Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

SPORTING CP 3-2 Académica: Três preciosos pontos

Assim até sabe melhor!

Que 'eles' fariam tudo para nos travar, nós já sabíamos.

Que nós faríamos tudo para contornar isso e vencer, eu já sabia.

Parece ridículo mas, mais uma vez, tenho uma dezena de colegas de bancada para atestar a minha tranquilidade em todo o jogo.

Sabia que venceríamos, mesmo que Cosme Machado não quisesse (ou mesmo que Cosme Machado fizesse o que lhe ordenaram).

Jesus expulso, uma grande penalidade por assinalar, um golo do adversário em fora-de-jogo...tudo valeu para travar o Sporting!

Mas, em Alvalade, mora um leão de garras afiadas que não vira nunca a cara à luta.

E fomos à luta, todos juntos. A alma de bancada e a nossa extensão em campo.

Mané mostrou que está 'vivo', Adrien voltou a carregar às costas os colegas (e marcou um golaço), João Pereira foi irrepreensível, Ruiz apareceu quando foi preciso e Montero foi decisivo (como eu dizia desde a primeira parte).

A melhor exibição: João Pereira (há 6/7 jogos que está em alta rotação e que são diminutas as suas acções erradas em campo)

O homem do jogo: Fredy Montero (encontrou sempre os espaços que mais ninguém havia descoberto, isolou dois colegas e marcou o golo da vitória)

Não sei o que ainda nos estará reservado até final da época. Não sei o que mais estará preparado para nos travar.

Mas, uma coisa eu sei... Nós estamos cá para lutar. Vamos procurar a felicidade e queremos o Sporting campeão!

Hoje joga o Sporting

Hoje é dia de deixar as polémicas de lado.

Não, não é! Nada mais errado!

Hoje é dia de jogar com as polémicas a nosso favor.

Já não há quem duvide que tudo será feito para nos fragilizar, para nos fazer vacilar ou para nos amedrontar.

O que fazer?

Fácil. Encher Alvalade e mostrar que não temos medo de nada nem ninguém.

Mostrar que estamos juntos, unidos e que nada nos derrubará.

E isto estende-se a quem joga, a quem dirige a equipa, a quem comanda o Clube.

Todos estes ataques servirão para nos unir e motivar ainda mais. Dentro e fora das quatro linhas.

Está na hora de também os jogadores se sentirem. Perceberem que isto é um ataque ao seu profissionalismo, à sua entrega, uma afronta ao seu trabalho diário que muitos se prestam a atirar para o esgoto.

Está na hora dos que entram em campo assumirem as 'dores' do mais fanático dos adeptos e irem à luta como se em cada jogo estivesse em causa o título.

Hoje, um jogo não vale só três pontos. Cada jogo é uma questão de orgulho. 

Cada 90 minutos serão uma nova oportunidade de fazer 'finca-pé' e mostrar que estamos cá para lutar e segurar a liderança até final.

E quando é o orgulho que está em jogo, não se regateiam esforços, não se poupam gotas de suor, não se deixa para amanhã aquilo que só hoje pode ser feito.

Em todos os jogos terá de ser a equipa do sistema que está do outro lado.

Porque são eles quem tudo controla e quem tudo coordena.

Só não coordenam precisamente aquilo que nós podemos dar e podemos fazer.

É aí que temos de nos superar, jogando de raiva mas lúcidos, mostrando que ninguém brinca com o esforço de um leão que só quer ser feliz, lutando com as mesmas armas de todos os outros.

Hoje, é o dia mais importante da época e assim se seguirá em todas as batalhas que nos separam da vitória final.

Não basta dizeres que queres o Sporting campeão! Tens de o demonstrar!

Por isso, não quero ver cadeiras vazias no José Alvalade. Quero 50 mil a ser um só. Quero 11 a lutar por milhões. Quero um Sporting unido, forte e determinado em fazer de cada batalha a última da sua vida.

Só assim seremos felizes e só assim se afronta o sistema.

Eu quero o Sporting campeão e, por isso, hoje eu vou lá estar.

SPOOOOOOOOOOOORTING!

Será possível que alguém não ache isto bom?!

Isto não só elimina quase por completo a suspeição como protege os árbitros de uma forma que, hoje, vemos ser impossível, ao ponto de se fingirem lesões para não apitar jogos.

É urgente que se acelere todo o processo de testes e se valide o mais rapidamente o vídeo-árbitro como um meio oficial de ajuda às equipas de arbitragem.

O futebol agradece e os adeptos também.

Tudo isto porque o Sporting está em 1º

O processo aberto a Islam Slimani, na sequência do lance com Samaris é hediondo, incompreensível, injusto e ilegal.

Passo a explicar:

O conselho de disciplina da secção não profissional da Federação Portuguesa de Futebol, órgão responsável pela abertura do processo de inquérito, fá-lo ignorando os regulamentos e, pior que isso, passando literalmente por cima dos mesmos para, numa tentativa desesperada, prejudicar o Sporting e beneficiar terceiros.

Pelo contrário, o conselho de disciplina da secção profissional da Federação Portuguesa de Futebol resolveu arquivar todas as queixas semelhante apresentadas pelo Sporting relativamente a jogadores do Benfica, parte delas no jogo do campeonato e que, por isso, seriam passíveis de um efectivo processo sumaríssimo (ao contrário do que acontece em jogos da Taça de Portugal).

São estes os senhores em causa que, sem contemplações ou complacência, atropelam regulamentos para servir interesses e mostrando que os órgãos decisórios do futebol português podem, de facto, interferir na verdade desportiva, desvirtuando, enfraquecendo uns e dando força a outros.

Peço a todos os Sportinguistas que não se acobardem, que 'façam barulho', pois o que se tem passado nos últimos anos no futebol português é um literal atropelo da verdade desportiva.

Depois do colinho, sustentado por vouchers com refeições para toda a classe da arbitragem em Portugal, temos, mais uma vez (depois do dolo sem intenção de há dois anos na Taça da Liga), órgãos da FPF a fazer tudo para retirar o Sporting da luta pelos seus objectivos.

Termino com um apelo ainda mais forte para que enchamos mais uma vez Alvalade, mostrando que nada nem ninguém terá força suficiente para travar a força do Sporting, onde interessa, nos estádios deste país e dentro de campo, que é onde se deviam decidir os títulos.

Tecnologia no futebol: Devemos mudar?

Já traduzi algumas vezes artigos de sites ou blog internacionais mas não é o mau forte. O texto é longo mas interessante e fala sobre a temática das novas tecnologias no futebol. É um artigo de opinião e, como tal, vale o que vale.

Pelo menos lá fora falam aberta e seriamente do assunto.

É ver AQUI.

Arouca 0-1 SPORTING CP: salvou-se a vitória numa exibição sonolenta

Confesso que, ao contrário da semana passada, encarei este jogo com serenidade e assumo até que possa ter exagerado um bocadinho após a derrota com o Portimonense.

Este, para além do resultado, não foi muito melhor que o jogo de Portimão.

Para piorar, um relvado impraticável (e depois o nosso é que é mau...), onze jogadores que parecem nunca ter jogado (ou até treinado) juntos, adaptações e testes num onze já de si sem rotinas.

Esperei, pacientemente, 90 minutos de Sporting, mesmo que não desse grande emoção.

Vi o jogo de forma menos emotiva, sabendo de antemão que seria difícil almejar mais do que uma simples vitória, que não atirasse os índices de alguns Sportinguistas novamente para a depressão.

A primeira parte foi fraquíssima. Não fosse aquele 'amorti' de Tanaka para Montero rematar de primeira e diria que parecia uma peladinha entre amigos (onde nenhum deles havia sido profissional de futebol).

Com as alterações ao intervalo, as coisas melhoraram ligeiramente e, ao contrário do que esperava, o 'agitador' foi o Mané e nem tanto o Gelson.

O Paulo Oliveira estava com a mira desalinhada. Mané falhou na cara do redes e Montero também foi tentando.

Acabou por ser Zeegellar a desfazer o empate a zeros, após um livre bem executado por Fredy Montero.

É difícil analisar individualidades num colectivo que não funciona. Uma coisa é analisar a exibição de um jogador integrado no onze habitualmente titular e outra completamente diferente é fazê-lo num jogo como o de ontem.

Posto isto, seguem só uns bitaites.

Jug mostrou segurança e deixou boas indicações. Pode ter futuro no Sporting mesmo que, para já, seja só para jogar as Taças (para o ano há mais...).

Schelotto não me convence de forma alguma e se, no caso de João Pereira, sabia que podia estar tranquilo pois o seu problema era de ritmo, neste caso não tenho as mesmas certezas. Vai continuar a merecer o benefício da dúvida mas duvido muito que me tenha enganado.

Paulo Oliveira estreou-se como capitão e isso é demonstrativo da sua importância e liderança no ceio do grupo. Já vos disse várias vezes quem é o 'patrão' da nossa defesa e Jesus, ao entregar-lhe a braçadeira, confirmou-o. Hoje, mais uma vez, revelou insegurança e desconfiança nos colegas de sector.

Esgaio não é um fora-de-série mas tem aquilo que é mais importante: qualidade técnica, táctica e inteligência. Faz várias posições com a mesma eficácia e não desiludiu no papel habitualmente desempenhado por William Carvalho.

Importantíssimo o jogo de sábado. Se valeu a pena a derrota em Portimão para ver o que se seguiu em Paços de Ferreira, espero o mesmo para este fim-de-semana.

Lá estarei.

Afinal, para que serve a cabecinha desta gente?

A imprensa nacional está tão habituada a não ter de pensar, servindo de veículo a interesses alheios, que nem entendeu a intenção de Jorge Jesus nestas declarações.

Não houve um único meio de comunicação social, escrita ou falada, que não destacasse estas palavras como uma preocupação de Jesus com eventuais saídas face ao assédio aos jogadores do Sporting.
No Sporting, tudo é um problema.
E assim se valorizam activos, num estratégia inteligente de comunicação.
A cabecinha destes tarefeiros só serve para usar o chapéu...ou será um barrete?!

Hoje joga o Sporting

O Arouca já não tem aspirações na Taça da Liga e é provável que Lito "O Mergulhador" Vidigal apresente uma equipa de segundas linhas, afim de poupar alguns jogadores para o campeonato (pena que o Paços faça provavelmente o mesmo e isso aumente as possibilidades do Portimonense pontuar na Capital do Móvel).

No Sporting há uma certeza, confirmada por Jorge Jesus; Paulo Oliveira jogará e será o único dos que foram titulares em Paços de Ferreira a fazê-lo de início.

Assim, é de esperar uma equipa semelhante àquela que jogou em Portimão.

Desde que a atitude competitiva, concentração e determinação sejam diferentes, nada contra.

Depois, é fazer o melhor possível, vencendo por quantos mais melhor e esperar, já agora, que o Paços vença também.

Há que acreditar na passagem às meias-finais. Se não acontecer, paciência.

As novidades são a inclusão na convocatória de 4 jogadores da equipa B: Domingos Duarte, Daniel Podence, Oussmane Dramé e Cristian Ponde.

Gostava de ver Azbe Jug estrear-se na baliza mas acho que vai ser novamente Boeck a jogar.

A defesa deverá incluir os mesmos 3 que acompanharam Paulo Oliveira em Portimão: Schelotto, Ewerton e Zeegelaar.

O meio-campo terá poucas rotinas e aposto em Aquilani e André Martins (com Bruno Paulista lesionado, também não há muitos mais).

Na frente residem as minhas dúvidas e, por isso, mais do que tentar adivinhar, vou dizer o que eu faria. Matheus e Podence nas alas e Tanaka e Montero na frente.

Hoje é um daqueles jogos para ver sem grandes preocupações. Ainda assim, é para ganhar e espero que valha a pena.

SPOOOOOOOOOOOOOORTING!

O que andam eles a fazer?

André Geraldes Belenenses.png

ANDRÉ GERALDES (Belenenses) - 1991-05-02 (24 anos) - Lateral Direito / Esquerdo

Contrato (Junho 2019) Cl. Rescisão 45M€

20/01/2016 (Taça CTT) - Rio Ave - BELENENSES (1-1) Apesar de ter sido convocado, Geraldes não jogou uma partida onde foram dados minutos aos menos utilizados.
Resumo do Jogo

24/01/2016 (Liga NOS) - BELENENSES - Vitória SC (3-3) Geraldes regressou à titularidade sob a direita da defesa e cumpriu. Licá e Otávio deram muito trabalho ao lateral leonino mas, ainda assim, sobrou espaço para algumas incursões cirúrgicas no ataque. Mais um jogo dentro do que lhe é habitual e mais 90 minutos somados à contagem.
(Record) Nota 3/5
(A Bola) Nota 5/10
(O Jogo) Nota 5/10
(Mais Futebol) Nota 2/5
Resumo do Jogo

Jogos - 25

Minutos - 2205

Golos - 0

Assistências - 0

Classificação - 12º na Liga NOS / Eliminado da Liga Europa / Eliminado da Taça de Portugal / 3º na fase de grupos da Taça da Liga (já eliminado)

Heldon Rio Ave.png

HELDON (Rio Ave) - 1988-11-14 (27 anos) - Extremo Direito / Esquerdo

Contrato (Junho 2019) Cl. Rescisão 45M€

20/01/2016 (Taça CTT) - RIO AVE - Belenenses (1-1) Heldon continua lesionado e não foi convocado.
Resumo do Jogo

24/01/2016 (Liga NOS) - Braga - RIO AVE (5-1) Segue o plano de tratamento da lesão muscular de Heldon.
Resumo do Jogo

Jogos - 14

Minutos - 929

Golos - 4

Assistências - 2

Classificação - 7º na Liga NOS / Apurado para os quartos-de-final da Taça de Portugal / 2º na fase de grupos da Taça da Liga

Miguel Lopes Granada.png

MIGUEL LOPES (Granada) - 1986-12-19 (29 anos) - Defesa Direito / Esquerdo

Contrato (Junho 2018)

23/01/2016 (Liga BBVA) - GRANADA - Getafe (3-2) Bom regresso de Miguel Lopes à titularidade. Como habitualmente, jogou sobre a direita do reduto defensivo do Granada. Assistiu para o primeiro golo com um cruzamento muito bem medido, esteve na origem do lance que dá o 2-0 mas quase deitou tudo a perder quando deixou fugir um adversário no lance que repõe a igualdade. Felizmente, Rochina resgatou os três pontos, salvou o treinador (que tinha a cabeça a prémio) e aliviou Miguel Lopes (depois da soneca no lance do empate). Jogou os 90 minutos.
32 passes (81.3% de eficácia) e 6 desarmes/intercepções complementaram bem a assistência, a 2ª desta época.
(Marca) Nota 6.5/10
(As) Nota 1/3
(Who Scored) Nota 7.29/10
Resumo do Jogo

Jogos - 16

Minutos - 1185

Golos - 0

Assistências - 2

Classificação - 16º na Liga BBVA / Quartos-de-Final da Taça do Rey

Simeon Slavchev Apollon Limassol.png

SIMEON SLAVCHEV (Apollon Limassol) - 1993-09-25 (22 anos) - Médio Centro

Contrato (Junho 2019) Cl. Rescisão 45M€

20/01/2016 (Taça de Chipre) - APOLLON LIMASSOL - Ermis (3-1) É impensável ter uma arma no seu arsenal e não a usar. Mais óbvia que a sua falta de ritmo é a sua qualidade. Não teve grande velocidade nas suas acções mas foi sempre rápido a pensar. A análise não é minha e vem apenas corroborar aquilo que tenho dito: Slavchev precisa de minutos de competição consecutivos. Jogou os 90 minutos.
Resumo do Jogo

23/01/2016 (A Kategoria) - Anorthosis - APOLLON LIMASSOL (3-2) Slavchev mereceu a confiança de Pedro Emanuel e manteve a titularidade. As pilhas só duraram 65 minutos mas, enquanto durou, foi o melhor em campo. Bem a fechar o último reduto e a distribuir jogo aos companheiros de ataque, foi de longe o seu melhor jogo pelo Apolllon. Pena que a equipa tenha perdido, depois de ter estado a vencer por 2-0. Slavchev saiu aos 78 minutos, com o jogo empatado. Não faltou alguma polémica no jogo: 2 grandes penalidades mal assinaladas (uma para cada lado). No final, as criticas dos adeptos recaíram mais sobre Pedro Emanuel do que sobre os jogadores.
Resumo do Jogo

Jogos - 16

Minutos - 817

Golos - 2

Assistências - 0

Classificação - 5º na A Kategoria / Eliminado na 3ª pré-eliminatória da Liga Europa / Nos oitavos-de-final da Taça do Chipre

João Palhinha Moreirense.png

JOÃO PALHINHA (Moreirense) - 1995-07-09 (20 anos) - Médio defensivo

Contrato (Junho 2021) Cl. Rescisão 45M€

20/01/2016 (Taça CTT) - MOREIRENSE - Nacional (0-0) Como tem sido habitual nas taças, Miguel Leal abdicou de João Palhinha e poupou-o para o jogo do campeonato.

23/01/2016 (Liga NOS) - MOREIRENSE - Estoril (1-3) Jogo difícil para Palhinha. Cumpriu os serviços mínimos mas não foi além disso, num jogo em que teve na bancada Manuel Fernandes como espectador atento. Infantil, a forma como toda a equipa do Moreirense deixa que o Estoril 'mate' o jogo. Jogou os 90 minutos.
(Record) Nota 2/5
(A Bola) Nota 4/10
(O Jogo) Nota 4/10
(Mais Futebol) Nota 3/5
Resumo do Jogo

Jogos - 16

Minutos - 1311

Golos - 0

Assistências - 0

Classificação - 14º na Liga NOS / Eliminado da Taça de Portugal / 2º na fase de grupos da Taça da Liga

Iuri Medeiros Moreirense.png

IURI MEDEIROS (Moreirense) - 1994-07-10 (21 anos) - Extremo Esquerdo/Direito

Contrato (Junho 2019) Cl. Rescisão 45M€

20/01/2016 (Taça CTT) - MOREIRENSE - Nacional (0-0) Iuri entrou a 17 minutos do final mas, num momento em que a monotonia se havia instalado, não conseguiu fazer a diferença.
(Record) Nota 2/5
(A Bola) Nota 4/10
(O Jogo) Nota 4/10

23/01/2016 (Liga NOS) - MOREIRENSE - Estoril (1-3) Esteve muito previsível e não parecia nos seus dias. O Moreirense sofreu 2 golos nos primeiros 4 minutos do jogo e Miguel Leal, insatisfeito, quis agitar as coisas ainda na 1ª parte. Para isso, sacrificou aquele que tem sido o maior agitador do Moreirense em todo o campeonato. Iuri estava a jogar mal mas...estavam todos. Saiu desagradado com a substituição aos 35 minutos e foi directo para o balneário. Veremos se esta atitude merece reprimenda.
(Record) Nota 1/5
(A Bola) Nota 4/10
(O Jogo) Nota 4/10
(Mais Futebol) Nota 2/5
Resumo do Jogo

Jogos - 20

Minutos - 1318

Golos - 6

Assistências - 5

Classificação - 14º na Liga NOS / Eliminado da Taça de Portugal / 2º na fase de grupos da Taça da Liga

Wallyson Nice.png

WALLYSON (Nice) - 1994-02-16 (21 anos) - Médio Centro / Ofensivo

Contrato (Junho 2021) Cl. Rescisão 45M€

23/01/2016 (Ligue 1) - NICE - Lorient (2-1) Wallyson parece começar a perder espaço e voltou a ficar de fora dos 20 eleitos para o jogo. A situação do brasileiro pode ainda piorar com a chegada de mais um reforço para o meio-campo que de imediato integrou a convocatória. Os destaques do jogo voltaram a ser Ben Arfa e Koziello (este puto tem qualquer coisa especial) e o Nice está em disputa pelo acesso directo à Champions com o Mónaco.
Resumo do Jogo

Jogos - 16

Minutos - 895

Golos - 0

Assistências - 2

Classificação - 3º na Ligue 1 / Eliminado da Taça de França / Eliminado da Taça da Liga

Rúben Semedo Vitória FC.png

RÚBEN SEMEDO (Vitória FC) - 1994-04-04 (21 anos) - Defesa Central / Médio defensivo

Contrato (Junho 2018) Cl. Rescisão 45M€

22/01/2016 (Liga NOS) - VITÓRIA FC - Académica (2-1) Depois de cumprir castigo, Semedo voltou ao centro da defesa e a sua exibição foi praticamente irrepreensível. Imbatível no jogo aéreo, foi forte nos duelos, alguns deles em antecipação. Esteve sempre concentrado, quase marcou e salvou um golo certo que daria o empate em cima do intervalo. Jogou os 90 minutos, foi dos melhores em campo, a ficha disciplinar acabou limpa e Quim Machado afirmou que não esperava perdê-lo nesta janela de mercado. No entanto, pode mesmo ter sido o último jogo pelos sadinos.
(Record) Nota 3/5
(A Bola) Nota 6/10
(O Jogo) Nota 7/10
(Mais Futebol) Nota 4/5
Resumo do Jogo

Jogos - 19

Minutos - 1633

Golos - 0

Assistências - 0

Classificação - 8º na Liga NOS / Eliminado da Taça de Portugal / Eliminado da Taça da Liga

Chaby - U. Madeira.png

FILIPE CHABY (União da Madeira) - 1994-01-22 (22 anos) - Médio Atacante Centro/Direita

Contrato (Junho 2019) Cl. Rescisão 45M€

23/01/2016 (Liga NOS) - UNIÃO DA MADEIRA - Nacional (3-0) O médio foi convocado para a recepção ao Nacional. não saiu do banco de suplentes e voltou esta semana a Alcochete. A União agradeceu, referindo que Chaby estará sempre ligado à subida de divisão da época passada.
Resumo do Jogo

Jogos - 2

Minutos - 97

Golos - 0

Assistências - 0

Há que justificar as capas dos últimos dias

Como diria o outro: "A tragédia, o horror...!" ...a que se juntam uns pozinhos... Jesus está furioso e exige director desportivo. As possíveis saídas assustam o treinador do Sporting.

Calma, malta! Estão só a justificar as encomendas dos últimos dias. Fazia lá sentido dizer que eles iam todos para o Sporting e agora não justificarem mais um "roubo", mesmo depois do empresário de Marega dizer que o Sporting não fez qualquer proposta?!

Quanto ao negócio: 5 milhões por um suplente do Marítimo e uma incógnita?! Grande negócio que nós evitamos.

Talvez Bruno de Carvalho até tenha feito uma proposta...naquela onda da do Mitras.

Paga e não bufa, ó "Bufas".

Corrida para a Bota de Ouro

Para terminar, vamos ver como está o 'top 10' da corrida ao prémio de melhor marcador da Europa 2015/2016.

Slimani está a 10 pontos (5 golos) do líder.

Bota de Ouro.png

Para este prémio, apenas são contabilizados os golos obtidos nas ligas internas.

Entre os melhores da Europa

Hoje o dia é dedicado a Islam Slimani.

Mais uma vez faço uma análise comparativa, desta vez entre os melhores marcadores dos 10 países melhor cotados no ranking da UEFA.

O objectivo é determinar quem precisa de menos minutos para marcar um golo.

Não foram considerados jogadores com utilização diminuta e foram analisados todos os cinco melhores marcadores de cada um dos campeonatos em causa.

Slimani marca a cada 114 minutos.

Benzema aniquila toda a concorrência.

Melhores da Europa.png

Super Slimani

A propósito dos cinco jogos seguidos de Slimani a marcar, resolvi fazer uma retrospectiva deste milénio, afim de ver quantas vezes o feito havia sido repetido.

Com esta, foi a décima vez que um jogador do Sporting marcou em cinco ou mais jogos consecutivos.

Acosta fê-lo uma vez em 1999/2000 (5 jogos / 8 golos).

Jardel fê-lo três vezes em 2001/2002 (7 jogos / 11 golos; 5 jogos / 10 golos; 6 jogos / 10 golos).

Liédson fê-lo quatro vezes. Uma em 2004/2005 (5 jogos / 6 golos), duas em 2006/2007 (ambas de 5 jogos / 6 golos) e uma em 2008/2009 (5 jogos / 5 golos).

van Wolfswinkel fê-lo uma vez em 2011/2012 (5 jogos / 6 golos).

Slimani igualou Acosta, exactamente com o mesmo registo em igual número de jogos.

Embora o tenha feito menos vezes que Liédson, Slimani fê-lo em quantidade nunca atingida pelo "Levezinho".

Slimani é ambicioso, trabalha para a equipa e não duvido que queira ficar na história do Sporting, tanto colectiva como individualmente.

Assim sendo, é colocar o foco naquilo que parecia inatingível a outro jogador que não ao próprio do Super Mário Jardel, estendendo o número de jogos o máximo que consiga até atingir ou ultrapassar a marca do brasileiro: 7 jogos consecutivos a marcar.

Há outros dados curiosos que podem funcionar como motivação extra. Slimani é hoje o 38º melhor marcador de sempre do clube, em igualdade com Ricky van Wolfswinkel (estes são mesmo os únicos entre os 38 primeiros que se mantêm em actividade). 11 golos até ao final da época colocam-no no top 30, em igualdade com o brasileiro Manoel.

Hoje, a minha confiança nas capacidades do argelino é total. Jesus conseguiu potenciá-lo e fazê-lo evoluir para um patamar que julgava impensável. Um post destes demonstra isso mesmo.

Claro que, mais importante que isto, é o Sporting campeão. É isso que, realmente, todos nós queremos, independentemente de quem marca os golos e da quantidade ou frequência com que o faz.

P. Ferreira 1-3 SPORTING CP: Domínio de leão

Estive ansioso durante o dia, o coração bateu mais depressa nos instantes que antecederam o apito inicial mas, de repente, acalmei assim que se deu o pontapé de saída.

É difícil de explicar mas, aos primeiros toques na bola, percebi que era o Sporting mandão que tinha 'aterrado' na Mata Real.

As peças fundamentais da dinâmica ofensiva do Paços foram sempre anuladas, Jota foi tão encostado à linha que quase pareceu sempre fora de campo e Bruno Moreira, embora tenha marcado um (bom) golo, nunca pôde ser o pivot que o ataque do Paços necessitava. Ofensivamente, o Paços não existiu, de tal forma que só aos 71 minutos fez o primeiro remate (totalmente desenquadrado).

Jesus disse-o e eu concordo. Na primeira parte voámos sobre as asas de Adrien. O capitão assumiu sempre as despesas do jogo, tanto ofensiva como defensivamente. Recuperou bolas, circulou jogo e apareceu a rematar.

Os primeiros minutos foram de estudo mútuo, sem arriscar muito e com muitas faltas (sobretudo do Sporting). 

Ao 7º minuto o Sporting pegou no jogo, arrancou quatro boas jogadas (embora nenhuma delas tenha originado situações de finalização) e colocou Paços em sentido.

Eram os avisos para a primeira grande oportunidade. Canto ganho após remate bloqueado de Adrien, Bruno César bate, Naldo desvia e, estorvado, Ruiz acaba por não conseguir empurrar para a baliza.

A pressão do Sporting passou a ser feita à saída da área 'pacence' e restava aos da casa o jogo directo para evitar perder bolas em zona defensiva.

O primeiro desequilíbrio defensivo surge ao minuto 15. Lançamento longo de Jefferson que é bloqueado, o Paços ganha a 2ª bola e lança rapidamente o contra-ataque com os defesas do Sporting a recuar. Acaba por ser Bruno César, em esforço, a evitar uma situação de finalização.

35 minutos e Adrien põe à prova Marafona. Remate de fora da área, de pé esquerdo, defendido para canto.

O primeiro golo surge ao 40º minuto e muito graças a Jefferson. É ele que força o lançamento lateral e o cobra rapidamente para Slimani que, num excelente trabalho, assiste Bruno César para o seu 3º golo em outros tantos jogos. Foi o primeiro golo com participação directa de Slimani em que não foi o próprio a empurrar a bola para a baliza adversária.

A confiança subiu automaticamente e, no minuto seguinte, João Mário começa a abrir o livro e atira com estrondo à barra.

Intervalo e o Sporting voltaria dos balneários com vontade de arrumar a questão.

Num canto, Naldo volta a ganhar nas alturas mas falha o alvo. João Mário já abria espaços de calcanhar (que jogador!).

William estava em dia de voltar a ser Sir e se os jogos se ganham no meio-campo, era impossível não ganhar este.

Adrien volta a testar Marafona, desta vez de livre directo.

Estávamos a menos de meia hora do final e Adrien, quem mais, recupera uma bola de forma fantástica, entrega em João Mário que lança Slimani em profundidade. O argelino fez o resto. Bola na rede, onda verde ao rubro e jogo encaminhado para mais uma vitória do leão.

O Sporting dava-se ao luxo de nem precisar da influência habitual de Ruiz, que fez um dos jogos mais apagados dos últimos tempos.

É já com Gelson e Aquilani em campo (entrados para os lugares de Bruno César e Adrien) que o Paços reduz para 1-2. Num lançamento lateral que parece favorável ao Sporting, a bola é lançada longa para a área e, em dois toques, Bruno Moreira bate Rui Patrício no único remate enquadrado do Paços em todo o jogo.

Nem deu para saborear. No minuto seguinte, num dos vários erros aproveitados por João Mário, este recupera a bola, conduz até à linha de fundo e entrega a Slimani a possibilidade de facturar pela vigésima vez esta época (estava alcançada a marca que sempre duvidei que conseguisse atingir). Hoje, não duvido que o argelino fará mais 10, pelo menos.

Jogo resolvido, controlado até final e ganho com inteira justiça.

Destaques para João Mário, para a dupla William / Adrien, Slimani (obviamente) e João Pereira (de quem não me lembro de uma única acção errada em todo o jogo), num jogo onde ninguém jogou mal e onde a onda verde voltou a mostrar a dimensão do Sporting em Portugal.

A jogar assim, não tenho dúvidas que não perderemos mais pontos do que na 1ª volta. Assim, acredito no título e sim, eu quero o Sporting campeão.

3ª feira há mais e este bom resultado (e exibição) fará com que encaremos o jogo da Taça da Liga de forma mais relaxada (falo dos adeptos, claro!).

Ontem foi dia de papar lampiões

Depois dos juniores terem ganho na Luz por 4-2, foi a vez dos iniciados receberem e vencerem o velho rival por 3-2.

Hoje jogam-se mais dois derbies.

Às 10 da manhã, em andebol (iniciados), em directo na BTV1 (podem ver a seguir a vitória de ontem dos juniores em futsal).

Às 14.30h as nossas leoas do basquetebol tentarão contrariar o favoritismo do rival (em diferido às 18.30h, na BTV1).

Pelo meio, há futebol e futsal para ver na Sporting TV, com destaque para a estreia dos juvenis na 2ª fase do campeonato nacional de futebol.

Confere a agenda completa AQUI.

Pág. 1/4

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal