Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grande Artista e Goleador

SPORTING CP 1-1 Belenenses: É pré época

Já há anos que estou vacinado para o entusiasmo ou derrotismo das pré-temporadas.

Longe vão os tempos do "este ano é que é" ou do "assim não vamos lá".

A verdade é esta; há mais de uma semana que os jogadores andam a levar tareia. Uns aguentam melhor que outros. Alguns chegam cedo a um bom momento de forma outros levam um mês para estar mais ou menos.

Por norma, mesmo que hajam processos a adquirir e valor a mostrar ao treinador, estes jogos são para descomprimir da carga física elevada e ir ganhando entrosamento, à medida que se incorporam algumas ideias de jogo.

 

Ontem? Foi interessante.

Alguns jogadores mostraram-se já a um nível físico "engraçado", outros nem tanto. Nalguns, sentiu-se e bem o peso das pernas mas, nem os mais "soltinhos" fizeram tudo bem, nem os "ferrugentos" deixaram de dar umas para a caixa.

Faz parte.

 

Na primeira parte gostei essencialmente de Petrovic e Gelson Dala, mais uns pormenores de Iuri Medeiros.

Na segunda foram Leonardo Ruiz, Ryan Gauld e Chico Geraldes os que mais me entusiasmaram.

De todos eles, só metade surpreenderam com um ritmo de jogo já mais adiantado que o da maioria dos companheiros.

No geral, a equipa pareceu já ter algumas ideias de jogo e isso foi, na minha opinião, muito positivo. A uns as pernas deixaram fazer o que a cabeça mandava, a outros nem sempre.

 

Essencialmente, 90% do plantel estará definido na cabeça de Jorge Jesus. Os restantes 10% estarão entre contratações (sobretudo para colmatar saídas) e uma ou outra surpresa de pré-temporada.

Quem tiver a expectativa de que vão tirar-se grandes ilações destes primeiros dias de pré-época, pode tirar o cavalinho da chuva.

Antes da partida para a Suíça, Jorge Jesus riscará aqueles que, na cabeça dele, andam há 10 dias a fazer número. Seguirão para estágio os tais 90% mais 2%; as tais surpresas ou dúvidas. Os restantes 3% háo-de chegar entretanto.

 

Numa temporada tão longa e com quatro competições, ficaria sem problemas com 25 jogadores de campo, mais 3 guarda-redes.

Castigos, lesões, gestão de momentos de forma...encontro variadíssimos motivos para ter alguns jovens valores, no mínimo, de prevenção.

Alguns nem contarão ou...será que Jesus surpreende?

Veremos. O que é certo é que, preferências à parte (e cada um tem as suas), o Sporting terá de ter um plantel que lhe dê garantias de que lutará por atingir todos os objectivos.

 

Estar na Liga dos Campeões é essencial. Não estando, teremos um bom ano para que joguem os tais 25 de campo e se engrosse a pontuação da UEFA na Liga Europa. Quem me segue, sabe o que penso da Liga Europa, no entanto, estamos numa fase em que o nosso ranking é miserável e onde fazer o melhor possível na Champions, sempre sem perder de vista a Liga Europa é a melhor atitude a tomar.

Quanto à Liga, terá de ser para ganhar, sabendo de antemão que as coisas por cá são como são. Parecemos sempre com demasiada pressa de ganhar. Mais tranquilamente, podíamos até já lá ter chegado.

As taças não as poderemos enjeitar. Estamos sedentos de títulos e até a "taça da carica" poderia dar uma meia alegria (se fosse jogada com os miúdos já dava uma alegria inteira).

 

Mas, para já, segue jogo na Suíça, onde os jogos consecutivos poderão baralhar ainda mais as contas a muitos. Para mim, não é na pré-época que se definem plantéis e, quanto muito, tiram-se algumas dúvidas. Eu não tenho dúvidas sobre os que escolheria. Jorge Jesus também não. Logo vemos se há sintonia.

 

Sigam-me no facebook e no twitter.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blogs Portugal