Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Hoje joga o Sporting

Mais uma final, desta vez jogada em Guimarães. 

Não há volta a dar. Todos os jogos são para encarar como tal. Nada de lugares comuns. Isto tem de ser literal.

Hoje uma final, para a semana outra e assim sucessivamente.

Não será um jogo fácil. Um relvado quase sempre em mau estado (espero que esta trégua que nos deu São Pedro o tenha deixado em condições razoáveis), uma equipa aguerrida, guiada por um público fiel e um árbitro de quem deve sempre desconfiar-se, tendo em conta o histórico deste campeonato.

Como quase sempre, a chave estará na defesa. Sim, porque são as defesas que ganham campeonatos.

Defendendo bem, não sofrendo golos, certamente marcaremos pelo menos um.

É um jogo deste género que espero. Duelos tensos, emoção, muita luta no meio-campo e poucas oportunidades de golo.

Basta que aproveitemos uma e não deixemos que os vimaranenses o façam.

Com Naldo fora dos convocados (talvez guardado para o derby) e Semedo de regresso, tenho algumas dúvidas se Jesus mantém Ewerton no 'onze' ou volta a apostar na dupla Coates / Semedo.

Acredito que Zeegelaar e João Pereira regressem às laterais e que João Mário faça companhia a William no meio.

Resta saber se será Ruiz a apoiar Slimani ou se Jesus continua a confiar em Teo.

Certa é a presença de Slimani na frente de ataque. Mesmo que Jesus quisesse poupar o argelino, não tem alternativa à altura, pelo que vai ser necessário que tenha a contenção demonstrada desde o jogo em Paços de Ferreira.

Naturalmente, e tal como há 14 anos, espero uma vitória e mais três pontos rumo a um título que foge desde esse ano e que parece cada vez mais próximo.

Eu acredito em vocês!

SPOOOOOOOOOORTING! 

Coincidências

Quis o destino que esta jornada 24 se cruzasse com a mesma vigésima quarta de 2001/2002, o ano do nosso último título.

Guimarães, 22 de Fevereiro de 2002. O Sporting, líder do campeonato nacional, deslocava-se à Cidade Berço na tentativa de manter a liderança, presa por apenas um ponto.

Do outro lado, um Vitória com nomes como Pedro Mendes e Nuno Assis com Augusto Inácio na liderança da equipa vimaranense.

O Sporting apresentou-se com Tiago na baliza. A defesa foi composta por Rui Bento, Beto, Phill Babb e Rui Jorge. Facundo Quiroga, Paulo Bento e Hugo Viana formavam o trio de meio-campo, enquanto que a João Pinto, Pedro Barbosa e Mário Jardel, estavam entregues as despesas ofensivas do jogo. Foram ainda utilizados César Prates, Rodrigo Tello e Ricardo Quaresma.

O Sporting dominou praticamente todo o encontro, fez uma primeira parte de bom nível, onde João Pinto viria a marcar aquele que seria o único golo da partida.

Na segunda parte o jogo baixou de intensidade embora o Sporting tenha mantido supremacia. O Vitória praticamente não teve oportunidades de golo e o Sporting saiu de Guimarães com os preciosos 3 pontos.

Seguiu-se empate em casa com o Braga, que o Boavista acompanhou, empatando em casa com o Guimarães.

O Sporting viria a ser campeão a uma jornada do fim, após um empate a duas bolas em Setúbal (o 4º nos últimos 11 jogos).

Disse há uns dias a um amigo que nestas 11 finais teremos de vencer 9 para sermos campeões (em 2001/02, só vencemos 7).

Veremos se conseguimos e se Guimarães à jornada 24 é talismã.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal