Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grande Artista e Goleador

Hoje joga o Sporting

 

A lista de convocados não apresenta novidades mas eu dou-vos uma; estou ansioso e nervoso.

De tal forma que não tenho cabeça para escrever nada.

Ir ao Bessa é sempre difícil. É mesmo uma das deslocações mais complicadas para o Sporting.

É daqueles jogos para ganhar na raça, na entrega e de fato de macaco vestido.

Nas bancadas não faltará apoio. Seis / Sete mil leões mostrarão que o Sporting joga sempre em casa.

Vamos lá manter o percurso ascendente. 

SPOOOOOOOOOORTING!

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Como é bom encarar um jogo decisivo de Champions sem a pressão do nosso lado e ainda com ambições a algo mais do que o já almejado.

Já qualificado para a Liga Europa, o Sporting encara o jogo de daqui a pouco com o Barcelona com a serenidade de quem não tem pressão para fazer história, sabendo que pode e tem qualidade para deixar mais alguma coisa para contar daqui a uns anos.

Não dependemos de nós e isso é meio caminho andado para as coisas correrem bem. Basta ver algum do histórico recente para perceber que é quando as probabilidades jogam todas contra nós que mostrámos que as odds não ganham jogos.

 

Mas não sejamos hipócritas, a tarefa é hercúlea. Em 136 jogos em casa para a Champions / Taça dos Campeões Europeus, o Barça só perdeu 11 vezes em casa. A última equipa a vencer em Camp Nou foi o Bayern de Munique, em Maio de 2013, nas meias-finais da prova que haveria de vencer aos compatriotas do Borussia de Dortmund.

Daí para cá são 21 vitórias e 2 empates em 23 jogos. Só Atlético de Madrid e Juventus conseguiram não sair de Barcelona vergados a uma derrota.

Nos últimos 50 jogos no santuário "blaugrana" só o Rubin Kazan contrariou as probabilidades da forma que nós teremos de fazer. Já lá vão mais de 8 anos e essa vitória não foi suficiente para garantir a passagem aos oitavos-de-final da prova milionária.

 

A eventualidade de uma vitória hoje já seria histórico mas, para passar à fase a eliminar ainda precisamos que a Juventus escorregue na Grécia. 

Ao contrário de Jesus, e apesar dos gregos terem capacidade para, em casa, contrariar o favoritismo dos italianos, não creio que isso aconteça. As grandes equipas não costumam facilitar nos momentos decisivos e, para além disso, a Juve vem habituada a estar nas fases decisivas, onde não falha a presença há três temporadas.

 

Por tudo isto, sendo uma "final", não creio que seja mais importante que a "final" do Bessa onde, aí sim, somos verdadeiros candidatos a algo.

Se quero com isto dizer que hoje é para cumprir calendário? Nunca! Jamais o Sporting pode entrar em campo para cumprir calendário, mesmo que isso seja uma inevitabilidade. É sempre para suar a camisola.

No entanto, hoje eu alterava duas ou três peças importantes, que mais jeito nos farão no próximo sábado.

 

Hoje é para desfrutar, fazer o melhor e sonhar, sem tirar os pés do chão.

Vamos lá, Sporting!

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Hoje é para jogar sem pensar no que vai passar-se a seguir. De nada vale esperar para saber se temos ou não a hipótese de subir ao primeiro lugar se não fizermos primeiro a nossa parte.

 

Embora se apresente como uma equipa, para mim, surpreendentemente competente, o Belenenses de Domingos Paciência (de quem já não esperava bons trabalhos) tem tido dificuldades fora de casa.

Apenas ganhou na Feira e nos restantes seis jogos fora de portas só conta com derrotas, com a agravante de revelar imensas dificuldades em marcar golos.

No entanto, é um derby e um jogo especial, com a agravante do Sporting se apresentar muitas vezes pouco seguro nos jogos em casa.

Bruno Pereirinha, Filipe Chaby e Diogo Viana defrontarão o clube que os formou e serão certamente bem recebidos no José Alvalade.

 

Jorge Jesus surpreendeu em conferência de imprensa, revelando que Bryan Ruiz é, neste momento, opção para a posição 8. Não creio que nos possa dar aquilo que precisamos nessas funções mas acho que pode vir a ser útil noutras.

Embora isso pouco importe para o embate de hoje, está-me ainda atravessada a derrota do ano passado em casa, sendo que nos últimos cinco encontros com o Belém apenas vencemos dois (empatámos os outros dois, para além da já referida derrota).

 

Nota final para a já habitual mas hoje especial romaria a Alvalade. Com a recém-inaugurada Loja Verde e o jogo de futsal no Pavilhão João Rocha, espera-se um grande dia de fervor leonino.

Só espero que culmine com o Sporting mais perto do primeiro lugar. 

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Impossível escrever algo muito elaborado, agora. Difícil sequer fazer uma análise ao Paços, ao nosso momento ou ao que temos de fazer para sair da Capital do Móvel com os três pontos.

Os três pontos têm de vir para Lisboa. Ponto final!

 

Estou uma pilha de nervos! Ansioso, expectante pela resposta da equipa, entusiasmado por nos podermos aproximar da liderança.

Aquela treta de que o Sporting não chega ao Natal é passado e, felizmente, temos vindo a afastar esse velho estigma que se nos entranhou, mais por força das circunstâncias do nosso futebol do que propriamente por culpa nossa.

 

Bryan Ruiz está de regresso aos convocados e Rafael Leão é a surpresa entre os 19 eleitos onde, mais uma vez, não consta o nome de Iuri Medeiros (veremos para onde sairá em em que condições).

Vamos lá deixar os pacences a voar "baixinho", já que a palavra tem sido usada ultimamente (link).

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

O adversário mais modesto não retira importância alguma ao encontro desta noite. É Taça, a eliminar, e num jogo tudo pode acontecer.

O Famalicão, da Ledman LigaPro, virá a Lisboa sem qualquer responsabilidade para além de fazer o melhor possível, sabendo que os seus profissionais tudo farão em campo para se superarem, por forma a dificultar a vida aos jogadores do Sporting.

Os famalicenses, que no passado fim-de-semana estiveram em bom número na recepção ao Cova da Piedade (vitória por 3-0), estarão também representados no Estádio José Alvalade. Espera-se um milhar de adeptos vindos do norte do país, de onde um comboio totalmente lotado trará metade deles.

Desportivamente, o Famalicão atravessa um bom momento. Vem de três vitórias consecutivas (duas delas fora de casa) e ocupa o 5º lugar do segundo escalão português.

 

A comunicação social anuncia um Sporting sem grandes poupanças mas eu acho que Jesus poupará algumas peças importantes para o também decisivo jogo de quarta-feira, para a Liga dos Campeões. Este é um bom jogo para dar algumas oportunidades e confiança a alguns jogadores com menos minutos que, assim, poderão mostrar-se disponíveis e preparados para o que aí vem.

Jogue quem jogar, com seriedade, entrega e união, a qualidade virá à tona e colocará certamente o Sporting na fase seguinte da prova "rainha".

 

Historicamente, Sporting e Famalicão encontraram-se oito vezes para a Taça de Portugal (5 fora e 3 em casa) e os leões saíram sempre vencedores, verificando-se um "score" arrasador de 29 golos marcados e apenas 3 sofridos.

O "Fama" nunca marcou em casa do Sporting para a Taça e em três confrontos sofreu 17 golos (um dos confrontos foi na década de 40 e acabou com uma goleada por 11-0, num jogo em que Peyroteo só marcou por duas vezes).

Nas oito edições em que as duas equipas se encontraram, o Sporting acabou na final da competição por cinco vezes, vencendo o troféu em três delas.

 

O jogo é às 20:30h no Estádio José Alvalade, tem transmissão em directo na Sport TV 1, mas espero que os Sportinguistas que possam não faltem à chamada e vão apoiar a equipa.

 

Nota final para a Agenda Leonina do dia de hoje, com outros motivos de interesse:

 

⏱️ 11:30h : PADEL / VASCO PASCOAL; João Bastos vs Álvaro Cepero; Aday Santana (1/4 Final do Europeu de Duplas)

⏱️ 11:30h : PADEL / FILIPA MENDONÇA; Ana Catarina Nogueira vs Sandrine Testud; Sara Celata (1/4 Final do Europeu de Duplas)

⏱️ 11:40h: TÉNIS DE MESA / ARUNA QUADRI vs Chun Ting Wong (1/16 Final do World Tour Open da Suécia - Individual)

⏱️ 14:50h: TÉNIS DE MESA / ARUNA QUADRI; DIOGO CARVALHO vs Masataka Morizono; Yuya Oshima (1/16 Final do World Tour Open da Suécia - Pares)

⏱️ 18:30hPADEL / PORTUGAL (VASCO PASCOAL) vs Suécia (1/4 Final do Europeu de Equipas)

 

📺 TV: Os jogos de padel têm o acompanhamento da TVI24, sendo que a página do European Padel Championships no facebook (link) tem transmitido a maioria dos encontros em directo. O ténis de mesa tem transmissão em directo online, na ITTV (link).

 

A publicidade neste blog destina-se apenas a fins solidários.
Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Diz que é um dia de Sporting à antiga. Infelizmente temos de usar esta expressão, tal é a distância no tempo que temos de recuar para nos lembrar-mos destes dias de Sporting, da Nave ao velhinho José Alvalade. Já o sentimos este ano, mas queremos mais.

Hoje a nave é mais moderna e o José Alvalade diferente. Ambos procuram construir a aura de sucesso dos antecessores.

Muitos dos que viveram, em tempos, esses dias de Sporting vão hoje com filhos e netos e vislumbram o regresso do Sporting pujante dos anos 80 e início dos anos 90, que ganhava em todas as modalidades, cá e lá fora.

O "crónico", como lhe chamam alguns, disputará partidas em voleibol e futsal, antes do futebol. Ontem já o hóquei entrou a vencer na Liga Europeia e o voleibol venceu mais um jogo do campeonato, num dia em que Montpellier sentiu um "cheirinho" do poder e valor do Sporting.

Passo a passo, retomamos o nosso lugar entre os melhores da Europa, sabendo que o topo não nos é facilmente acessível mas sentindo que aos poucos nos aproximamos dele.

Precisamos de todos para sermos ainda mais fortes.

 

Esperam-se vitórias fáceis em ambos os jogos no João Rocha. O voleibol recebe o Clube K e o futsal o Burinhosa. 

Um bom aperitivo para o prato forte do dia. No Estádio José Alvalade o Sporting recebe o Sporting de Braga e só os três pontos interessam, num momento em que o Porto se distanciou, fruto de dois golos marcados e dois penaltis não assinalados a favor dos azuis do Restelo. Caso para perguntar: "Onde estava o VAR?"

 

Jorge Jesus confirmou o regresso de Alan Ruiz aos convocados mas espera-se que seja Podence a voltar a fazer companhia a Bas Dost na frente de ataque.

Jogue quem jogar, o foco nos três pontos tem de ser total, num dia de regressos a Alvalade da parte dos bracarenses.

O treinador, Abel Ferreira, regressa após ter jogado no Clube e ter treinado os juniores e a equipa B, João Carlos Teixeira regressa após ter saído antes de tempo e Ricardo Esgaio virá matar saudades de tempos recentes. Desejo sorte para as carreiras de todos, sobretudo os dois últimos, mas hoje só pode dar Sporting, só vai dar Sporting.

 

Depois do jogo de hoje, o campeonato só regressará lá para o final do mês e, também por isso, manter distâncias é imperativo, por forma a facilitar o foco nos próximos objectivos: a fase seguinte da Taça de Portugal e a continuidade na Europa do futebol.

Espera-se Alvalade a rebentar pelas costuras e um ambiente efervescente, num jogo em que normalmente somos felizes.

Apesar da derrota no ano passado, já com Abel no comando técnico dos bracarenses, são apenas sete as derrotas do Sporting em casa em 61 jogos para o campeonato.

Bas Dost ainda não se estreou a marcar ao Braga em Alvalade mas já mostrou na cidade dos arcebispos que é temível. Está a chegar aquela fase da época em que o holandês não passará mais de um jogo sem marcar. Hoje vai voltar a "picar o ponto".

 

Ganhar, ganhar, ganhar e depois preparar bem os jogos com o Famalicão (em casa para a Taça) e com o Olympiacos (também em casa, para a Champions).

A eles, leões!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Nesta que é a oitava participação do Sporting no formato "Champions", teremos de fazer o que nunca fizemos para atingir os oitavos-de-final.

O jogo de hoje é decisivo e, se queremos acalentar a esperança do apuramento para a fase a eliminar, ao mesmo tempo que praticamente garantimos o acesso à Liga Europa, temos de ganhar à Juventus.

Sim, eu sei que a "Juve" não é uma equipa qualquer e também sei das nossas limitações, sobretudo depois das lesões da passada sexta-feira e do cansaço acumulado visível em vários dos jogadores. Mas também sei que, se há um jogo em que temos de jogar as fichas todas na Champions, é este. Guardar tudo para o final não nos costuma ser favorável.

 

Só por uma vez o Sporting passou aos oitavos da Liga dos Campeões. Em 2008/2009, num grupo também com o "Barça" e onde figuravam também o Shakhtar e o Basileia, o Sporting encarou a segunda volta de confrontos já com seis pontos, factor fundamental para assumir a candidatura aos inéditos oitavos, que terminaram em Munique, como todos nos lembramos.

 

Hoje o Sporting encarará a quarta jornada apenas com três pontos e sabendo que, se perder, estará irremediavelmente afastado da Champions. É importante não nos expormos a essa possibilidade, até porque nunca se sabe se o Olympiacos não provoca uma surpresa em casa, ao Barcelona. 

Ganhar é importante, por forma a equilibrar o confronto directo com os italianos. Empatar é um mal menor que já nos deixaria com uma esperança muito ténue no apuramento, pois mesmo que a Juve escorregue com o Barça e nós ganhemos aos gregos, teremos de ir inverter o cenário em Nou Camp, a contar com um deslize da equipa de Allegri.

 

Não estou aqui a inverter nenhuma das nossas prioridades. Eu também sei que é o campeonato o nosso foco mas o jogo com o Braga é só no dia 5 e não podem haver desculpas nem poupanças. Já bastam os que não poderão, de todo, dar o seu contributo.

Os dois próximos jogos para a Champions são em casa. Duas vitórias garantem a continuidade na Europa e a luta pela presença nos oitavos-de-final até à última jornada.

 

Não é dia para pensar no Braga, que ainda jogará na quinta-feira para a Liga Europa. Os cinco dias de intervalo são mais do que suficientes para preparar a equipa e, mesmo que já haja desgaste acumulado do passado fim-de-semana, depois só voltaremos a jogar no dia 16, para a Taça de Portugal, com o Famalicão, antes de receber o Olympiacos para a Champions.

Mesmo que Jesus ande a espremer o onze habitual até ao limite, parece-me evidente que o calendário nos é favorável. Não podem haver desculpas, até porque o Sporting não tem apenas 11/12 jogadores de qualidade.

 

Hoje é dia de meter a carne toda no assador, sabendo que não temos a carne toda à disposição. É dia de acabar com as vitórias morais e bater o pé a um dos gigantes da Europa. 

Há que ter ambição. Este não é o nosso campeonato mas não podemos deixar de fazer o melhor. Uma vitória sobre o vice-campeão europeu terá o dom de aumentar o ego, a confiança e evitará uma machadada na moral da equipa.

Eu acredito num resultado positivo, que eleve novamente o nível das exibições e nos mantenha no topo, com aspirações em todas as competições.

 

É seguir o exemplo dos juniores, que estão a vencer ao intervalo com um golo do inevitável Rafael Leão e, caso vençam, dão um passo de gigante pelo menos para o playoff de acesso aos oitavos-de-final, ainda que o apuramento directo esteja totalmente em aberto.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

A frase vem do nosso futebol feminino e cada vez mais deve ser aplicada a todas as equipas: "Não há desculpas!"

Não porque não haja tolerância a uma noite menos inspirada, a uma bola que teima em ir à trave ou um golo na baliza errada. É porque o nosso estatuto a isso obriga, porque a direcção investiu para que as desculpas de nada servissem. 

Somos melhores que o Rio Ave e, se trabalharmos o mesmo que eles (e eles vão trabalhar muito), sairemos de Vila do Conde com três pontos. Suados ou não, três pontos. 

Se assim não acontecer, não seja nunca por falta de empenho, entrega ou inspiração. 

 

Não há desculpas!

 

Não para o desleixo ou para algum tipo de relaxamento.

É preciso ser sério e competitivo. Que se tenha a noção que em cada jogo se disputa mais do que simples três pontos. Que o orgulho dos adeptos é sempre o mesmo mas a alegria depende do sucesso, mesmo que não seja ele que define se nós lá estaremos ou não.

 

Nós vamos lá estar! ...e não aceitaremos desculpas. Queremos suor e um sorriso no final. Se houver suor, haverá da nossa parte sempre uma palavra de conforto ou alento. Depois disto, às 23 horas, poderemos dizer que terça-feira há mais.

 

O jogo de hoje é muito importante. Este campeonato vai decidir-se no detalhe e será o empenho, a garra, a raça que nos deixarão mais perto do tal pormenor que fará a diferença.

Foi sempre assim no passado. Não será diferente agora.

 

Vamos, leões!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Hoje, pela primeira vez desde a construção do Pavilhão João Rocha, teremos um dia de Sporting à antiga.

Um dia de Sportinguismo, de união, de solidariedade e de prevenção.

Dia de ajudar os bombeiros...

...e dia de relembrar o quão importante é a prevenção do cancro da mama.

 

Ah...e tão importante quanto as causas solidárias ou de prevenção são as vitórias nos jogos a disputar, tanto no Pavilhão João Rocha, onde o futsal recebe o Desportivo das Aves, como no Estádio José Alvalade, onde o futebol recebe o Desportivo de Chaves.

Vamos, grande Sporting! Vence por nós!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Depois do recital da equipa de Tiago Fernandes em Turim que, com 45 minutos perfeitos geriu na segunda parte o 0-4 acumulado no primeiro tempo, é a vez dos comandados de Jorge Jesus lutarem pelos três pontos no Juventus Stadium.

Os juniores venceram 1-4, com Rafael Leão em destaque. Marcou os dois primeiros golos, sofreu o penalti convertido por Miguel Luís e assistiu Jovane Cabral para o 0-4.

Jovane e Miguel Luís também estiveram muito bem, numa exibição onde a nossa linha intermédia foi bastante sólida, graças às acções de Miguel Luís, Daniel Bragança e Pedro Ferreira. Também a defesa se comportou à altura, com Luís Maximiano a sofrer o único golo do encontro num momento em que já jogávamos com dez jogadores, fruto da expulsão exagerada de Jovane, que viu o vermelho directo.

 

Virando agora agulhas para o que aí vem...Jorge Jesus certamente preparou bem a equipa para uma Juventus que perdeu no passado fim-de-semana em sua casa, onde normalmente se apresenta imbatível, como se jogasse numa fortaleza.

Nos 122 jogos disputados em casa, na Champions, a Juve apenas perdeu 10 e há 20 jogos que não perde no seu reduto (desde 2013, com o Bayern de Munique).

Vão numa série de cinco vitórias consecutivas no Juventus Stadium, com um score de 10 golos marcados e apenas 1 sofrido.

 

Tirando uma Taça Latina em 1952, no Parque dos Príncipes (derrota por 3-2), e um amigável no Canadá, em 2011 (vitória por 2-1), não há registo de confrontos entre ambas as equipas.

Será o primeiro jogo nas competições da UEFA entre as duas equipas e o Sporting também quer entrar com o pé direito, inclinando a estatística dos confrontos directos para o nosso lado.

 

Que seja uma grande noite europeia e que o Sporting se consiga impor à poderosa Vecchia Signora, trazendo pontos de Turim.

SPOOOOOOOOOOOOOORTING!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Assumo; estou confiante para hoje.

Normalmente apresentamo-nos fortes nos duelos com o Porto. Há 11 jogos que o Porto não vence em Alvalade e, desde a chegada de Jesus que vencemos sempre os dragões em casa para o campeonato.

 

O foco da equipa nos jogos mais mediáticos abre também boas possibilidades para o duelo de hoje à noite.

Nem as previsíveis baixas de Fábio Coentrão e Doumbia afectam a minha fé, embora tornem a equipa menos forte.

 

Apesar da confiança, não falta o nervosismo e a ansiedade que a bola role. O jogo é importante, não o podemos negar.

Ganhar é o único resultado que interessa. O empate pode dar um importante balão de confiança ao Benfica (que não podemos ser nós a moralizar) e a derrota, para além do que já mencionei ainda afasta o Porto para uma distância considerável.

 

Jesus terá isso em mente. Estudou bem este Porto e conhece bem o Sérgio Conceição. 

O treinador do Porto também conhece bem o modelo de Jesus e o jogo tem tudo para ser interessante, embora seja previsível um receio mútuo inicial que durará até ao primeiro golo.

Marcando primeiro, tenho a certeza que ganharemos. Ganhando, tenho a certeza que Bas Dost "molhará a sopa".

 

Vamos, Sporting!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Época 2008/2009, a única em que Sporting e Barcelona se cruzaram na Liga dos Campeões. Leões e blaugrana acabariam por passar aos oitavos-de-final, com os catalães a levantar o troféu no final. A nossa prestação terminou em Munique de forma humilhante mas com o mérito de uma passagem inédita no novo formato da prova, após uma fase de grupos de grande qualidade, onde o Barça nunca nos envergonhou.

Nessa fase de grupos, com Barcelona, Shakhtar e Basileia, quando o nosso ranking ainda nos permitia encarar os sorteios com algum optimismo, apenas os espanhóis nos haveriam de marcar golos. 3 em Espanha e 5 em Alvalade. O Sporting averbou quatro vitórias nos restantes jogos e marcou sempre ao Barça. 1 em Espanha e 2 em Portugal, em jogos onde o Sporting chegou a discutir o resultado.

Nesse tempo o treinador era Paulo Bento, o Sporting haveria de ser mais uma vez segundo no campeonato (a quatro pontos do Porto de Jesualdo) e a nossa equipa era Liedson, os miúdos e pouco mais.

 

Hoje temos mais recursos financeiros, um orçamento triplicado (ou perto disso) e teremos de igualar em vontade e empenho para discutir o resultado, já agora de forma a roubar pontos a uma das melhores equipas do Mundo.

 

A equipa tanto me faz. Hoje não dou palpites nem "conselhos" a Jesus. É escolher onze, apenas sem inventar em demasia. Não é o tipo de jogo em que a motivação possa estar em causa. Hoje até o Alan corria, porque é o Barcelona e é esta mentalidade que tem de se mudar para se ser feliz internamente.

O jogo de hoje é pare desfrutar, com entrega e responsabilidade, sabendo que o favoritismo não estará do nosso lado, mesmo que tenhamos o factor casa a favor e Alvalade cheio.

 

Há quase 10 anos recebemos o Barcelona de Guardiola numa fase diferente. De realçar que o Barcelona utilizou 7 jogadores da sua cantera, tantos quanto o Sporting, que os fez alinhar todos de início. À 5ª jornada e já com o apuramento para os oitavos-de-final garantido, entrámos mal e aos 17 minutos o Barça já vencia por 0-2. Messi fez o 0-3 no início do segundo tempo, o Barça baixou o ritmo e nós acreditámos. Veloso e Liedson reduziram para 2-3, com quase meia hora para jogar mas um auto-golo de Caneira e uma grande-penalidade cometida por Rui Patrício voltaram a distanciar o adversário no marcador. 2-5, foi o resultado final (resumo).

 

Detalhes...

 

Mesmo que "a feijões" (que não o era, pois estavam em jogo o prestígio e os milhões), o último duelo mostrou que qualquer erro pode ser fatal frente aos melhores do Mundo e, depois, há Messi.

No entanto, é aqui que se experimenta e se tenta surpreender. É nos jogos em que nada esperam de nós que podemos espantar o Mundo.

É aproveitar para relaxar e fazer o melhor, porque no domingo volta a responsabilidade máxima de não poder falhar.

 

A eles, leões!

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

É nestes jogos que se ganham os campeonatos. 

Frente a um adversário do fundo da tabela e sobretudo por ser antes do jogo com o Barcelona para a Champions, o perigo é enorme.

Perigo de haver quem, por inconscientemente não querer perder um jogo como a recepção ao Barça, não coloque toda a intensidade nos duelos ou não dê tudo naquele último pique.

Claro que isto não pode acontecer mas, em alguns casos, é algo que foge ao controlo dos jogadores.

 

Uma equipa mentalmente preparada, não facilitará e será segura defensivamente o suficiente para que um golo baste para trazer os três pontos de Moreira de Cónegos.

A tal mentalidade de campeão que Jesus tanto fala tem de estar lá hoje, bem presente e vincada.

 

Tenho a certeza que o nosso treinador irá gerir todos quantos se encontrem com algum tipo de limitação, mesmo que mínima. É importante que, quem jogue, esgote as reservas de energia, entrega e querer.

É nestes jogos que se fazem os campeões!

 

Vamos, Sporting!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Este é daqueles jogos em que não sabemos bem com o que contar. Com um onze previsivelmente diferente do habitual, há sempre a possibilidade de, no meio dos que querem mostrar serviço, haja alguém desmotivado ou claramente fora de ritmo. Isso pode afectar a prestação colectiva mas há atenuante do adversário também poder vir a apresentar alterações ao seu onze base.

 

Independentemente do onze, há sempre a obrigação de procurar a vitória do primeiro ao último minuto e, embora o Sporting assuma vontade de conquistar a Taça da Liga (CTT), esta será sempre uma competição que a maioria dos adeptos do Sporting encarará com alguma "ligeireza". Em caso de sucesso, "porreiro" mas, a haver insucesso, que seja nesta competição.

 

Jesus certamente aproveitará para testar outros jogadores, que terão um misto de oportunidade e de presente envenenado, pois não é fácil mostrar serviço num onze sem rotinas. Claro que eles treinam juntos e prepararam o jogo mas não é a mesma coisa que ter já um conjunto de jogos competitivos para criar automatismos.

 

A qualificação para a final-four é para decidir nos próximos dois meses (a segunda jornada joga-se no final de outubro e a última no final de novembro) e isso significa que parte dos jogadores que alinharão hoje praticamente só terão estes três jogos para mostrar se são opções válidas. A pressão adicional que isso cria não pode nunca ser superior à motivação de defender o Sporting em campo. São jogos bons para aferir o grau de comprometimento das "segundas linhas". Mas acredito que temos um plantel unido, focado nos objectivos colectivos e pronto a dar resposta a qualquer eventualidade.

 

É no centro da defesa que estão as minhas maiores dúvidas. Tobias veio de uma época difícil em que não deu para progredir mas, embora não seja um Rúben Semedo, tem valor. André Pinto ainda terá de responder à exigência de um clube incomparável ao Braga.

No final de contas, se Jesus rodar mesmo toda a equipa, teremos uma defesa com quatro elementos que nunca foram titulares no Sporting, três dos quais a fazer a sua estreia em jogos oficiais.

 

Curioso para ver se Jesus tenta manter a organização ofensiva e opta por Petrovic, mais capaz na construção, ou se dá oportunidade a Palhinha, um elemento mais de combate, que facilitaria a tarefa dos defesas.

Eu não descartaria a opção de jogar com Petrovic e Palhinha, com o segundo mais adiantado, a fazer o trabalho que nas épocas anteriores era Adrien a fazer, sobretudo porque o terceiro elemento do meio provavelmente será Alan Ruiz que, por norma, ajuda menos nas tarefas defensivas. A outra opção à dupla mais defensiva é optar apenas por um, dando o outro lugar do "miolo a Mattheus Oliveira.

Nas alas devem jogar Iuri e Bruno César e na frente Doumbia.

 

Espero que arrumemos a qualificação nos primeiros dois jogos em casa, de preferência com uma diferença de golos que nos deixe confortáveis para "inventar" um pouco mais no último jogo, em Belém.

Gostava de ainda ver jogar Gelson Dala, Pedro Silva e um ou outro elemento da equipa B. Bem sei que não é muito o estilo de Jesus mas, com a qualificação decidida em dois jogos, pode ser que...

 

Seja como for, nada de pôr a carroça à frente dos bois. Para já é só um jogo e três pontos que estão em disputa e estou curioso para ver o que faremos hoje.

 

SPOOOOOOOOOOOOORTING!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Felizmente, Petit já não é treinador do Tondela. Confio que foi a sua presença no banco que tornou tão aziagas ambas as visitas dos tondelenses a Alvalade.

Hoje é Pepa quem treina o actual 12º classificado da Liga NOS, que vem de um empate em casa frente ao Paços de Ferreira.

 

O Sporting vem num grande momento, com momentos exuberantes e algumas desconcentrações mas com sete vitórias em oito jogos oficiais e cinco em cinco na Liga Portuguesa.

A facilidade com que temos sofrido golos nos últimos jogos, em contraste com os primeiros encontros da temporada, certamente mereceu atenção de Jorge Jesus, que quererá regressar às vitórias sem sofrer.

 

O Sporting tem sete habituais titulares com a maior parte dos minutos jogados nas oito partidas oficiais até ao momento e há a expectativa para ver se Jesus gere a condição física de algum dos elementos dos quais não tem abdicado.

Rui Patrício e Coates são os únicos totalistas mas Mathieu, Piccini, Battaglia, Acuña e Gelson Martins têm também bastantes minutos nas pernas.

 

Uma coisa é certa. Apenas em caso de extrema necessidade vejo JJ abdicar de algum destes jogadores e talvez o mais prudente seja mesmo entrar com o onze habitual e, caso as coisas corram de feição, haverá então tempo para gerir a condição física de alguns jogadores durante o segundo tempo.

Além disso, há Taça da Liga a meio da semana, fundamental para moralizar os menos utilizados, que poderão assim mostrar serviço.

 

Cláudio Ramos é um daqueles guarda-redes de engate. A cumprir a sétima temporada em Tondela, já faz parte da mobília.

O experiente Ricardo Costa deu a esta equipa uma elevada dose de maturidade e Tomané parece querer confirmar o potencial que mostrou aquando do seu aparecimento, no Vitória Sport Clube.

Pepa gosta que as suas equipas tenham bola e não abdicará disso na totalidade. Certamente montará uma estratégia baseada no aproveitar dos erros do Sporting, mais na expectativa, mas é de esperar um Tondela objectivo e a tentar jogar rápido.

 

Prevejo troca entre Doumbia e Bas Dost, com a entrada do holandês no onze. Bruno Fernandes, o melhor jogador do mês de Agosto na nossa Liga, continuará a ser peça-chave na nossa estratégia ofensiva, onde Gelson continuará a ter o papel de colocar em água a cabeça dos defensores adversários.

Com maior ou menor dificuldade, não podemos deixar fugir estes três pontos, numa jornada onde espero dificuldades para Benfica e Porto. Ficar isolado na frente do campeonato seria um importante balão de confiança para o grupo, que me parece bastante coeso e motivado para fazer história.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Jogo difícil, o de hoje em Santa Maria da Feira. Porque vimos de um ciclo complicado que acabou de forma positiva, porque a esse ciclo sucedeu uma paragem para as selecções e porque este é o início de mais um ciclo competitivo apertado e importante, a que se segue a estreia na Liga dos Campeões, frente ao mais directo rival pela continuidade na Europa.

 

O mais importante para o jogo de hoje é garantir que o aspecto mental está bem trabalhado. Só com a mentalidade e foco essencial se trarão os três pontos da Feira.

O Feirense está num bom momento, ainda não perdeu esta época e, em casa, desde que Nuno Manta assumiu o comando da equipa, contam por vitórias sete dos doze jogos em casa, tendo apenas perdido frente ao Boavista, Benfica e Braga.

 

Escusado será dizer que, na deslocação à Feira, o Sporting não venceu na temporada passada, tendo mesmo deixado a norte todos os pontos em disputa naquele penoso final de época.

Todo o cuidado é pouco e o foco tem de ser em tudo fazer para somar mais três pontos, mantendo assim a liderança da Liga NOS.

 

Nuno Manta tem andado à procura das melhores soluções ofensivas e mudou a frente de ataque nos últimos três jogos. Peter Etebo é o único elemento comum a todos os jogos na frente de ataque. 

A defesa tem-se mantido praticamente estanque e, na lateral esquerda, Kakuba manterá o lugar ocupado após a lesão de Barge.

Cris Santos, Tiago Silva e Babanco têm sido os esteios da equipa, formando um meio-campo coeso e de qualidade.

 

Será pelas alas que me parece que podemos ser mais incisivos, explorando assim da melhor forma as debilidades da equipa da Feira. Jean Sony e Kakuba não são defensores de excelência e, por isso, desaconselho a Jesus a opção conservadora de lançar Bruno César no lugar de Acuña. Caso o argentino esteja efectivamente fatigado, apostaria em Iuri Medeiros para, com a sua qualidade de passe, servir da melhor forma aquele que me parece a melhor opção para definir os lances de ataque da equipa; Bas Dost.

 

Vai ser um jogo de luta, difícil, competitivo e só uma equipa focada e solidária sairá do Marcolino de Castro com um sorriso nos lábios.

Vamos, Sporting!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Hoje é o dia mais importante da temporada, até ao momento. O Sporting joga em Bucareste a entrada na fase de grupos da Liga dos Campeões e o acesso aos milhões que poderão aconchegar os cofres de Alvalade.

A verdade é que não estamos em vantagem na eliminatória mas o nulo na primeira mão deixa as coisas mais ou menos equilibradas, pese embora o factor casa, que está do lado dos romenos.

O Steaua tem sentido dificuldades nos jogos em casa, quer no campeonato, quer na Champions. Para a Liga dos Campeões, empatou frente ao Viktoria Plzeň para depois resolver a eliminatória fora. Para o campeonato romeno, nos quatro jogos em casa acumulam apenas uma vitória e três empates.

O novo relvado da National Arena parece abrir melhores perspectivas do que o anterior tapete mas, bom ou mau, as dificuldades ou facilidades reveler-se-ão para ambos os lados.

 

Não há desculpas! O Sporting tem mais do que obrigação de ultrapassar o Steaua e, assim, marcar presença na fase de grupos da prova mais importante de clubes da Europa.

Acontecendo aquilo que todos esperamos, é já certo que entraremos no pote 4. A última vaga do pote 3 será esta noite disputada pelo Liverpool, que atirará o Celtic de Glasgow para o pote 4 caso vença a eliminatória frente ao Hoffenheim (os ingleses estão em vantagem por 2-1).

Assim sendo, não fazendo conta com o ovo no cu da galinha mas porque é um exercício ao qual acho piada, aviando os romenos, estes são dois tipos de cenário que podemos encontrar no sorteio da próxima sexta-feira.

  • Os dois piores cenários

- Real Madrid; Paris SG; Nápoles; SPORTING CP
- Juventus; Barcelona; Liverpool; SPORTING CP

  • Os dois cenários mais agradáveis

- Shakhtar Donetsk; Sevilha; Anderlecht; SPORTING CP
- Spartak Moscovo; Manchester City; Olympiacos; SPORTING CP

 

Façam as vossas apostas.

 

Pote 1 (detentor do troféu e os campeões dos oito países com melhor ranking)

Real Madrid (ESP, detentor do troféu) coeficiente 176.999
Bayern (GER) 154.899
Juventus (ITA) 140.666
Benfica (POR) 111.866
Chelsea (ENG) 106.192
Shakhtar (UKR) 87.526
Mónaco (FRA) 62.333
Spartak Moscovo (RUS) 18.606

 

Pote 2
Barcelona (ESP) 151.999
Atlético (ESP) 142.999
Paris (FRA) 126.333
Dortmund (GER) 124.899
Sevilha (ESP) 112.999 (?)
Manchester City (ENG) 100.192
Porto (POR) 98.866
Manchester United (ENG) 95.192

 

Pote 3
Nápoles (ITA) 88.666
Tottenham (ENG) 77.192
Basileia (SUI) 74.415
Olympiacos (GRE) 64.580
Anderlecht (BEL) 58.840
Liverpool (ENG) 56.192 (?)
Roma (ITA) 53.666
Beşiktaş (TUR) 45.840
Celtic (SCO) 42.785 (?)

 

E que passemos as horas seguintes ao jogo na ansiedade de saber qual será a constituição do nosso grupo.

Vamos, Sporting!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

Porque acumular 3 pontos a cada jogo é o nosso objectivo, nada menos se pode pedir hoje que uma vitória.

Porque não há melhor forma de elevar a moral e evitar levar fantasmas para Bucareste, nada menos se pode pedir que uma vitória.

Com sofrimento, folgada, com ou sem nota artística. Apenas uma vitória.

Porque o Vitória SC é bem mais do nosso nível que o Steaua de Bucareste e porque em sua casa são fortíssimos.

 

Jesus já disse que William está "out" (o estrangeirismo não podia vir mais a calhar) e, sem o Sir, já se sabe que são diferentes as dinâmicas do meio-campo.

O Vitória tem uma equipa de vertigem ofensiva. Ataca rápido e, em dois ou três toques, coloca-se no último reduto dos adversários.

Hurtado, Raphinha e Celis são perigosos e os laterais várias vezes se projectam no ataque.

 

A forma por vezes menos objectiva como Battaglia sai para o ataque levar-me-ia a ponderar recuar Adrien Silva, aproveitando uma química que me parece maior com Bruno Fernandes, que seria o segundo homem do meio-campo.

Acuña, embora médio ala esquerdo, ficaria encarregue de equilibrar a equipa a meio campo em situação defensiva, deixando os desequilíbrios ofensivos mais a cargo de Gelson e articulando as despesas do ataque com Jonathan pela esquerda.

Doumbia daria outra capacidade de explorar o espaço nas costas dos laterais e tem maior apetência para triangular de costas para a baliza. 

Vai ser necessário pressionar o Vitória à saída do seu meio campo e, por vezes, à saída da sua área.

Mathieu e Coates já mostraram que articulam uma defesa sólida e Piccini, embora não entusiasme ofensivamente, parece seguro a defender.

 

Esta seria a minha equipa para ganhar no "castelo":

11.png 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting

É um #DiaDeSporting com mais do que a nossa estreia para a Liga NOS, na Vila das Aves.

 

Logo de manhã (11:15h), a equipa B debuta na Ledman LigaPro com um plantel mais de acordo com aquilo que me parece que deve ser o da nossa equipa secundária. Estou muito curioso para ver aquilo que apresenta Luís Martins no primeiro jogo da temporada, na Covilhã, num encontro com transmissão em directo na SportTV1.

 

Ao meio dia partem para a estrada os ciclistas do pelotão da Volta a Portugal, onde o Sporting / Tavira segue no 2º lugar da geral colectiva e individual. Alejandro Marque segue atrás de Raul Alarcón, a apenas 6 segundos de distância. Rinaldo Nocentini é 4º, a 16 segundos e mostra que o Sporting tem já os dois ciclistas com maior capacidade para lutar pela geral em posição privilegiada para o fazer.

A etapa terminará em Castelo Branco, pouco depois das 17 horas (transmissão em directo na RTP1) e os ciclistas passarão por localidades como Reguengos de Monsaraz (de onde parte a etapa), Vila Viçosa, Monforte, Portalegre, Castelo de Vide, Nisa ou Vila Velha de Ródão, onde se esperam muitos cachecóis verdes-e-brancos no apoio aos nossos.

 

Ao final da tarde (18:00h), sairei ligeiro da praia para observar com atenção a estreia da equipa principal de futebol na Liga NOS.

Jorge Jesus apresentará o seu primeiro "onze" da temporada, sendo certo que Alan Ruiz, lesionado, não fará parte das contas.

Todos sabemos como é fundamental entrar bem, mais ainda quando a época parece ser mais um tudo ou nada, com um forte investimento no plantel e a cabeça do treinador a prémio, após uma temporada onde nenhum dos objectivos foi atingido.

Sem perder ainda nenhum dos jogadores fundamentais e com algumas posições claramente reforçadas em qualidade e quantidade, o "Mestre da Táctica" tem hoje uma margem de manobra reduzida. Só a vitória interessa e esperemos que à primeira se sigam muitas mais, as suficientes para quebrar o jejum que devia ter acabado na temporada 2015/2016.

É pouco provável que Jesus nos surpreenda no "onze" e espero o quarteto "preferido" do técnico à frente de Rui Patrício, com William e Bruno Fernandes no meio e Gelson, Acuña, Podence e Bas Dost com as principais tarefas ofensivas.

O jogo é transmitido em directo pela SportTV1.

 

Que seja mais um grande dia, onde certamente os Sportinguistas não faltarão à "chamada".

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Hoje joga o Sporting (Parte 2)

Faltam 15 minutos para as 16 horas. Ainda decorre o derby em futsal mas a roda (o relógio) não pára de girar. Novo derby de Lisboa, desta vez de volta aos relvados. Na Academia Sporting, os juniores de Tiago Fernandes recebem o Benfica, 7º classificado. Mas derby é derby e a classificação não define favoritismos. Teremos de provar em campo que somos melhores e, se o fizermos, daremos um passo importante rumo ao título, com apenas mais três jornadas por disputar.

 

Também às 16 horas partem um a um os elementos do pelotão do Sporting/Tavira para o contra-relógio individual do Grande Prémio do Dão, mais uma prova a contar para a Taça de Portugal de Elites e Sub-23.

 

Às 17 horas, a brilhante equipa de sub-20 de hóquei em patins recebe o Santa Cita com vista ao cimentar da liderança, numa fase final muito equilibrada onde todos os jogos podem encerrar com uma surpresa. Há que evitar que isso aconteça e seguir firme na frente. Nuno Lopes e os seus meninos têm feito um trabalho extraordinário!

 

17:30h, Pavilhão do Livramento, mais um derby, desta vez em juvenis sobre patins. Uma vitória sobre o eterno rival isola-nos na liderança pelo acesso à fase final nacional, para onde passarão os dois primeiros classificados. 

 

Às 18 horas teremos provavelmente o prato forte do dia. A equipa de andebol sénior recebe o Porto com uma desvantagem de dois pontos. Uma vitória coloca-nos em igualdade pontual mas vencer não chega. Teremos de ganhar por três ou mais golos para anular a derrota por dois no Dragão Caixa e criar assim ascendente no confronto directo a apenas duas jornadas do final do campeonato.

Hugo Canela garante uma equipa mais fresca e preparada mentalmente para enfrentar um jogo de exigência máxima, onde temos sempre perdido por detalhes e por incompetência própria.

Será determinante a experiência de jogadores como Ruesga e Nikcevic, bem como a raça de Bosko ou a capacidade de decidir jogos de Frankis ou Asanin. Precisamos de todos e de jogar como uma verdadeira equipa para levar de vencido um conjunto que venceu sete dos últimos oito campeonatos em Portugal.

 

A fechar o dia teremos o futebol em Santa Maria da Feira, onde já só se exige brio e que suem a camisola. Se der para vencer, meter os miúdos, jogar razoavelmente e ver o Bas Dost marcar mais dois ou três, pode ser a forma perfeita de acabar um dia que se espera de muitas vitórias. O jogo começa às 20:30h.

 

Bora lá, Sporting!

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal