos bilhetes, compra de passes e direitos de preferência sobre adversários em vésperas dos jogos, condicionamento de jogadores e castigos cirúrgicos de forma atempada...

Num campeonato viciado desde o início, um incentivo a quem retire pontos ao Benfica parecia-me lógico e completamente aceitável.

A partir do momento em que é irregular, espero que não tenham acontecido e nunca venham a acontecer.

Tudo isto será então uma enorme cortina de fumo, um tapar do sol com a peneira, atirando para casa dos outros práticas comuns noutras bandas. O verdadeiro folclore.

Por outro lado, é uma forma de criar ruído, num momento em que já se preparam as festas do título com empresas e pessoal contratado para o efeito.

A festa está marcada.png

Por estes motivos e mais alguns, vejo-nos apenas a adiar a festa o mais que possamos, vencendo os nossos jogos e terminando com brio e qualidade este campeonato onde, indiscutivelmente fomos os melhores. Enchamos Alvalade e não paremos a Onda Verde. Os nossos merecem-no.

Para terminar...recordo-me de, há tempos, Bruno de Carvalho ter dito que o jogo de bastidores era muito pior e mais sujo do que imaginamos e, não sendo eu ninguém, desafio o Presidente a denunciar todas as manobras que se praticam na porcaria que é o nosso futebol.

Isto se estiver de mãos lavadas, como acho que está. Até porque espero que não andemos a denunciar más práticas enquanto nos deixamos contagiar por elas.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

 

O paramédico

Eu, que tantas vezes dei por mim a defender a nossa equipa de andebol, os jogadores e até (embora menos) o treinador, lá terei de guardar a minha viola no saco.

Não há desculpas para o que aconteceu ontem, tal como o que já havia acontecido no jogo 4.

Não estaremos na final do campeonato nacional por culpa própria. Porque nos comportamos como um paramédico quando devíamos ter sido um serial-killer.

Bem sei que não são conceitos antagónicos mas podiam ser...

O paramédico está sempre pronto a salvar a vítima. O serial-killer não perdoa e não descansa enquanto esta não parar de respirar.

Usarei uma metáfora para não ser demasiado cáustico na análise.

Foram incontáveis as vezes que o ABC esteve 'morto'. Incontáveis foram também as vezes que o Sporting paramédico se prestou a reanimá-lo.

Como? Falhas técnicas em cascata, precipitações incompreensíveis, falta de organização (sobretudo ofensiva) e um nervosismo que invariavelmente parte do banco quando devia ser quem lá está a controlar as emoções e a meter água na fervura.

Temos um treinador temperamental que parece perder a cabeça em momentos de pressão, ao ponto de nem usar um tempo técnico para corrigir ou alterar nada. Não falou, não corrigiu, não motivou.

A equipa é mais ou menos a mesma do ano anterior. A mesma que discutiu a final do campeonato até ao último segundo.

Espero que os responsáveis tirem as devidas conclusões e projectem a próxima época com o título em mira.

Eu quero um Sporting com killer instinct e não um Sporting 'anjinho'.

 

Sigam o GAG no facebook e no twitter.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal