Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grande Artista e Goleador

SPORTING CP 3-0 Arouca: O leão voltou

Nas últimas semanas assisti a muitas tentativas de desculpar a fraca performance do Sporting, muitas tentativas de menorizar a crítica, mesmo que esta fosse construtiva. Vi até menorizar a ausência de Adrien, numa tentativa de valorização de outros dos nossos "activos" menos capazes que o nosso Capitão.

Não há que ter medo das palavras. Há um Sporting com Adrien e um Sporting sem Adrien. Com ele, somos o verdadeiro. Sem ele, entregamo-nos à sorte de poder ser o verdadeiro, num dia bom, ou uma cópia made in China.

Adrien Silva melhora a equipa porque, para além do que dá ao jogo, potencia cada um que está à sua volta.

Pode parecer exagerado mas o Sporting "regressa" numa exibição mediana do seu capitão, onde até falhou um penalti (algo que raramente acontece).Imaginem agora com um Adrien em forma e a jogar ai seu melhor nível...

 

Até o goleador voltou. O simpático holandês, que substituiu o raivoso argelino, continua a fazer-nos felizes e já é um dos meus favoritos. A sua humildade e frontalidade conquistaram o meu apreço e respeito.

 

Quanto a Campbell, bela exibição. Mesmo sem ser um craque e tendo alguns problemas na definição dos lances (que Gelson já revela em menor número), está a anos luz de Markovic.

 

Já que falei em Gelson, sem deslumbrar, o pior que posso dizer dele é que fez um bom jogo. Revela uma maturidade assustadora para alguém com a sua idade e empresta qualidade em cada uma das suas acções. A ala direita funciona muito melhor com João Pereira, precisamente porque beneficia de dois jogadores muito inteligentes e fortes na leitura do jogo. Gelson é um caso de estudo para todos os miúdos da formação, um modelo a seguir e João Pereira é, sem dúvida, o seu melhor complemento neste plantel.

 

Termino a análise individualizada a falar de William. Parece que esteve uns furos abaixo porque falhou alguns passes (7, para ser mais preciso - 4 longos e 3 curtos) mas foi dos que mais beneficiou com o regresso de Adrien. Voltou a estar ao seu nível e fez 95 tentativas de passe...mais 36 que o segundo da hierarquia (Adrien). Acertar 91.6% de quase uma centena de passes é um dado estatístico assinalável, não ao alcance de qualquer médio do Mundo. Fazer isto de forma consistente, como ele faz, muito menos.

 

Resumindo, o Sporting não fez um jogo brilhante. O adversário era fraco. Entrámos bem mas adormecemos no restante da primeira parte, à sombra de um golo madrugador, quase ignorando os fantasmas que tanto nos fazem sofrer no José Alvalade.

Felizmente, entrámos para a segunda parte como para a primeira e só não demos um cabaz aos de Arouca por mera ineficácia.

 

Sinal positivo para mais uma casa acima dos 40 mil espectadores, bitola mínima para o apoio a uma equipa que se quer em crescendo daqui para a frente.

 

Termino esta crónica dizendo que assobiar jogadores do Sporting no final do jogo é sinal de insatisfação (mesmo que não agrade a todos). Fazê-lo antes de um jogador entrar em campo é estúpido e devia ser premiado com uma lambada nos queixos. Se joga no Sporting, é para apoiar, mesmo que não se goste. Se joga mal, expressem a insatisfação após a prestação do jogador.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal