Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

SPORTING CP 2-1 Fenerbahçe: sinais positivos

Ganhar é sempre melhor do que perder. O jogo de ontem deu para tirar bons apontamentos, embora seja cedo para conclusões definitivas.

 

Para já, aquilo que me parece mais relevante é que não há jogadores que, de caras, possam ser considerados descartáveis.

Embora nomes como Mattheus Oliveira ou Cristiano Piccini não entusiasmem ainda por aí além, há que ter em conta a fase da temporada em que nos encontramos, as elevadas cargas físicas, a quantidade de informação a absorver e todo o processo de adaptação a uma nova realidade.

 

No pólo oposto, o facto Bruno Fernandes, Seydou Doumbia ou Iuri Medeiros parecerem com vontade de chegar, ver e vencer, poderá nada querer dizer.

Neste momento, tudo é relativo e nada passa de bons ou maus sinais, que serão já mais do que isso daqui a duas semanas.

 

Gostei de ver que já se notam algumas dinâmicas (mesmo que se note que nem todos as têm ainda apreendidas - como é normal) e que, sobretudo, já há individualidades a sobressair.

Desengane-se quem se iludiu com a fotos na praia do Podence. O miúdo não está para brincadeiras. Pode ter acabado de chegar mas isso não quer dizer que esteja mais atrasado que outros.

 

A garra dos argentinos pode ser-nos útil este ano. Battaglia, tal como Palhinha, tem muito a crescer ofensivamente mas, a defender, é uma autêntica "carraça". Jonathan pode parecer pouco culto tacticamente ou até excessivamente agressivo mas adoro o sangue na guelra do miúdo. A sua saída pode ter atrasado o seu processo de maturação mas a sua disponibilidade física pode ajudar a apreender processos com maior velocidade.

 

Algumas coisas parecem-me certas. Pese embora abaixo ainda do desejado (o que a malta queria era um Dani Alves na direita e um Marcelo na esquerda), as alas defensivas parecem-me claramente mais fortes. Aguente-se o físico do Coentrão e consigam Jonathan e Piccini evoluir em alguns aspectos e talvez possamos deixar de ter calafrios com qualquer bola despejada nas alas. Na frente, Doumbia dá um leque de opções que nos faltou no ano passado. Com apenas um jogador resolvemos o problema do parceiro e do substituto para Bas Dost. Começa a parecer-me que Bruno Fernandes dá conta do recado, quer a defender, quer a atacar mas, vamos ver...

 

Hoje há mais e a minha expectativa prende-se com a hipótese de ver o 3-5-2 de início, com os miúdos a dar cartas. Gostava de ver Palhinha, Gauld e Chico Geraldes como titulares.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal